domingo, agosto 31, 2008

Arriverdeci!

O FCPorto divulgou há instantes no seu site oficial um comunicado no qual dá conta do acordo com o Inter de Milão para a transferência de Ricardo Quaresma.

Longe dos 40 milhões da cláusula de rescisão, o valor monetário que o FCPorto vai receber é de 18,6 milhões de euros. Incluída no negócio está a transferência do jogador Pelé para o FCPorto, avaliado em 6 milhões de euros. Sendo assim, o valor do negócio ascende a 24,6 milhões de euros.


Foi também salvaguardado no acordo de transferência que, caso Ricardo Quaresma atinja determinados objectivos desportivos (titularidade, golos,...), nos 3 anos do contrato que rubricou como Inter, o FCPorto poderá receber até 6 milhões de euros adicionais.


Este negócio foi assim feito por um valor que, como já referi, fica bem abaixo dos 40 milhões de euros da cláusula de rescisão mas que foi bem negociado se tivermos em conta que o jogador já tinha, há muito, manifestado vontade de sair e que em Itália se colocam algumas reservas sobre o que Ricardo Quaresma poderá realmente valer, fruto da inconstância exibicional que, pontualmente o afecta.

Por outro lado acho que o futebol português, embora fique mais pobre com a saída do jogador - é inegável que se trata de um virtuoso -, poderá ter muito a ganhar em termos de Selecção Nacional pois agora, o jogador vai ser treinado por José Mourinho. Um mestre em termos de preparação mental dos jogadores e que, todos esperamos, saberá formar Ricardo Quaresma para deixar de ser apenas um virtuoso para, finalmente se tornar um craque de topo. Basta pensar no que Mourinho conseguiu com Maniche por exemplo.

Apesar da polémica recente, a memória não é efémera nem pode ser toldada pela ingratidão e, sendo assim, desejo muita sorte a Ricardo Quaresma e agradeço-lhe tudo o que fez pelo FCPorto.


Imagem retirada daqui

2ªJornada - Benfica-1 / FCPORTO-1



LUCHO GONZALEZ (11m.) (P.)






Nota de destaque, Jesualdo foi audaz, arriscou jogar em 4-4-2 para ter um maior controlo do jogo e da bola, mas principalmente lançou jogadores novos na equipa e em boa hora o fez.
Portanto, para mim, o que Jesualdo fez, nas opções para este jogo foram as correctas a nível táctico, podendo um ou outro jogador não ser a minha primeira opção, claro que na 2ªparte não percebi, como estando a jogar contra 10, se manteve sempre o mesmo figurino, com Hulk sempre na extrema direita e Candeias ter entrado para extremo esquerdo, com Rodriguez nas costas de Lisandro, seria melhor dar mais liberdade ofensiva aos jogadores no ataque para confundirem mais as marcações da defesa do Benfica.

Como já tinha referido, este FCPORTO tem muitos (5/6/7) jogadores novos a entrarem ou no onze base ou a saltarem do banco, com isto e como se está ainda no inicio de época é mais dificil de ganhar entrosamentos necessários para um inicio de época fulgurante, como se tem visto nos 3 jogos já realizados esta temporada (1 V., 1 E., 1 D., 3 GM, 3 GS) , mas a (boa) matéria prima está lá, agora é coloca-la a render e a jogarem melhor, sendo que me parece que alguns jogadores (ex: Lisandro), ainda não estão também na sua melhor forma.

Fazendo entrar Rolando (muito bem) para o lugar de Pedro Emanuel (que é um enorme Capitão, pelas declarações no fim do jogo, mas a quem a idade já pesa) e Fucille para defesa esquerdo para o lugar de Benitez (eu já tinha antevido esta entrada no onze, mas depois deste jogo e com Sapunaru a não confirmar as credenciais da pré-época, talvez tivesse sido melhor jogar como defesa direito e Benitez como lateral esquerdo, pelo que não fez Sapunaru, mas como este é mais alto...).

No meio-campo a grande supresa táctica, 1 trinco, Fernando (muito bem), 2 médios interiores, Tomás Costa pela direita e Raul Meireles pela esquerda, e Lucho a deambular á frente deste trio, e seja dita a verdade, aqui Jesualdo foi audaz, e explico porquê, o FCPORTO tem este ano muitos médios de uma valia boa (Lucho é um caso á parte) e não tem neste momento muitos alas disponiveis, e como tal jogar em 4-4-2 foi o melhor para este jogo.

O único problema que verifico é que talvez faltem outras funções mais ofensivas para os médios interiores para um esquema de 4-4-2, onde por vezes pareciam muito amarrados á táctica, ou seja, bem na cobertura do meio-campo e do seu lateral, mas sem ideias claras em movimentos ofensivos, é um processo a rever, até porquê me parece claramente que para jogos grandes, principalmente fora de casa, jogos da Liga dos Campeões esta é claramente para mim a melhor opção, pois com a qualidade que os médios têm, é preciso é criar rotinas de jogo para este esquema.

Na frente, Lisandro mais á frente, e Rodriguez a explorar bem a sua velocidade e diagonais nas costas dos defesas, a provocarem muitos problemas á defesa contrária, pois Lucho esteve bem a servi-los, faltou talvez aos dois mais um pouco de classe em alguns momentos para materializarem em golos algumas boas hipoteses que tiveram, e isso fez toda a diferença neste jogo, lutaram, correram, pressionaram á frente, ajudaram os médios atrás, mas na hora da definição não tiveram calma e frieza (ou seja, classe) para resolverem um jogo que o FCPORTO teve quase sempre controlado e quase sempre dominado, mesmo com 11 contra 11.

Quanto ao resultado do jogo, o empate sabe a pouco, a muito pouco para o jogo que o FCPORTO fez e para aquilo que o Benfica não fez, e não fora a falha de Lisandro aos 55m. a falhar o 2-0 e a falha de Helton aos 58m., no lance do empate a 1-1, outro resultado seria, mas 30m. com mais 1 e não aparece uma grande oportunidade de golo, também não abona muito a favor do FCPORTO durante esse periodo.
Uma 1ªparte onde o FCPORTO controlou o jogo, e onde a espaços o dominou de uma forma intelegente, o golo madrugador de Lucho (penaltie claro sobre ele cometido) também ajudou a serenar os jogadores e a acreditar nesta táctica, com um FCPORTO a saber travar as investidas do Benfica pelas alas e a controlar o jogo pelo meio com Fernando atrás e Lucho a distribuir jogo á frente para os dois avançados rápidos e móveis, com isto, foi um FCPORTO que ao intervalo justificava a vantagem, mesmo depois de Rodriguez ter permitido a defesa a Quim e Lisandro ter rematado ao poste, podiam ter sido 2 ou 3 ao intervalo.
Na 2ªparte, o Benfica apareceu mais pressionante e ofensivo, e o FCPORTO perdeu um pouco o controlo do jogo, mas ainda antes do empate, Lisandro após uma recuperação de bola de Guarin no meio-campo falha estrondosamente o 2-0, num lance onde se encontrava isolado perante Quim, mas onde inclinou o corpo demasiado para trás e falhou uma clara oportunidade de sentenciar a partida, no seguinte ataque do Benfica, Cardozo empata após um brinde de Helton que se mostrou desplicente nesse lance.
Quase de seguida, quando se esperava um ataque mais efectivo por parte do Benfica, o grego tentou partir mais uma perna, agora de Rodriguez e viu o 2ºamarelo e foi muito bem expulso, a partir daí começou um novo jogo, Jesualdo respondeu de imediato e trocou Fernando por Hulk, mas este revelou-se demasiado individualista, talvez por isso não seja titular, mas não foi apenas ele, os jogadores do FCPORTO não responderam da melhor forma ao golo sofrido, e apaesar de terem voltado a ter o dominio e o controlo do jogo, o Benfica com menos um recuou para as imediações da área deixando apenas 1 homem na frente, e com isso taparam quase todos os caminhos para a sua baliza.

Aqui, acho que o FCPORTO devia ter feito mais, parece-me que nesta altura quem deu tudo foram os jogadores do Benfica e não os do FCPORTO, (pelo menos alguns), e isso reflectiu-se a nivel de queixas fisicas na parte final do jogo por parte dos jogadores do Benfica, por isso, deveria ter entrado Candeias, mas para o lado direito, com Hulk e Lisandro na frente e Rodriguez na esquerda, com Lucho nas costas dos avançados e Meireles e Guarin a pressionarem, sobrando apenas 3 defesas, Jesualdo colocou Candeias na esquerda, Hulk na direita, alheado do jogo colectivo (também por culpa própria), e manteve os 4 defesas!!!, quando nesta altura já não se justificava, será a nota negativa deste jogo, a forma como o FCPORTO com + 1 não tentou forçar a vitória a todo o custo, aqui Jesualdo preferiu controlar, mesmo tendo apostado + do que é normal, mas foi pouco, pois só a Vitória importa, (nem explorou a capacidade aérea de B.Alves ou Rolando na frente perto do fim do jogos, só em bolas paradas é que eles subiam).

E 30m. com mais um jogador sem se criarem desiquilibrios ofensivos parece-me muito pouco, controlar e dominar não chega, é preciso mais querer, mais garra, mais força, mais atitude e principalmente mais intelegência a nivel da qualidade de posse de bola, e alguns jogadores não tiveram essa intelegência em fazer circular a bola de uma forma mais certa e eficaz de modo a se criarem desiquilibrios defensivos no adversário.

Os jogadores:

Helton, mostrou falta de atitude mental para ser titular do FCPORTO, já na Supertaça tinha tido alguns pormenores de desplicência, (eu na altura tinha referido que este não é o guarda-redes que nos permita sonhar com defesas impossiveis), e a mania que tem em fintar os avançados quando lhe atrasam as bolas não mostra categoria, mas sim gosto pelo risco desnecessário, e então quando hoje falha no lance do golo e resolve entregar o ouro ao bandido com uma defesa (de um cruzamento) absolutamente infantil para a frente que permite o remate de Cardozo para o golo do empate, por mim e como já tenho referido, Nuno merece mais o lugar na baliza do FCPORTO do que Helton, a ver vamos o que faz Jesualdo (que não tem culpa de Helton ter falhado claramente, como costuma fazer em jogos decisivos).

Sapunaru, ainda não mostrou os predicados com que vinha rotulado da pré-época, continua a não convencer, foi sempre o defesa que teve mais dificuldade ao longo do jogo e não subiu muito, nem quando se jogava contra 10, é preciso ser mais audaz e capaz de atacar mais a proposito, na 2ªparte num lance onde o FCP ganha superioridade pelo seu flanco, ele trava inexplicavelmente a corrida para cruzar a um passe de Guarin, falta de rotinas.

Rolando, uma supresa, esteve muito bem para uma estreia (22 anos acho), não comprometeu e foi eficaz o quanto baste, anulando quase sempre Cardozo, necessita é de saber ter mais a bola nos pés e aprender a não chutar sempre para fora, mas sair a jogar, mas com o tempo ele aprende.

Bruno Alves, com um novo companheiro ao lado, esteve bem, coordenou a defesa e quase ia evitando o golo após a falha de Helton, muito bem nos lances aéreos e eficaz pelo chão.

Fucille, como já tinha referido, a sua saida do onze nos 2 primeiros jogos não parecia justificada, e tal se provou neste jogo, muito bem a defesa esquerdo, eficaz QB e subiu várias vezes no apoio ao ataque, pena que nem sempre bem, na parte final tentou o remate (fraco) quando a melhor opção seria tentar tabelar e rematar já dentro da área.

Fernando, a grande supresa de Jesualdo, pelo jogador, pela alteração do sistema táctico, e a verdade é que em 60m. fez 2/3 faltas, 1 mais dura onde viu o amarelo, mas cobriu muito bem a sua zona de acção, ajudou os centrais e com isso não se viram os buracos na zona á frente da defesa que se viram contra o Sporting, sendo um jogador jovem (21 anos), mostra claramente que é a opção mais válida para trindo num esquema de 4-4-2 em luta directa com qualquer outro, num esquema de 4-3-3, terá que se esperar para ver, de resto muito boa estreia.

Tomás Costa, pareceu demasiado preso ao esquema táctico, ou seja, estava colocado como médio interior direito e pouco explorou outras zonas do terreno, pareceu muito preocupado em fechar o seu flanco, talvez a sua substituição ao intervalo se tenha devido a isso.

Raul Meireles, esteve bem pelo lado contrário, mas também pareceu preso na 1ªparte, na 2ª percorreu outras zonas e esteve mais próximo do normal, foi eficaz, tal como T.Costa e Guarin, precisam de evoluir nesta táctica em termos ofensivos, já que defensivamente cobriram a sua zona e ainda apoiaram e bem os seus laterais.

Lucho González, surgindo como Nº10, com muita mobilidade nas costas dos avançados, muito boa desmarcação no lance do Penaltie, sendo claramente derrubado pelo grego, (num lance em que um jogador vai ficar isolado e é derrubado parece claramente falta para vermelho, mas como Lucho não estava em poder da bola, posso considerar que o arbitro fez bem em mostrar o amarelo), Lucho foi ao longo de todo o jogo o jogador que mais classe deu a este FCPORTO, estando nos melhores momentos de futebol colectivo, pena é que na 2ªparte tenha tido menos espaço com o recuo completo do Benfica para a sua aréa e não tenha conseguido isolar nenhum colega numa jogada de futebol rápido, mesmo assim, é sem dúvida um jogador de luxo neste meio-campo, talvez por isso o reforço do contrato, pois com toda a certeza será muito importante para esta época no campeonato e na Liga dos Campeões.

Cristian Rodriguez, jogando mais á frente, quase ao lado de Lisandro, mas surgindo muitas vezes em velocidade lançado detrás, foi uma constante gazua que provocou estragos na defesa adversária, (foi sobre ele que o grego recebeu o 2ºamarelo), pena não ter tido calma suficiente quando permitiu a defesa a Quim num lance em que podia ter definido melhor, pareceu também algo esgotado perto do fim do jogo, já sem a capacidade de explosão, mas foi sem duvida dos melhores do FCPORTO.

Lisandro Lopez, muito voluntario e esforçado, mas a quem parece que falta um golo para a sua veia goleadora regressar, o ano passado entravam todas, este ano em partidas oficiais nem um para amostra, é verdade que tem tido algum azar, mas quando aos 55m. falha aquele golo a passe de Guarin de uma forma incrivel, está tudo dito, é esperar que comece a marcar para a sua confiança regressar, convém no entanto salientar que salvou um golo do Benfica em cima da linha de golo onde percebeu o lance e esteve impecável, e ainda rematou ao poste numa bela desmarcação a passe de Lucho.

Guarin, entrou ao intervalo, esteve bem, recuperou algumas bolas, deu um golo a Lisandro que este desperdiçou, e se entrou para médio direito, acabou a trinco e não comprometeu, descaindo e subindo muito bem pelo lado direito, mas nota-se claramente que gosta de ser um médio volante e não um trinco clássico, tal como T. Costa, R. Meireles e Lucho, 4 homens para 3 lugares para um esquema de 4-4-2.

Hulk, entrou com o jogo empatado e com 11 contra 10, foi-se colocar na extrema direita, e como ou não tinha ordem para se movimentar por outros terrenos ou estava á espera de aplicar o seu potente remate numa jogada individual perpendicular para o centro do terreno, a verdade é que esperava mais dele, principalmente mais movimentações na frente de ataque, onde me pareceu muito preso áquele lugar, e como parecia estar com demasiada ância de marcar, não jogou colectivamente.

Candeias, sinceramente, esperava que saisse Sapunaru, (pois não era necessário na defesa) e não Raul Meireles que dá outra ordem ao meio-campo, tal não aconteceu e como Candeias entrou para extremo-esquerdo???, menos ainda percebi, mas até que ia conseguindo o golo num remate de belo efeito, mas também se agarrou demasiado á bola, alias, parece-me que Jesualdo tem de dizer aos jogadores do banco que não é assim que ganham lugar a titulares, se não jogarem colectivamente.

Em resumo, um empate com sabor a pouco, muito pouco, pois se na 1ªparte fomos claramente melhores em termos de controlo e algum dominio de jogo, na 2ªparte, apesar de 15 m. um pouco menos bons, quando ficamos 11 contra 10, apesar do controlo e dominio de jogo nos pertencer, não conseguimos nesses 30m. criar lances de verdadeiro perigo para o adversário, e esse foi o nosso calcanhar de aquiles e o porquê de não sairmos com os 3 pontos no bolso e com o 1ºlugar no Campeonato já de antemão. Sendo certo que o resultado de empate fora de casa não é um mau resultado, podia e devia ter sido melhor, de positivo a exibição de alguns novos jogadores do FCPORTO que jogarem muito bem e a nova estrutura táctica que Jesualdo fez subir ao terreno e que deve ser trabalhada e rotinada com estes ou outros interpretes, mas num esquema similar a este (4-4-2), sem claro perder o já habitual 4-3-3 que será o primeiro esquema, mas para jogos de outra menor dificuldade.

PPPOOOOORRRTTTOOOOO!!!

Galácticos da Luz 1 x 1 FCPORTO

Deixando a análise do jogo para o camarada Wolverine, jogo que deixou um amargo de boca relativamente ao resultado pois, apesar de Di Maria e Reyes terem estado do outro lado o empate soube a derrota, ficam algumas interrogações:

1 - Porque é que a côr do cartão a Katsouranis no penalty foi amarelo e não vermelho? Será que o Lucho se dirigia para a linha lateral se tivesse tocado na bola?

2 - Porque é que a côr do cartão a Katsouranis na entrada a matar sobre Rodriguez foi amarelo e não vermelho tal como no lance em que o Nulo Gomes se esquece da bola e entra às canelas do Sapunaru?

3 - Porque é que o árbitro sistematicamente a cada canto avisou os defesas do Benfica de que não queria mais agarrões e que "era o último aviso" e continuou a fazê-lo sem mostrar qualquer amarelo?

4 - Como é que o Sapunaru vê o amarelo por suposta braço na cara de Leo e quando o Yebda faz exactamente o mesmo não é admoestado? Seria por ter sido estabelecido o padrão com aquelas duas cotoveladas logo a abrir o jogo por parte do Ilha de Páscoa e do Sr 40 Golos Cardozo em Rolando e Sapunaru, respectivamente?

Por último:

5 - Um adepto vermelho, aparentemente com alguns "problemas psicológicos", entrou em campo e foi dar "um mimo" ao fiscal de linha. Noutros países sei quais seriam as consequências mas, tendo em conta que estamos em Portugal e se trata do Recreativo da Luz e dos Galácticos, será que alguém se vai sequer atrever a pegar nisto?

sexta-feira, agosto 29, 2008

Lucho Gonzalez até 2012

Quando se propalava na comunicação social, ou pelo menos em parte dela (os mesmos de sempre), que Lucho Gonzalez estaria contrariado em Portugal pois já há muito queria sair para o Atlético de Madrid, eis que a SAD dá uma excelente notícia aos portistas: a extensão do contrato de Lucho Gonzalez até 2012.

Podemos extrapolar que o nível salarial do jogador terá sido substancialmente aumentado, tal como o seu valor numa eventual venda futura, mas o que é certo é que "El Comandante" continuará, pelo menos por esta época, a espalhar a sua classe pelos estádios portugueses. Poderemos também supôr uma eventual saída no final da época, à semelhança do que aconteceu com Quaresma, que prolongou o seu contrato e saíu no final da mesma época por valores superiores ao que inicialmente valia.

COMUNICADO

A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, de acordo com o artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que prolongou até 30 de Junho de 2012 o vínculo contratual que liga a sociedade ao seu jogador Lucho González.

O Conselho de AdministraçãoPorto, 29 de Agosto de 2008

FCPorto na Champions

Qual vai ser o desempenho do FCPorto no Grupo G da Liga dos Campeões? Dá a tua opinião votando na sondagem ao lado!

quinta-feira, agosto 28, 2008

Os adversários, um a um III: Dínamo de Kiev


FC Dynamo Kyiv


Parece querer renascer esta equipa outrora expoente máximo do futebol da URSS mas que entrou em declínio já na década de 1990.
O Dínamo foi 2º classificado na última edição da Liga Ucraniana com 71 pontos, ou seja, menos 3 pontos que o campeão Shakhtar, registando também o segundo melhor ataque e a segunda melhor defesa. Na actual edição da Liga, que já vai com 6 jogos, o Dínamo segue em 2º, 5 pontos atrás do Metalurh Donetsk.

Apresenta um plantel onde metade dos jogadores são de nacionalidade ucraniana e onde se destacam Milevskyi (4 golos) e Bangoura (3 golos), esta da Guiné-Conacri, num misto de estilos e culturas que compõem o plantel. O treinador é o experiente Yuriy Semin, histórico treinador do Lokomotiv de Moscovo entre 1983 e 2005(!) e seleccionador russo em 2005 e que era presidente do Lokomotiv antes de ingressar no Dínamo como treinador.

O Dínamo de Kiev é pois teoricamente a equipa mais acessível do grupo mas só com uma abordagem séria e profissionalismo o FCPorto evitará ter aqui algum dissabor.

Os adversários, um a um II: Fenerbahçe


Fenerbahçe Spor Kulübü

Sendo o primeiro adversário do FCPorto na Champions, visitando o Estádio do Dragão a 17 de Setembro, o Fenerbahçe foi, na época passada, a equipa-sensação da Liga dos Campeões. Treinada por Zico, só aos pés do Chelsea viria a cair, já nos quartos de final, vencendo em casa por 2-1 mas perdendo em Londres por 2-0.

O Fenerbahçe foi 2º classificado na última edição da Liga turca com 73 pontos, menos 6 que o campeão Galatasaray que, curiosamente foi eliminado nas pré-eliminatórias da Champions. O Fenerbahçe ficou empatado em pontos com Besiktas e Sivasspor valendo o facto de ter tido o ataque mais concretizador da prova (72 golos em 34 jogos).

Com um conjunto interessante (maioritariamente turco) e orientado por Luís Aragonés, o Fenerbahçe sabe - e de que maneira - tirar partido do factor casa onde os adeptos fazem jus à fama dos adeptos turcos. O clube soube colmatar as saídas de Kezman e Mehmet Aurélio com a entrada de Emre e do campeão europeu Daniel Guiza que vieram juntar-se aos já conhecidos Roberto Carlos, Semi Senturk e Deivid.

Em relação ao Besiktas, o FCPorto sabe de antemão que vai enfrentar um conjunto mais experiente e categorizado e onde o jogo na Turquia vai ser tão ou mais difícil que o jogo em Londres. O Fenerbahçe é sem dúvida, pela sua carreira recente e pelo seu valor, candidato a passar à fase seguinte.

Os adversários, um a um: Arsenal FC


Arsenal Football Club


Dispensando qualquer apresentação é à partida o grande nome do grupo G. Embora tenha um historial modesto nas competições europeias quando comparado com o do FCPorto, o Arsenal, liderado por Arséne Wenger, um mestre em termos tácticos, é tradicionalmente uma equipa que se classifica nas primeiras 4 posições do campeonato inglês. Na época passada terminou a Premier League no 3º posto, a 4 pontos do campeão Man Utd.

Com um plantel forte, embora menos que nas épocas anteriores, o Arsenal perdeu Flamini, Lehmann, Hleb, Gilberto Silva e Senderos tendo contratado Nasri (Marselha), Silvestre (Man Utd) e Bischoff (Werder Bremen). Com uma defesa consistente e um meio campo criativo, é contudo no ataque que o Arsenal apresenta os seus dois jokers: Van Persie e Adebayor.

Depois de há duas épocas o FCPorto e o Arsenal se terem cruzado na Champions com 0-2 em Londres e 0-0 no Dragão, no célebre jogo onde Quaresma atirou duas bolas aos ferros, o FCPorto tem agora outros argumentos para contrariar um Arsenal mais acessível.

Equilíbrio


No dia em que Cristiano Ronaldo contrariou a tendência do Chelsea em arrebatar os prémios de melhores jogadores por posição na Liga dos Campeões, o sorteio colocou o FCPorto no grupo G, medindo forças com Arsenal, Fenerbahçe e Dínamo de Kiev.

Trata-se de um grupo equilibrado onde qualquer das equipas pode aspirar a passar à fase seguinte, excepto talvez pelo Dínamo de Kiev que actualmente não é a equipa temível dos anos 80.

Auto-Recado?

Jesualdo fez hoje em conferência de imprensa o lançamento do jogo do próximo sábado na Fruteira da Luz, tendo evitado abordar a questão Quaresma que, ao que parece, estará finalmente em vias de definição, e ainda as dúvidas relativamente à convocatória, especificamente em relação a Mariano Gonzalez que, à partida, será carta fora do baralho.

É bom ter um jogo destes logo no início, porque mantemos os jogadores concentrados e motivados durante mais tempo. Isso fez intensificar o trabalho, deu mais alegria, portanto sob esse aspecto foi bom. Claro, é um jogo especial para toda a gente, é um clássico, um jogo importante para os jogadores, os jornalistas, os adeptos, mas só isso. O envolvimento é diferente, o clima é diferente e o comportamento dos jogadores às vezes também é diferente, mas não me parece que seja decisivo para a discussão do título

"O Di Maria é muito novo, só chegou ao futebol português há um ano e com certeza transmitiu a sua ideia. Mas essa conversa de favoritismo é blá, blá, blá… Ninguém em consciência tem dados para poder dizer que vai ganhar um jogo destes. Tanto Reyes como ele são dois grandes jogadores, todos sabemos disso, mas os problemas só aumentam para o Benfica… Quem joga é indiferente para nós. Estarem esses ou outros, em nós não muda a obrigação de sermos concentrados, competentes e sérios

Aqui quero dar especial enfoque à última frase. É sabido que quando o "Professor" não inventa as coisas têm tendência a sair bem. Por outro lado, já temos exemplos mais que suficientes daquilo que acontece quando Jesualdo resolve aplicar a sua genialidade táctica revolucionária adaptando jogadores a posições nas quais rendem muito menos. Veja-se por exemplo os últimos 2 jogos contra o Sporting, o 1º jogo contra o Shalke 04 na época passada, Liverpool, etc, etc, etc.

Assim, lanço aqui também o meu apelo ao Sr Jesualdo: Por favor! Seja concentrado, competente e sério. O universo portista agradece.

Sorteio da Liga dos Campeões

Apurados que estão todos os clubes, vai ter lugar amanhã o sorteio da 1ª fase da Liga dos Campeões onde Portugal se fará representar pelo FCPorto, como tem sido hábito em quase todas as edições da prova, e pelo Sporting.

Com uma ou outra alteração em relação ao que aqui projectámos anteriormente, fruto de algumas surpresas nas pré-eliminatórias, o sorteio irá ter a seguinte disposição:

Pote 1
Chelsea
Liverpool
Barcelona
Arsenal
Man Utd
Lyon
Inter
Real Madrid

Pote 2
Bayern
PSV
Villareal
Roma
FCPORTO
Werder Bremen
Sporting
Juventus

Pote 3
Marselha
Zenit
Steaua
Panathinaikos
Bordeus
Celtic
Basileia
Fenerbahçe

Pote 4
Shakhtar
Fiorentina
Atlético de Madrid
Dinamo Kiev
Cluj
Aalborg
Anorthosis
FC Bate

Benfica e Guimarães, como já era esperado, ficaram colocados no Pote 5.

O sorteio é hoje, em Monte Carlo, às 17h00 portuguesas e terá transmissão em directo na RTP1.

terça-feira, agosto 26, 2008

Saída iminente

Parece estar perto do fim a "Novela Quaresma" que se arrastou estranhamente muito para além do que deveria ter acontecido. Para já, esta situação de indefinição em torno de Quaresma foi bem gerida por Jesualdo Ferreira, isto segundo a maioria dos votantes da sondagem do Zé do Boné.

Em Itália continua-se a falar do envolvimento de Pelé como contrapartida no negócio o que, repito, seria muito bom para o FCPorto que nesta altura se debate com um problema em termos de alternativas para a posição 6 da equipa. Isto apesar de, finalmente e ao preço de uma Supertaça, Jesualdo ter percebido que Guarin não é, pelo menos para já, opção para esse lugar e de ter (finalmente) colocado Raul Meireles nessa posição.

Na ressaca da vitória frente ao Belenenses e numa altura em o FCPorto prepara o jogo contra os "Galácticos" da Luz, cujas estrelas (cadentes) parecem ter problemas em jogar no nevoeiro, Raul Meireles traz sem dúvida mais garantias naquela posição.

Outra boa notícia é a reintegração de Tarik nos treinos da equipa, debelada que está a lesão que afectava o marroquino e que privou o FCPorto do seu contributo nos 2 primeiros jogos oficiais da época. Resta ainda aguardar pela evolução da situação de Mariano para saber se os 2 extremos estarão disponíveis para o jogo de sábado.


sábado, agosto 23, 2008

1ªJornada - FCPORTO / Belenenses

GANHAR, entrar a ganhar no 1ºjogo do Campeonato, é só isso que se pede aos jogadores e ao Treinador.
A minha equipa para o encontro frente ao Belenenses
Algumas alterações, na defesa a continuação de Sapunaru, precisa de recuperar o boa pré-época que fez, mas para o lado esquerdo justifica-se a entrada de Fucille no onze.
No Meio-Campo, e como Guarin teve um jogo pouco conseguido a Trinco, eu apostava em R.Meireles, colocando T.Costa em campo pelo lado direito e Lucho a provocar desiquilibrios sobre o lado esquerdo, (esta opção já foi testada num jogo da Pré-Época).
Na frente, a entrada de Mariano (o único extremo disponivel) faz com que Lisandro vá ocupar a sua posição, mantendo Rodriguez a extrema-esquerda.
Com este onze, procuro encontrar estabilidade defensiva, Fucille e Meireles em posições chaves, para com a colocação de Lucho sobre a esquerda, juntamente com Rodriguez e Lisandro se criar vários desiquilibrios sobre esse flanco, ficando o lado direito a cargo de 2 jogadores eficazes a nível táctico (T.Costa e Mariano).
No banco ainda algumas opções ofensivas, mas nitidamente falta um extremo para situações de recurso ou no caso de algum não estar a um bom nível.
É de lembrar que este jogo será concerteza um jogo exigente, mas só um jogo assim fara este FCPORTO crescer mais depressa e criar alguns automatismos e rotinas para os próximos jogos.
FORÇA TRI-CAMPEÃO F.C.PORTO !!!

quarta-feira, agosto 20, 2008

Recoba no FCPorto? NÃO!

Corre em Itália a notícia de que Recoba estará a caminho do FCPorto. O jogador, de 32 anos, terminou contrato com o Inter de Milão que não estará interessado em continuar a contar com o uruguaio. A facilitar o negócio estaria o facto de o atleta ser representado por Paco Casal, que também representa Cristian Rodriguez, e ainda por eventuais nuances do negócio Quaresma.

Espero sinceramente que não se confirme esta notícia pois seria o consumar de algo que contradiz toda a política de contratações que guindou o FCPorto ao lugar de proa no futebol português que hoje ocupa. Contratar "craques" que valem mais pelo nome que pelo seu rendimento actual é política para outros.

O FCPorto sempre primou por recrutar jogadores ambiciosos, muitas vezes desconhecidos, com vontade de vencer e de se afirmarem. Aliás, basta recuarmos cronologicamente nos jogadores que sairam do FCPorto: Assunção, Bosingwa, Pepe, etc..., para verificarmos isso. Quem eram estes jogadores antes de assinarem pelo FCPorto? Desconhecidos.

Contratar um jogador de 32 anos que sempre foi uma promessa adiada e que na última época fez 3 golos em 22 jogos pelo Torino, ainda para mais estando habituado a altos salários, seria um tremendo erro. Para jogadores apenas com estatuto já nos chegaram o Esnaider e o Pizzi com os resultados que se conhecem.

Venha sim o Pelé para nº6 que este vai ser o trinco da Selecção Nacional da próxima década.

imagem Wikipedia

sábado, agosto 16, 2008

Sporting - 2 / FCPORTO - 0

Mais do mesmo na SuperTaça... Sporting melhor conjunto e principalmente muito mais eficaz, e com 11 jogadores em campo, o FCPORTO andava só com 10 e outros fora de sitio...
Este jogo começa a ser perdido depois da lesão de Mariano Gonzalez, (quem diria...) e depois na cabeça do Jesualdo, é que com a lesão do extremo, e não havendo outras opções para o lugar, (não mesmo...???) ... Jesualdo não sabia o que fazer e resolveu alterar toda a frente de ataque do FCP, isto é, colocou Farias (quem???) em campo na frente de ataque (ele ataca...???), deslocou Lisandro para a esquerda, e ao fazer isso, perdeu-se a melhor arma que o FCPORTO tem, a conexão Lucho - Lisandro, pois colocou o Lisandro fora do local onde decide os jogos grandes, e depois colocou Rodriguez a extremo direito durante 45m., local onde até nem esteve mal, mas parece-me claro que Rodriguez tem feito a Pré-Epoca na esquerda e está mais habituado a esse local.
Para mim, mais do que possiveis erros defensivos nos golos sofridos, que os houve, falhou a montagem do conjunto em termos ofensivos, e aí o FCP esteve muito aquém do que vale, pois não existindo capacidade do avançado (Farias) fugir aos centrais em bolas colocadas pelos médios, o FCP vê reduzida a sua forma de atacar de forma coerente a baliza adversária.
Claro que se Lucho tivesse feito o golo na 1ªparte, onde atirou ao poste, a história podia ter sido outra, (se...), ou se tem marcado o Penaltie na 2ªparte...
Nos golos sofridos, a defesa do FCP não fica nada bem vista, no 1ºgolo, Benitez deu muito espaço ao seu homem, que ao vir para o meio, ele não acompanhou e desiquilibrou a defesa, pois B.Alves sai á bola e R.Meireles e P.Emanuel foram os 2 atras do Romagnoli, deixando Djalo sozinho, P.Emanuel falhou claramente a marcação.
No 2ºgolo, Sapunaru, esteve mal em 2 locais, junto á linha onde salta fora de tempo, e na area, onde não consegue resolver a situação de uma maneira eficaz e coloca a bola na zona central onde Djalo está sozinho, (e depois neste lance Benitez que o marcava ficou claramente a dormir)...
Uma 1ªparte com alguns bons remates de parte a parte, (Lucho e Rochemback, em livres) e sem ninguem ter um efectivo maior dominio sobre o adversário, num jogo não muito bem jogado, com muitos passes falhados, mas onde por vezes se jogava a uma grande velocidade, mas nem sempre bem, perto do intervalo, numa falha defensiva, e onde Djalo mostrou eficácia, o Sporting marcou.
Com isto, na 2ªparte esperava-se uma maior pressão do FCP, mas o FCP não conseguia pegar no jogo, mesmo depois de Jesualdo ter colocado Rodriguez na esquerda, Lisandro no meio e Farias na direita, mesmo assim, o FCP não engrenava, tal como aconteceu durante todo o jogo.
Depois entrou Hulk por Farias (que fez zero em campo), mas nem isso resultou, só quando Jesualdo arriscou tudo e colocou Candeias em campo por Guarin é que o FCP pressionou mais o Sporting, e num lance Candeias força Caneira a cometer Penaltie (mão na bola), mas Lucho desaproveitou a hipotese para reduzir para 2-1, destaque para a boa defesa de Rui Patricio que adivinhou o remate, ele que esteve bem em mais 3/4 defesas, assim, não se pressionou muito nos ultimos 10m. da partida, com isso, o jogo acabou, pois alguns jogadores ausentaram-se mais cedo, outros jogavam individualmente, faltou unidade ao FCP neste jogo, faltou conjunto...
Os jogadores:
Helton, sem grandes defesas, pouco podia fazer nos golos, e não conseguiu ser super, (com ele na baliza não se podem esperar milagres), e no mau atraso de B.Alves resolveu bem a situação.
Sapunaru, não estava a fazer um mau jogo, eficiente e a subir no terreno, mas no 2ºgolo deu um buraco de todo o tamanho, e perdeu-se no resto do jogo.
P.Emanuel, pois, começa a não ter pedalada, principalmente para jogadores muito rapidos (como Djalo) que o fazem correr muito (1ºgolo fora de sitio) e 2ºgolo na zona central onde ele tem hipotese de resolver o lance e não consegue...
B.Alves, já se percepeu que em 4 saltos que faça com os avançados, 3 vão ser falta, por isso vai ter de evoluir para se posicionar melhor e ganhar os lances de outra forma, também não está isento de culpas no 2ºgolo, também não definiu, ficou á espera... ainda cabeceou com perigo por duas vezes (uma para Helton...!!! e outra num canto onde ia marcando).
Benitez, tem de ser menos precipitado, rematou 2/3 vezes de forma completamente tonta, é bom tentar o golo, mas assim, não serve de nada, e defensivamente, não faz esquecer Fucille.
Falo aqui de Fucille, porquê apesar de me parecer que não está em forma (pelos jogos da pré-época), mas pelo que vi hoje, tem 2 boas hipoteses de ganhar um lugar no onze quando recuperar a forma.
Guarin, jogou a médio defensivo, e nem foi carne nem peixe, mas num jogo desta exigência, simplesmente não serve, não foi sóbrio e eficaz o suficiente para provar que merece o lugar, não é consistente o suficiente para esta posição, pois não rouba bolas e deixa jogar muito, e não pressiona atempadamente, e nas saidas de bola, (passes e afins) esteve ausente, bem substituido no meio da 2ªparte.
Raul Meireles, mais uma vez, correu que se fartou contra o Sporting, mas sem eficácia, teve um bom remate que obrigou Rui Patricio a uma grande defesa, mas esteve um pouco ineficaz na posse de bola, como todo o FCP.
Lucho, o mesmo de R.Meireles, ou seja, por eles passa toda a conexão ofensiva e envolvimento atacante com os 3 avançados, mas na 1ªparte, tirando o remate ao poste, e uma vez que Lisandro esteve algo fora do jogo, ele tentava conexões com Farias, mas nenhuma funcionou, com isso, perdeu-se o fio de jogo, na 2ªparte, falhou um penaltie (muito denunciado), e esteve pouco eficaz no passe, é preciso mais, muito mais para se conquistar titulos em jogos a eliminar, mais dele e dos colegas.
Farias, lento nas arrancadas, sem fugir ás marcações, sem desiquilibrar em nenhum lance pela positiva, muito fraco para 60 m., e para jogar a titular no FCP.
Lisandro, ao ser colocado na esquerda, desapareceu do jogo, correu, lutou, mas percebia-se que jogar a extremo já não faz parte da sua rotina de jogo e com isso jogou pouco para um jogo desta importância, quando jogou no centro de ataque não conseguiu fazer a diferença... e ainda finalizou mal em 2 lances.
Rodriguez, algumas boas arrancadas, mas apenas individualmente, colectivamente faltou mais entrosamento com os colegas, e na 2ªparte foi perdendo o gáz... parece-me que este jogador precisa que a equipa controle mais o jogo para ser mais eficiente.
Hulk, entrou para o lugar de Farias, (e passamos a jogar com 11), mas tem um gritante falta de entrosamento, teve dois bons remates na parte final, mas sem sucesso, ainda que tivessem ido á baliza.
Candeias, numa altura em que o FCP estava sem soluções ofensivas, entrou e dinamizou o lado direito do ataque, foi dele o lance do Penaltie e ainda mais 2/3 boas soluções atacantes, mas como nós conhecemos o Jesualdo (até por este jogo...), poucas hipoteses terá de ser titular.
Mas a jogar num 4-3-3 com 2 extremos e uma vez que Rodriguez ia jogar, e Quaresma (SADISMO da SAD), Mariano e Tarik lesionados, só restava Candeias, solução para Jesualdo, banco, (e troca de posições no resto da equipa), por isso, mais do mesmo este ano.
Muito a rever depois deste jogo, quando parecia que o FCP tinha encontrado bons reforços, parece que falta ainda conjunto neste inicio de época, e algumas posições estão sem jogadores de qualidade e rotinados... Muito a trabalhar ainda...

sexta-feira, agosto 15, 2008

Nova sondagem: Ricardo Quaresma

Ricardo Quaresma encontra-se actualmente numa situação de indefinição relativamente à sua transferência ou não para o Inter de Milão. Jesualdo Ferreira tem optado por deixar de fora o avançado.


Queremos agora saber a opinião dos leitores: Jesualdo faz bem ou faz mal em deixar Quaresma de fora? Respondam na sondagem ao lado.


imagem retirada daqui

Cebola é o melhor!


É essa a opinião de praticamente metade dos votantes na sondagem sobre qual era o melhor dos reforços do FCP. Em segundo lugar, destronando Guarin, surge agora Givanildo "Hulk", seguido então de Guarin, Sapunaru e Tomás Costa.

imagem retirada daqui

quinta-feira, agosto 14, 2008

(In)definições

A 3 dias do jogo contra o Sporting, a contar para a Supertaça 2008, o FCPorto está ainda a braços com algumas indefinições quanto ao plantel para a época que se avizinha, sendo a mais sonante a de Quaresma.

Do (pouco) que se vai sabendo, parece que o Inter está a esticar a corda jogando com a vontade do jogador e a proximidade do limite do período de transferências até porque, como se sabe, Quaresma já disse publicamente que quer sair. Sendo um dos jogadores mais bem pagos do plantel - senão mesmo o mais bem pago - a sua saída só traria neste momento vantagens para o FCPorto: redução da carga salarial, venda de um activo descontente e, como tal, com grandes perspectivas de subrendimento, ao fim e ao cabo, na continuação do que se verificou na parte terminal da época anterior.

Se por acaso não se concretizar a venda, pelo que já se viu, Quaresma fica no plantel sabendo que não é indispensável como o foi em épocas anteriores, embora dificilmente me pareça que isso vá acontecer. Aquando dos primeiros sinais de vontade em sair, a SAD e o jogador acordaram logo a seguir a extensão do contrato e a fixação da famosa cláusula de 40 milhões. Terá o jogador mudado subitamente de vontade? Improvável. Creio que a SAD terá renovado para acautelar os seus interesses monetários prometendo ao jogador a sua saída no final da época. Veremos se se confirma.

Relativamente ao plantel, subsiste a dúvida sobre quem deverá ocupar a vaga de nº 6 na equipa. Guarin mostra-se mais útil e adaptado em posições mais avançadas, Fernando é bom mas ainda imaturo e Bolatti continua a ser... Bolatti. A minha aposta aqui recairia em Meireles, com Guarin ou Tomás Costa a ocupar uma posição mais avançada no terreno sobre o lado esquerdo.

Na defesa, há ainda a dúvida sobre quem deverá ocupar a posição do lado esquerdo. Benitez ou Lino? A minha aposta: Fucile! Benitez precisa de tempo, Lino é inconstante.

Para a Supertaça a minha equipa seria: Helton; Sapunaru, Bruno Alvez, Emanuel, Fucile; Meireles, Lucho, T.Costa e Mariano; Rodriguez e Lisandro.

Comentário

Compreende-se agora o porquê do Vitória de Guimarães ter penado tanto pela entrada directa na fase de grupos da Liga dos Campeões. Ontem, pelo que jogaram, mostraram não ter "estofo" para o Basileia. Poderá ser que provem o contrário na 2ª mão mas, não posso deixar de pensar que um Alan lhes teria dado muito jeito nesta altura...

quarta-feira, agosto 13, 2008

De volta...

Após uma breve ausência, estamos de volta às lides bloguísticas. Já estavamos com saudades...

sábado, agosto 02, 2008

Ausência

Caros leitores, lamento informar que, durante cerca de uma semana, não terei oportunidade de postar por aqui devido aos trabalhos de organização de uma exposição que estou a empreender e que me tem consumido todo o tempo livre.

Até lá deixo-vos o meu abraço e votos de vitórias do FCP.