sexta-feira, setembro 30, 2005

Diferença de ideias

Ideias só com um sentido: >>>>>>



Ideias sem sentido: ???????



imagens retiradas daqui, daqui e daqui.

Notas soltas sobre o FCPORTO

Pois é, e face aos ultimos resultados do FCP e maneira de jogar, cheguei a esta ideia.
Temos mesmo que reforçar a defesa já em Janeiro para nos precavermos melhor, a nivel de laterais e um central de qualidade, ainda acredito que o Jorge Costa dava algum jeito este ano á equipa, nem que fosse para por os outros a correr e a comandar a defesa, porquê sem o Pedro Emanuel falta claramente um patrão que defina regras...
Também acho, (como a Joana) que nos falta um homem que jogue a trinco, porque nem o Ibson nem o Lucho o são, e devido a jogarem os dois lado a lado, cria-se um espaço entre eles e os centrais...
O Jorginho devia ter uma hipotese de jogar como nº10 no lugar do Diego, porque o Diego não defende e as alas seriam do Lisandro (ajuda bem a defesa) e do Quaresma, o que já equilibrava mais a equipa, e se o Quaresma tiver com pouca vocação defensiva, colocava-se o Alan que já provou ser uma solução.
Não podemos ter 44 remates em 2 jogos na liga dos Campeões e "apenas" 4 golos, lembro que no tempo de Mourinho, o grande FCP Europeu tinha meia oportunidade e fazia 1 golo (meia-final na Corunha).
O Mister Co é um bom treinador, mas tem que se lembrar que o FCP é o que é á custa de vitórias REAIS e não morais, tem que ser mais equilibrado na construção da equipa.
Apesar dos 0 pontos, algo impensável para mim, ainda acredito que tenhamos uma hipotese, não podemos é errar em nenhum dos 4 jogos que faltam.

Saudações Portistas.

quinta-feira, setembro 29, 2005

Artmedia, o orgulho da Eslováquia

Ontem, no Estádio do Dragão, escreveu-se mais uma das páginas do livro das maiores surpresas do futebol mundial. O à partida pouco cotado conjunto eslovaco provou a uma plateia incrédula que é perigoso subestimar qualquer adversário que se levasse um ponto apenas para casa já teria motivo de sobra para festejar.

Não é inédito na história do futebol nacional claro. Consultando os alfarrábios poeirentos do arquivo, é possível descobrir que na edição de 84/85 da extinta Taça das Taças, como o Apre referiu em comentário, o F.C.P. foi eliminado pelo modesto e quase desconhecido Wrexham ganhando por 4-3 nas Antas e perdendo nas ilhas britânicas por 1-0. Surpreendentemente nessa mesma eliminatória, o Metz viraria um resultado desfavorável em casa de 2-4, ganhando 4-1 em Nou Camp na 2ª mão!

Este resultado está ao nível da eliminação do F.C.P. pelo Torreense da Taça de Portugal há uns anos atrás, do Benfica pelo Gondomar noutra altura na mesma competição, ou mesmo da derrota do F.C.P. na final da Taça contra o Benfica. São surpresas que amiúde acontecem e que, caso se repetisse o mesmo jogo mais 10 vezes, não voltariam a acontecer.

(ok... o Peseiro acaba de ser eliminado da UEFA... Está bonito, está!)

Ontem, contra uma equipa que explora bem o contra-ataque, o F.C.P. deixou a nu as carências que assolam a equipa. É por demais evidente que a defesa do F.C.P. precisa de um central de referência que ainda não pode ser Ricardo Costa, já que precisa de amadurecer mais, para além de haver falta de rotina entre os dois centrais actuais. Por outro lado, uma equipa a este nível precisa de defesas laterais genuínos e não pode estar a contar com defesas laterais adaptados. Para o campeonato serve mas a nível internacional, onde a experiência conta muito, não serve.

Para além disto, Ibson precisa de aprender a fazer duas coisas: apoiar a defesa pelo menos de vez em quando e também rematar em condições. Por azar, 3 ou 4 ressaltos de bola em frente da área, foram ter com ele, logo o único médio que não sabe rematar.

Seja como for, tudo isto não estaria a ser discutido se mais uma vez o F.C.P. tivesse conseguido marcar pelo menos 2 das muitas oportunidades que teve. O Artmedia desceu 4 vezes à área do F.C.P. e marcou 3 golos. O F.C.P. não soube respeitar o adversário e pagou por isso. O Artmedia não é superior nem ao Belenenses, nem ao Braga, e contra estes a defesa do F.C.P. esteve num plano bem razoável e, tenho a certeza, que em Bratislava o F.C.P. consegue vencer. Pelo menos já vai avisado.

Sobre o pesadelo de ontem à noite

Depois de uma noite extremamente mal dormida, parece que ainda não acredito no que aconteceu ontem no Estádio do Dragão. Como eu disse abaixo, é simplesmente mau demais para ser verdade, é inaceitável.

Primeiro que tudo, devo dizer que uma coisa me distingue, a mim e aos restantes portistas, da lampionagem pronta a saltar de emoção com uma derrota do FC Porto e ir imediatamente poluir os blogues e fóruns portistas: as vitórias morais (se é que existem) põem-me extremamente mal disposta. As galinhas exultaram porque acharam que fizeram uma exibição do outro mundo no campo de um dos piores Man Utd das últimas décadas, e ficariam na lua se tivessem cometido a proeza de ir lá empatar (porque empatar com os grandes é a proeza naquele clube, como o foi no Dragão na época passada) - lá dizia o Avante Lampião, ficaram "a 6 minutos da fama". Perderam, mas foi caso para "ficarem orgulhosos".

Eu acho que o FC Porto mereceu ontem levar na cara, por muito que me custe admitir, mesmo apesar da boa exibição até aos 2-0, mesmo apesar da maior posse de bola, mesmo apesar do maior número de remates, mesmo apesar de tudo isso.
Fico com náuseas só de ouvir o treinador dizer que nem sempre os melhores ganham. Que este modelo (ataque desenfreado, seja em que ocasião for) é para manter. E acho que o FC Porto vai sofrer dissabores assim até que Co Adriaanse (de quem gosto muito) aprenda que o FC Porto não é clube somente para "encantar" (e até agora foi o que se viu), mas para GANHAR na Europa. Espero mesmo que ele caia em si, porque ontem depois dos 2-0 o que eu vi no Dragão foi a reedição da época passada, com os golos a entrarem e a nação portista a assistir incrédula a um filme de muito mau gosto.

A culpa de termos uma defesa fraca e de muitos dos seus elementos estarem aleijados, não é de Co. Mas a atitude em campo já passa pela sua responsabilidade (e já agora, a teimosia para com o Jorge Costa também). Não podemos estar sempre balanceados no ataque faça chuva ou faça sol (ainda para mais se os avançados insistem em falhar oportunidades de forma escandalosa). E já agora, gostava de perceber aquela que se está a tornar a substituição-tipo, de tirar o Diego (quando ontem havia jogadores em muito pior rendimento- Ibson, Jorginho) e meter avançados, ficando sem alguém que saiba transportar o jogo. Outra coisa: falta-nos um Ministro. Enfim, para além de defesas novos em Janeiro.

2ª jornada da LC: 0 pontos. Duas derrotas muito difíceis de digerir, pelo mesmo resultado. Com a agravante desta última ter sido consentida em casa, em dia de aniversário, depois de estarmos a vencer por 2-0 (e a jogar bem), frente a clube que se chama Artmedia Petrzalke. Não consigo aceitar, muito menos consolar-me com o cliché "o futebol é assim!". Esta vai-me ficar atravessada para sempre, por muitos anos que passem.

Ao menos este impensável desastre retira-nos qualquer euforia e ilusão que para já este Porto-bebé não tem capacidade para sustentar. É preciso ter calma.

Amo-te Porto

quarta-feira, setembro 28, 2005

FC Porto 2 - Artmedia 3

Mau demais para ser verdade.
Não dá sequer para comentar.

AMO-TE PORTO








Que dia é hoje?

28 de Setembro de 2005 - há precisamente 112 anos, ao vigésimo oitavo dia do nono mês de 1893, o negociante de vinhos António Nicolau de Almeida fundou o Foot Ball Club do Porto, dando-lhe as cores pátrias de então, o azul e o branco.
O primeiro jogo foi disputado contra o extinto Foot Ball Club Lisbonense, pela Taça D. Carlos, a 24 de Março de 1894 (vitória lisboeta).
Doze anos após a fundação, em 1906, o clube foi resgatado da hibernação por José Monteiro da Costa.

A 28 de Setembro de 2005, o FC Porto é um clube BI-CAMPEÃO DA EUROPA E DO MUNDO.

Vinte vezes campeão nacional (único pentacampeão da história portuguesa), vencedor de 12 Taças de Portugal e de 14 Supertaças Cândido de Oliveira.

Inesquecíveis também a epopeia europeia da Taça UEFA de 2003 e os duelos com o Ajax que resultaram na conquista da Supertaça Europeia em 1988.

Não foi, pois, em vão, que aquela gente nobre de tempos longínquos decidiu pensar e concretizar uma das maiores paixões da vida desta singela rapariguita do século XXI.

Parabéns FC Porto

fotos do Portal dos Dragões

terça-feira, setembro 27, 2005

Justiça

"Quaresma ainda não é uma estrela. Estrela, no FC Porto, é o Vítor Baía" Mister Jacob (O Jogo)

domingo, setembro 25, 2005

sábado, setembro 24, 2005

Voltámos a falhar a goleada!

O DRAGÃO anda esfomeado, mas apesar das grandes jogatanas dos nossos rapazes, parece que fica sempre a faltar alguma coisa. O FCP só deu 2 ao Belenenses, mas, tal como outros jogos, podiam ter sido uns cinco ou seis. De qualquer forma, mesmo com o festival de bolas enviadas para a bancada, este Porto-bebé já se adianta na frente da classificação. O que eu espero é que toda esta fome dê em fartura!

Quanto ao sul-africano ingrato, deu-nos mais um sublime momento de futebol e em troca teve um estádio inteiro a cantar só para ele:

EEEEEEH EI BENNI
UH- AH!
FAZ UM GOL
NA NA NA NA NA


Será que ele pensa que indo para o West Ham ou para o Blackburn ou outro clubeco do meio da tabela do país dos bifes, teria um espectáculo destes só para ele?


Quarta-feira há noite europeia no Dragão.

Vamos em frente!

... e à frente! Hoje mais uma boa exibição e mais três pontos (já vão 13 em 5 jogos) contra um Belenenses que tentou surpreender logo de início para depois tirar partido do seu forte contra-ataque.

Gostei particularmente da forma como o F.C.Porto soube gerir a posse de bola com paciência, fazendo uma excelente circulação (Lucho fantástico!) para depois aproveitar as falhas da defesa do Belenenses. Também gostei de Bosingwa que mostrou que, mesmo sem ritmo, está uns furos acima de Sonkaya que, havendo coerência, irá aquecer o banco nos próximos tempos.

Em relação aos golos, McCarthy lá fez aquilo que lhe pagam para fazer... Bom golo é certo, podiam ter sido mais, mas vamos ver se esta postura é para manter nos próximos jogos. Por outro lado Jorginho fez o gosto ao pé, mas não se podem falhar duas oportunidades como as que falhou. No golo, estava de facto fora de jogo, que caberia ao fiscal de linha assinalar, mas admito que o aglomerado de jogadores na área do Belenenses lhe terá tapado a visão ideal do lance. Como diz o outro mais a sul, "se o árbitro não apitou, é porque não foi", e como tal, foi um lance que embora irregular, acabou por dar mais alguma justiça ao resultado.

Nota negativa para Ricardo Costa e as bolas entregues ao adversário em zona perigosa. Quando não se sabe não se inventa e para alguma coisa serve o espaço livre que rodeia o terreno de jogo.

Por último, uma nota de destaque para Marco Aurélio, guarda-redes do Belenenses: um verdadeiro senhor! Foi o verdadeiro esteio da defesa da equipa lisboeta com defesas fantásticas embora no fim quase tivesse borrado a pintura. 200 jogos CONSECUTIVOS na Liga é um número impressionante, principalmente se tivermos em conta o nível médio das suas exibições. Os meus parabéns!

imagem site oficial do FCP

Convocados para o jogo contra o Belenenses

E à quinta jornada eis Bosingwa, naquela que é sem dúvida a nota mais saliente desta convocatória. De destacar ainda os regressos de Meireles e Lisandro.

Quanto às saídas, saem Postiga, Sonkaya (ufa!!!), Ivanildo e João Pedro.

Este promete ser um jogo bastante interessante já que vai colocar frente a frente a equipa que melhor futebol de ataque pratica em Portugal contra uma das que mais eficazmente interpreta a filosofia de contra-ataque (o Guimarães que o diga!).

Eis a lista completa de convocados:

Alan, Bosingwa, Bruno Alves, César Peixoto, Diego, Hugo Almeida, Ibson, Jorginho, Lisandro, Lucho, Marek Cech, McCarthy, Paulo Assunção, Paulo Ribeiro, Quaresma, Raul Meireles, Ricardo Costa e Vítor Baía.

A minha equipa provável:



Momento publicitário


Agora, o vidro não precisa de ser substituído, pode ser reparado!

sexta-feira, setembro 23, 2005

Porque estou farta de ler por aí muita porcaria...

... querer comparar o lance Prso-Baía com o lance Luisão-Ricardo é um wishful thinking muito verde-e-branco e muito ridículo.

quarta-feira, setembro 21, 2005

Estranhos festejos



Não fosse a comemoração efusiva da comunicação social, e este dia passar-me-ia ao lado por completo, mas ao que parece faz hoje 5 anos que Mourinho começou a sua carreira de treinador principal, depois da aprendizagem com outros nomes da bola.

É verdadeiramente incrível, mas o jornal Record (o tal das mentiras) dedica hoje a Mourinho 4 páginas coloridas (mais dos que as duas páginas diárias que reserva para o FC Porto) e recorda que foi há cinco anos que Mourinho começou a "conquistar o mundo". Até aqui, parece tudo bem, certo? Errado: todo este trabalho é exclusivamente dedicado à passagem do treinador pelo Benfica. Estes senhores "jornalistas" vão ao pormenor de relatar os preparativos dos SLB'istas para a contratação de Mourinho, os contactos, a estreia, enfim, toda a sua passagem pela Instituição. É caso para perguntar: mas alguém se lembra da passagem de Mourinho por esse clube?!! Deixou lá obra digna de registo?! Ah, espera, foram só uns dois ou três meses...

Estranhamente, os momentos que fizeram de Mourinho o que ele é hoje (e o porquê de merecer o assinalar destes 5 anos), são pura e simplesmente esquecidos, como se de menor importância fossem. Na verdade, o que interessa mesmo é assinalar que o facto de Mourinho ter ido parar ao FC Porto foi um simples acidente do destino, uma infelicidade, um pormenor desagradável, que em nada mancha o verdadeiro marco histórico: foi o SLB que lançou Mourinho!
É preciso ter lata. Jornalismo badalhoco no seu melhor.

Fica também na retina uma das citações de Mourinho: "Não fui para o Sporting porque o Dias da Cunha não me quis lá". Deve ter sido com uma terrível angústia interior que o Senil viu o FC Porto conquistar tudo e mais alguma coisa (como é bom ser portista para rir destas coisas). Percebe-se um pouco porque é que para os responsáveis leoninos, o Sporting nunca perde porque é pior, mas sim por causa dos árbitros ou por super-hiper-extrema infelicidade: são argumentos que estão sempre à mão e dão muito jeito, em qualquer ocasião, para justificar tudo e mais alguma coisa.

Parece coincidência, uma coincidência dos diabos, o melhor dos treinadores (que na altura ainda não o era, tornou-se) ter ido parar ao melhor dos clubes. Bolas! Não interessa! Foi no SLB que ele começou! Viva a Instituição!


foto do site oficial do FCP

terça-feira, setembro 20, 2005

O regresso de Bosingwa




O campeão da Europa José Bosingwa já regressou aos treinos, o que permite desanuviar um pouco o lado direito da defesa.
Raúl Meireles e Lisandro também já recuperaram das lesões.


foto Terceiro Anel

segunda-feira, setembro 19, 2005

Empate em Braga

Depois de ter assistido ao jogo, fiquei um pouco decepcionado pelo empate. Afinal, o FCP tinha criado várias situações de golo eminente junto à baliza do Braga enquanto que, por outro lado, as situações de perigo junto à baliza de Baía foram poucas (embora tenha tido um ou outro calafrio).

Chateia-me ver jogadores como Diego, Lucho e Ibson falharem remates como falham (não se treina isto?) e também me chateia ver que por vezes a pressão não é feita como deveria ser feita, dando espaços aos adversários para controlarem a bola e pensarem o jogo.

Arrepiei-me com o Sonkaya! No lance em que Rossato cai na área, Sonkaya começou por abordar mal a jogada (pernas abertas a pedir o túnel...) e depois ainda se arriscou a ver o árbitro assinalar um penalty. Vá lá, safou-se mas... volta Bosingwa!

Mas no geral gostei. Primeiro porque considero o Braga uma equipa forte que, apesar da saída de dois grandes jogadores para o Sporting, mostrou ter soluções e o Rossato (pois...) mostrou ser um jogador que ainda vai dar que falar em Braga.

Não acredito que muitas equipas pontuem em Braga, contra este Sporting bem organizado e bem apetrechado. O FCP fez um ponto, sabe a pouco é certo, mas não me sinto muito triste. Talvez ficasse mais triste se o FCP tivesse empatado na Luz.

domingo, setembro 18, 2005

Virtual Match Report
O Sporting x Benfica

Como acho que o pessoal está a precisar de animar depois do resultado menos bom de 3ª feira, aqui vai um VMR que tinha em mente desde o SCP x SLB. Infelizmente não tenho disponibilidade para criar um VMR para todas as jornadas mas a espaços lá irei desenvolvendo um ou outro.

Nunca é demais referir que os VMR são uma criação original de Ormondroyd em tiras publicadas no jornal "The Guardian" e que em Portugal foram introduzidos por um membro da FCPNet, o Wolfensilva.

Já agora, aproveito para dedicar este VMR à nossa incomparável "presidenta".

Liga Betadine, 3ª jornada


Pois é



" Os comentadores que agora partem à descoberta do exibicionismo de Adriaanse fazem-no porque o treinador do FC Porto não parece disposto a abrir-lhes canais privilegiados. Em vez de exultarem com alguém ainda mais sem papas na língua que José Mourinho, reagem mal por se sentirem ameaçados na sua forma de trabalhar os círculos do intimismo e do amiguismo. É toda uma vasta área de sombras que lhes foge, tornando muito mais difícil a construção de enredos intriguistas e bombásticos boatos baseados na intermediação de fontes que não dão a cara.
De resto, Adriaanse já conseguiu duas coisas em muito pouco tempo: colocar o FC Porto a jogar um futebol ofensivo como já não se lhe via desde os tempos de Robson e atacar o Portugal dos primos e da má língua. Só por isto já valeu a pena ter vindo.
O resto, como sempre acontece no futebol, serão os resultados a definir. Se forem bons para Adriaanse, os de sempre saberão virar o bico ao prego
.
"
( O Jogo)

foto Terceiro Anel

sábado, setembro 17, 2005

Os convocados para o jogo de Braga

Na lista de convocados para o jogo contra o Sp. Braga amanhã às 21h15, com transmissão em directo na Sport Tv, confirmam a ausência de Lisandro, por lesão, e o que considero surpreendente, a saída por opção de Raúl Meireles.

Em termos de regressos temos Postiga e Ivanildo, a chamada do jovem João Pedro, e finalmente, o regresso de McCarthy, no que constitui sem dúvida a opção de maior saliência.

Atendendo a que Hugo Almeida poderá não estar na melhor forma devido a uma lesão contraída durante a semana, será que Adriaanse vai mostrar que conta mesmo com McCarthy e o vai incluir no onze inicial? Eu pessoalmente preferia uma frente de ataque de recurso com Quaresma e Alan nas alas e Jorginho ao centro. Seja como for, amanhã saberemos.

Lista completa:

Alan, Bruno Alves, César Peixoto, Diego, Hélder Postiga, Hugo Almeida, Ibson, Ivanildo, João Pedro, Jorginho, Lucho, Marek Cech, McCarthy, Paulo Assunção, Paulo Ribeiro, Quaresma, Ricardo Costa, Sonkaya e Vítor Baía.

sexta-feira, setembro 16, 2005

Pinto Azul nº 9 já está à venda

  • aqui
  • Adriaanse no seu melhor

    «Você diz que eu tenho problemas com o McCarthy? Também se pode dizer que o McCarthy tem problemas no funcionamento do grupo. Quando se guia um carro e sabe que tem de parar no vermelho, não se pode dizer que a polícia tem problemas consigo, mas que você tem problemas com as regras de trânsito. Por isso, a questão deve ser outra. Como é possível que o Benni tenha tantos problemas com as regras para ser um profissional? E ainda me diz que eu tenho problemas? Eu sou um profissional de top. Não tenho problemas. Ele é que tem problemas, com as regras para ser profissional».

    Co Adriaanse respondendo a (mais) uma questão de um jornalista sobre Benny McCarthy na conferência de imprensa. Até frente aos jornalistas este homem joga ao ataque! A não perder!

    in Mais Futebol

    Informação de qualidade!

    "Sporting vence holandeses do Halmstad"

    Foi esta a frase utilizada hoje, no Primeiro Jornal da SIC, como título da reportagem da vitória do Sporting sobre os suecos do Halmstad. Talvez hajam alguns holandeses na equipa mas com tanto Johansson era complicado encontrá-los.

    Mais uma baixa no ataque!

    Parece perseguição! Agora foi a vez de Hugo Almeida se lesionar falhando assim o jogo contra o Braga! Porra... é muito azar junto!

    Enfim, uma boa notícia

    "São muitos anos. A dupla que se anuncia para Braga, a menos que haja uma recuperação milagrosa ou uma adaptação inesperada, é nova e velha ao mesmo tempo. Bruno Alves e Ricardo Costa já venceram em Toulon, já foram terceiros classificados no Europeu de sub-21 e já estiveram juntos nos Jogos Olímpicos "
    (O Jogo)

    Oxalá daqui saia coisa boa.

    Afinal...

    ... Mário Jardel já não vai para a Turquia! Depois de ter sido dado como certo no Ankaraspor, o jogador que já vai em 31 anos, assinou pelo Goiás, o 3º classificado no Brasileirão.

    Será desta? Já vi este filme em algum lado...

    quinta-feira, setembro 15, 2005

    Em Braga eu jogaria assim:

    Resulta numa maior consistência defensiva.

    Vai ser um sério teste aos defesas laterais porque contra o Braga o perigo vai surgir nas alas (Rossato, Jorge Luiz, Luis Filipe,...). Meireles faz bem as dobras (a não ser que se lesione noutra entrada kamikaze) e fecha bem ao meio. Com ele o FCP sai mais rápido em contra ataque devido à sua capacidade de passe longo.

    Poderia optar-se por salvaguardar Lucho que poderá acusar algum desgaste, fazendo-o entrar na 2ª parte (caso fosse mesmo necessário e isto depois de o ter colocado durante toda a semana a treinar a pontaria do remate).

    A frente de ataque torna-se mais móvel e agressiva com Lisandro.

    Nada surpreendente

    "Um rotura de ligamentos vai levar Sokota à sala de operações e a uma recuperação prolongada. Os exames efectuados ontem confirmaram o pior cenário. Este ano, o croata não joga mais" (O Jogo)

    Se penso que a SAD acertou quanto ao treinador, já a política de contratações continua a ser caracterizada por critérios muito duvidosos, e isso também começa a verificar-se. É caso para perguntarmos: porque foi o FC Porto buscar o Sokota (pela mesma razão que desviou o Paulo Assunção o ano passado) ? Não vejo outro motivo senão a pirraça ao SLB. E isso é INACEITÁVEL. O jogador, contra o qual nada me move pessoalmente, mostrou nestes dois últimos jogos do FCP tudo o que tinha feito em 4 anos de SLB, incluíndo a tendência para as lesões prolongadas. Se a SAD foi rigorosa (e bem) no caso do Nuno Valente, então porque foi buscar o Sokota? Os resultados estão à vista. E agora, com Benni ingrato e Postiga de fora, o FCP apenas tem o Hugo Almeida para a deslocação a Braga.

    A extrema incoerência desta política nota-se também, e sobretudo, na defesa, e esta é, meus amigos, a defesa mais fraca do FCP desde há muitos anos. A SAD não tem problemas em gastar milhões para as posições ofensivas mas para a defesa quase não mexe uma palha. Não se percebe porque vendemos o Seitaridis sem termos precavido convenientemente essa lacuna, pois enquanto nos recusámos a dar 6,5 milhões pelo único (!) jogador exigido pelo treinador (o Kromkamp), não descurámos no entanto a compra de mais um miúdo-maravilha (o tal Anderson) para uma posição bem preenchida.

    No centro da defesa, a mesma coisa: o Ricardo Costa, um dos titulares abolutos, não tem valor para tal posto, o Pepe idem (ter marcado dois golos não invalida que esteja repetidamente mal na sua função). Com o Pedro de fora (devido à besta Prso), Pepe lesionado e Jorge Costa também arredado (está lesionado, mas já se justificava o seu regresso), o FC Porto vai jogar com Ricardo Costa ao lado de Bruno Alves, essa incógnita. E seja o que Deus quiser.

    Vamos ver o que será daqui para a frente.
    Força Porto

    terça-feira, setembro 13, 2005

    Rangers FC 3 - FC PORTO 2

    Comigo é assim: se o FCP sofre três e marca dois, merece perder. Não gosto de vitórias morais nem acho que esta seja uma derrota injusta, mesmo contra um adversário sem classe. Este é, isso sim, um jogo para não esquecer e para Co Adriaanse analisar bem (infelizmente já não estamos na pré-época).

    Dois golos sofridos pela passividade incrível da defesa, um outro golo ilegal.

    Jogámos com 10 desde o início, já que o Sokota fez de defesa do Rangers e nada mais.
    Para além disso também nos podemos queixar do facto de Prso ter enviado o nosso melhor central (Emanuel, que não vai a Braga) para o estaleiro.

    Ricardo Costa, Sonkaya, MUITO FRACOS. Pepe alterna o bom (neste caso os golos!) com o muito mau.

    Por muito que nos custe, esta é a realidade actual: o FCP idealista não marca golos. Os golos surgem por lances de bola parada, por suplentes que entram a meio, por defesas (Ricardo Costa, Pepe, César...). Sem o Benni ingrato, não temos um grande avançado centro (Lisandro?) e Sokota claramente não tem lugar no FCP.

    Em certas alturas, foi a confusão total. O Porto nunca mais serenou.
    A nota positiva a salientar: não obstante a forma atabalhoada como a certa altura passámos a jogar, os jogadores lutaram.

    Enfim, ao menos tive a boa notícia de que o Real Madrid foi goleado em Lyon.


    Apesar de tudo, optimismo. Este FC Porto tem ainda um longo caminho a percorrer.

    Gu Math Theid Leat , PORTO !



    É hoje, neste belo e excitante estádio, o Ibrox, e contra um "clube amigo", o Rangers, que o FC Porto vai começar a sua participação na Liga dos Campeões 2005 / 2006. A cidade de Glasgow, da qual guardo boas recordações, é o ponto de partido do sonho. Veremos onde esse sonho poderá levar o nosso Mágico Porto.

    E porque é giro ler o que escrevem sobre nós, isto encontra-se no Record de hoje (é verídico!):

    " Marca FCP

    O FC Porto não é só a equipa com mais presenças na Liga dos Campeões. Para além dos prémios de participação, conseguiu espetar uma lança na galáxia das estrelas ao sagrar-se campeão da Europa há dois anos.
    Os dragões estão ao nível da Sonae, do Mateus Rosé, das rolhas de cortiça Amorim, dos quadros de Paula Rego, de Fernão de Magalhães e Vasco da Gama, de Saramago ou de Damásio. Promovem e orgulham Portugal.
    Podem ter perdido o seu Eusébio (ler: Mourinho) mas continuam a merecer a nossa confiança sobretudo quando passam a fronteira. São muito competitivos! "


    FORÇA PORTO

    segunda-feira, setembro 12, 2005

    A nova mania da galinhagem

    ... é falar-se, por tudo e por nada, das "insígnias na camisola".

    Aposto que já aconteceu a toda a gente: em conversa com lampiões, se estes não têm argumentos à altura (geralmente é o caso), se vêem as coisas correr mal dentro de campo, se vêem que o KagaRounis e o Piccoli não vão resolver problema nenhum do Benfas, e por aí fora, não há problema, porque têm sempre a bela frase preparada, com um sorriso triunfante na cara: "nós é que temos as insígnias nas mangas da camisola!".

    Eu gostava de saber quem é que começou com essa moda idiota e que difundiu rapidamente a todo o benfiquista do globo, como se quisessem dar maior charme a um campeonato ganho de forma miserável e à base de livres e penalties, graciosamente oferecido pelos rivais e ainda salpicado aqui e ali de empurrões amigos. Eles agoram não querem outra coisa, senão falar do escudo na manga, como se fosse algo de transcendente.

    Já vi umas 7 ou 8 insígnias nas camisolas do FCP e não me lembro de vez alguma isso ter sido usado como arma infalível em qualquer discussão. Se o diálogo com slb'istas já era difícil, agora então é quase impossível. Eles vivem na lua.

    FCPORTO-3 /Rio Ave-0 (Notas Soltas) e Glasgow

    Excelente o resultado final, não se pode é deixar os golos todos para os ultimos minutos, temos de ser mais prácticos e marcar em situações como a do Lucho e do Sokota (ainda na 1ªParte), para evitar todo o sofrimento que existiu até á obra-prima do Quaresma, ou como diz o Caetano,...Poesia...

    Destaco aqui a confiança que o Mister Co tem nos seus jogadores e vice-versa, isto porquê não é fácil retirar do campo o Ibson, Lisandro e Diego para as entradas do Alan, Hugo Almeida e Quaresma respectivamente com o resultado ainda em 0-0, e explico porque...

    A equipa não estava a jogar mal, antes pelo contrário, só faltavam mesmo os golos, pressionava bem, recuperava a bola depressa, não dava espaços, e circulava bem a bola, isto contra uma equipa muito bem estruturada, como é o caso do Rio Ave, assim, nunca é fácil desfazer um modelo de jogo para outro, e a equipa manteve-se coesa e ainda mais atacante, isto mostra a qualidade dos jogadores em posições chave como o meio-campo, casos de Lucho, Diego e Jorginho, que no toque e posse de bola são muito bons.

    De realçar que mesmo com uma equipa bem mais ofensiva, a defesa esteve muito concentrada e sólida, o que permitiu que VBaia passa-se um jogo quase descansado, mas Sonkaya tem de subir mais, e o Cesár não pode chutar de todo o lado, a reflectir.

    E como diz a Joana, destaque para o Alan pela forma como entra em campo, determinado em ajudar a equipa, e sempre a tentar fazer o seu golito, isto porque não é fácil entrar numa equipa nova, e ele tem sido uma opção de banco muito válida para o Mister Co.

    Nota negativa para Benny, assim é impossivel te-lo na equipa, o Mister passou a semana a elogia-lo e ele vem e faz logo um disparate daqueles, assim não dá. Nota 10 para Co pela forma como tratou o caso e Nota 0 para Benny que parece que quer ir jogar para um clube sem destaque nenhum, parece que os jogadores só querem é dinheiro, o resto não interessa para nada (como no caso Maniche).

    Nota final: Gostei do jogo, mas é preciso marcar mais cedo para a equipa não sofrer tanto...

    Para Glasgow, colocaria a equipa desta forma: VB - FS, RC, PE, CP - RM , L - J, D, A - L (em 1-4-2-3-1), Raul Meireles no meio para dar consistência defensiva e passes longos, jogadores versáteis e rápidos na frente, casos de Diego, Jorginho, Alan e Lisandro, com esta equipa acredito que ganharia-mos, também não é de descurar a hipotese de Hugo Almeida jogar no lugar de Alan, mas para isso temos de ser muito fortes no meio-campo para construir jogo ofensivo.

    Boa sorte FCPorto!

    domingo, setembro 11, 2005

    Um estádio belíssimo, uma segurança fantástica...

    Ontem à noite foi só petardos em Alvalade. Devo ter contado uns vinte.
    Entretanto, em campo, o Spórtem só conseguiu dar dois a uma das piores equipas do campeonato (ainda por cima a jogar com + 1) e o pónei lá fez o golo da ordem para a Instituição: de livre, é claro.

    Foi um espectáculo.

    A anedota do dia

    «VAMOS RENOVAR O TÍTULO DE CAMPEÃO»

    José Veiga Dixit


    ...Sem comentários...

    sábado, setembro 10, 2005

    FC PORTO 3 - Rio ave 0



    Quaresma 86'
    Alan 90 '
    Hugo Almeida 92'

    Ao terceiro jogo, uma grande exibição (o nível tem vindo a subir) e fico a pensar no que será este Porto quando as oportunidades forem concretizadas e os avançados acertarem mais na baliza. Certo certo é que o FCP a meio campo joga que se farta.

    De qualquer forma, foi um jogo de nervos porque o FCP não pode desperdiçar tanta oportunidade. O resultado justo não era 3-0, mas sim 10-0 por tudo o que fez nos noventa minutos. Bem, o que interessa é que entretanto vamos ganhando, e se na semana passada marcámos três e sofremos dois, hoje voltámos a marcar três e não sofremos nenhum.

    Os três golos foram marcados por jogadores que entraram na segunda parte, o que mostra como o FCP tem um banco recheado de alternativas.

    Nota especial: Alan, o suplente que aos poucos e poucos vai surpreendendo.

    Bonito, bonito: é ver a união dos jogadores em campo, o incentivo dos que estão no banco, o festejo dos golos, o estádio vibrante de apoio à equipa (hoje não me lembro de assobios). Tudo indica que estamos no caminho certo.

    Ponto negativo (íssimo): McCarthy. Realmente, já não há pachorra. Se sair do clube, desejo-lhe má sorte, porque é um ingrato que não sabe respeitar o contrato de trabalho.

    Força Porto! Vamos a Glasgow!

    O que diz Mourinho aos seus jogadores no intervalo?

    Como é que Mourinho consegue motivar os seus jogadores? Como é que consegue o melhor de cada um? Como é que escolhe a sua roupa? Não sabemos... Mas os camaradas do site Bore Me descobriram o que José Mourinho diz aos seus jogadores no intervalo! Um absoluto exclusivo! Cliquem aqui para ouvir.

    Comparações

    Depois de divulgada a notícia de que o FC Porto tem praticamente 100 mil sócios pagantes sem recurso a campanhas ridículas, decidi fazer um pequeno estudozinho comparativo sobre o que se exige de quotas aos sócios dos três maiores clubes de Portugal. Fiquei espantada e comecei a perceber certas coisas. Ora comparemos:

    FC PORTO


    Sócio efectivo : 7, 50 euros mensais (90 euros anuais)
    Sócio correspondente: 15 euros anuais

    SPORTING

    Sócio efectivo : 11 euros mensais (132 anuais)
    Sócio correspendente: 50 anuais

    BENFICA (o dito "clube do povo")

    Sócio efectivo : 12 euros mensais (156 anuais)
    Sócio correspondente: 100 euros anuais (!!!)


    É elucidativo, sem dúvida.
    Vejamos por exemplo a categoria de sócio correpondente entre campeões do mundo e milhafres: de 15 euros anuais para 100, eu diria que é uma enormidade. Mais: ser sócio efectivo do FC Porto é mais barato do que ser sócio correspondente da Instituição!.
    E são eles o "clube das massas". Quando o Orelhas se queixa dos benfiquistas que não compram Kit-Kats, como se pode alguém admirar?

    A ordem aqui exposta é a do que exige menos (FCP) para o que exige mais (SLB), mas, inversamente, também daquele que mais enche o seu estádio para o que mais vezes tem a sua casa às moscas. Bate tudo certo.

    FORÇA PORTO



    Hoje às 19h30
    FC PORTO - Rio Ave


    foto do blog Cachecóis do FCP

    Se a imbecilidade pagasse imposto...



    Se já tinha sido de uma esperteza saloia dizer que não gostava da Rússia, do clima (no Verão?!) , do campeonato russo e da forma como os russos tratam os estrangeiros, numa altura em que a selecção ia jogar em Moscovo e ainda a meses da reabertura do mercado, fica agora provado que Maniche gosta mesmo de se enterrar e fazer papel de palhaço.

    As justificações:

    "Não peço desculpas, mas quero que me compreendam" - ou seja, confirma tudo o que disse sobre a Rússia e os russos, e ainda pede que o compreendam. É esperto, não haja dúvida!

    "Não é fácil todos os dias a minha filha ligar e perguntar-me quando volto para casa" - e o que têm a Rússia e o Dínamo a ver com isso? É feio que um jogador saia a pensar nos cifrões que lhe vão entrar no bolso e dois meses depois venha com argumentos emocionais destes. E já nem falo do inacreditável "o dinheiro não é tudo na vida"...

    " Vim de um grande clube que ganhava tudo para um que não está a ganhar" - é caso para perguntar: de que estava ele à espera? De ir jogar num campeonato mediático? De jogar na Liga dos Campeões? De ser promovido a mega-estrela simplesmente porque sim?

    Excelente negócio fez o FC Porto! (e que bem devia saber agora ao Maniche ainda jogar neste mágico clube)

    Burro!

    imagem do site oficial do Dinamo Moscovo

    Morreu o super atleta lusitano

    Tarzan Taborda, auto-considerado o melhor atleta português de todos os tempos, morreu hoje aos 70 anos vítima de ataque cardíaco, o que não deixa de ser de certo modo surpreendente.

    Uma coisa é certa, foi sem dúvida o wrestler mais famoso de Portugal e era dono de uma compleição física impressionante, tendo mesmo chegado a ser duplo em Hollywood.

    Na memória ficam aquelas manhãs de Sábado em que a RTP1 transmitia alguns combates da WWF e estes eram narrados pela voz nasalada e conhecedora de Tarzan Taborda que, em jeito de Gabriel Alves do wrestling, debitava expressões como "e agora Yokozuna a dar uma manchete alta para desgastar os glóbulos vermelhos do seu adversário!"

    A esta figura ímpar do desporto português, aqui deixo a minha pequena homenagem.

    imagem retirada daqui

    sexta-feira, setembro 09, 2005

    Bonito...

    Há clubes que gostam de homenagear as pessoas que se destacam ao seu serviço, contribuindo também para dar uma imagem mais humana e mais sensível da sua estrutura dirigente, sem que com isso se belisque o seu profissionalismo.

    O AZAlkmaar anunciou que vai baptizar um espaço das suas novas instalações com o nome do seu ex-treinador, o nosso Co Adriaanse, que recorde-se, colocou a equipa nas meias finais da UEFA na época passada, e levou um clube de menor dimensão como era o AZ, aos lugares cimeiros do campeonato holandês.

    Ao ler isto não posso deixar de pensar que seria bem bonito da parte do F.C.Porto ter um espaço José Maria Pedroto, um espaço Artur Jorge, um espaço Bobby Robson, um espaço Oliveira ou claro, um espaço Mourinho. A única precaução que se deveria tomar na concretização deste cenário hipotético e muito remoto, seria a de colocar uma placa na sala Mourinho como a que se encontra num café muito conhecido perto dos Aliados: "proibido cuspir..."

    Sexiest man alive




    Roger Federer, o Mourinho do ténis

    quinta-feira, setembro 08, 2005

    Não precisamos de Kits

    N' O Jogo:

    "O processo de actualização do número de sócios do FC Porto terminou com uma taxa de sucesso que ronda os 80 por cento. Significa isto, que, neste momento, o FC Porto tem mais de 95 mil associados com a situação regularizada e as cotas em dia. Um número expressivo, sobretudo para o panorama nacional. "

    Eu diria mais, é expressivo no panorama europeu!

    Quase cem mil sócios com as quotas em dia é uma coisa apreciável!
    Se tivermos em conta que o número de sócios pagantes (isto é, não contando com os mortos, os esquecidos e os animais de estimação que foram inscritos), do Benfas, essa Instituição com "I" grande, antes da operação Kit-Kat era de apenas cerca de 60 mil (e lá há-de chegar outra vez), dá que pensar, não dá?

    Ass: a sócia nº 52340

    quarta-feira, setembro 07, 2005

    II Grande Passatempo Zé do Boné

    Na sequência de imagens abaixo, descubra o ser vivo mais lento dos 3.
    Imagem 1

    Imagem 2

    Imagem 3

    Imagens tiradas daqui:
    http://www.saudeanimal.com.br
    http://www.fotorevista.com.ar
    http://jpn.icicom.up.pt/

    Tenho saudades do FCP !

    Isto pode soar mal, mas tenho a dizer que me irritam profundamente estas paragens para os jogos das selecções. Estou ansiosa por ver outra vez a minha equipa jogar, perceber se houve alguma evolução, se conseguimos os "mais de três golos" em casa frente ao Rio Ave e se a defesa começa a entrosar-se melhor.
    Fim de semana sem FC Porto deixa-me um vazio na alma. Sou como os toxicodependentes, de x em x tempo tenho que ter a dose, e quando falha entro em stress. O FCP é como uma droga.

    E pronto, já desabafei.

    Outra rábula das Pampas

    O caso mais caricato com argentinos de que tive conhecimento até nem foi o dos argentinos do F.C.Porto, mas sim de uma dupla contratada por um clube aqui perto de mim, o Sporting da Covilhã.

    Algures nos anos 90, andava o Covilhã pelas divisões secundárias (IIB ou III, não me recordo) quando desembarcaram do aeroporto de Lisboa dois argentinos dispostos a singrar na alta roda do futebol europeu. Chamavam-se eles Bazan e Del Bosco e foram recebidos por pessoa ligadas ao Sp. Covilhã que os guiaram até a viatura que haveria de os levar ao seu novo clube.

    Após algum tempo de caminho, ambos começaram a manifestar alguma estranheza pela demora da viagem. O diálogo que se seguiu, reproduzido na altura pela imprensa regional é elucidativo:

    - "Mas o estádio do Sporting não era perto do aeroporto?"

    - "Sporting??? Não pá! Vocês vão é para o Sporting da Covilhã!"

    Os jogadores lá acabaram por se conformar e ainda fizeram alguns jogos pelo Sp. da Covilhã mas acabariam depois por "desaparecer".

    Las pampas!

    Agora que temos dois argentinos de indesmentível categoria a militar no F.C.Porto, resolvi fazer aqui uma pequena homenagem aos primeiros argentinos que vi (ou não!) jogar no F.C.Porto. Corria então o defeso da época de 94/95 e chegavam ao Porto Rafael Walter Paz e Roberto Mogrovejo vistos na época como "um dos mais promissores médios do futebol argentino" e "o novo Caniggia" respectivamente. Os jogadores, contratados via VHS, chegaram integrados num pacote que, para além destes 2, ainda incluia Baroni, ponta de lança peruano, Etienne N'tsunda, avançado do Zaire (actual R.D. do Congo) e Mandla Zwane, este creio eu médio ofensivo Sul Africano.

    Ora bem, o caso mais caricato foi o de Mogrovejo que chegou e... foi logo embora. Pelos vistos o "novo Caniggia", dizem os boatos metia-se nos copos. O que é certo é que a desculpa oficial de que me lembro na altura, foi de que, "venderam-nos um jogador como ponta-de-lança e afinal é extremo e não se adapta!".

    Enquanto Mogrovejo acabaria por ir mostrar a sua... hmmm... qualidade(?) para Israel, os outros ainda permaneceram em Portugal algum tempo mas depressa se eclipsaram.

    Contudo o "Hall of Fame" dos argentinos no F.C.Porto é mais extenso (Ibarra, Pizzi, Esnaider,...) mas esperemos que a dupla Licha & Lucho, sirva para salvar a honra dos sul-americanos hispânicos que já representaram o F.C.Porto.

    Vejam a lista toda no 3º Anel

    segunda-feira, setembro 05, 2005

    Não há pachorra!

    Alguém ponha uma rolha neste rapaz só para não termos de o ouvir mais até se ir embora!


    Foto tirada do Jornal Oficial Vermelho

    domingo, setembro 04, 2005

    Portugal 6 - Luxemburgo 0

    A bácora da noite- Gabriel Alves (who else?) : "Os lances de grande penalidade são para ser sempre marcados, quer seja dentro ou fora da área". Juro, acho que ele desta vez superou-se, quando já todos julgávamos ser impossível.

    Mais uma exibição magistral do nosso Deco. Apesar de já não estar no FCP, continua para mim a ser um ídolo como poucos. No campo e fora dele (vê-se pelas entrevistas que é um tipo inteligente), ele enche-me as medidas. A minha vénia ao Decão!

    De resto, há que reparar: o corpo desta selecção é só ex-jogadores do FCP, na defesa Nuno Valente, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Paulo Ferreira, no meio campo Decão, Ministro e Maniche, e na frente, já em regime de substituição, Hélder Postiga (que acerta sempre mais na selecção do que no próprio clube).
    Ainda dizem que foi o Scolari que levou a selecção à final do Euro. Não foi, não! Foi o FCP mais o Mourinho. Assim se justifica que eu só vista a camisola do FCP quando assisto aos jogos da selecção (e não penso mudar).

    sábado, setembro 03, 2005

    Negócios de última hora

    Bem... e ao cair do pano fizeram-se os últimos negócios para retocar os plantéis.

    Em relação ao Sporting, não tenho dúvidas em admitir que fizeram um óptimo negócio. Reforçaram o ataque com o Wender, embora este já só dure 2 épocas em alto nível, e a troca de Rochemback por Alves foi um "refrescar" do meio campo. Este último é jovem, tem margem de manobra, estreou-se recentemente na Selecção de todos nós, sobretudo do Scolari, e, a grande vantagem, nunca disse a um treinador para ir tomar fosse o que fosse à rectaguarda!

    Sobre o Benfica... se o Karagounis é um bom jogador que até poderá desempenhar as funções de nº10, já em relação a Micolli tenho grandes reservas. Não me parece o TAL nº9 alto e forte. Pensando bem, o Karagounis também não é o nº10 que eles disseram que ia deixar toda a gente de boca aberta a perguntar como foi possível. Se insistirem eu explico como foi possível: o Inter não contava mais com ele e o Benfica em desespero penhorou mais alguns passes de jogadores para poder pagar o salário do grego.
    À última hora ainda tentaram compensar o "rombo" financeiro em perspectiva provocado pelo estoirar do tecto salarial por estes 2 últimos reforços com a venda do Simão, mas pelos vistos a coisa foi ao tecto.
    Giro foi a tentativa de reaver Karadas naquilo que os dirigentes do Portsmouth classificaram de "Silly nonsense!".

    Finalmente, o meu F.C.Porto... Contratou um ilustre jovem desconhecido eslovaco para o lado esquerdo da defesa, isto quando corriam boatos que um sueco de 28 anos já estava no Porto para assinar, e despacharam Nuno Valente e Leandro. O McCarthy ainda tentou fugir para Inglaterra à última hora à boleia do empresário mas, mais uma vez, a coisa deu para o torto. A coisa pior que pode haver é alguém nos oferecer 9 milhões de euros fora do prazo! Eh pa! A sério! Não sei se já vos aconteceu, mas a mim já e é completamente irritante, acreditem. Por isso, pelo menos até Janeiro, o Benny lá vai ter de se aguentar!

    Em relação ao Nuno Valente, palavras para quê? É mais um "histórico", embora recente, que se vai. Ficamos a perder. Em relação ao Leandro, sinceramente nunca me convenceu e quanto a mim nem sequer deveria ter vindo. O próprio jogador deu sempre mostras de estar insatisfeito no Porto e de querer voltar ao Brasil. Adeus e não voltes.

    Estou curioso em relação ao Chech e por isso dou-lhe para já o benefício da dúvida. Certo é que precisavamos de uma alternativa ao César Peixoto, ainda mais sabendo que este não foi ainda realmente posto à prova.