quarta-feira, dezembro 28, 2005

Fenómenos paranormais

Se for verdadeira esta história demente do FC Porto andar atrás do Moretto quando tem os dois melhores guarda-redes do campeonato no seu plantel, e ainda o futuro melhor emprestado ao Estrela, e se for verdade também que não vamos arranjar, no mínimo dos mínimos, um defesa-direito de jeito (e isto já é pedir de menos), reservo para mim o direito de concluir que na SAD portista não se trabalha de forma a salvaguardar os interesses do clube. Não sei o que pretendem eles, não sei não.

segunda-feira, dezembro 26, 2005

Qualidade informativa by "A Bola Vermelha"

E agora um post que nada tem a ver com futebol:


Foi esta a prenda de Natal com que o jornal "A Bola Vermelha" brindou os seus leitores no seu site referindo uma possível transferência de um jogador do actual plantel encarnado.

Fica a dúvida se o Benfica vai delapidar o Gil Vicente para depois emprestar o jogador ao Belenenses ou se o Carlitos do Benfica (isto parece um bocado abichanado, tal como Pedrito de Portugal...) que vai para o Belenenses tem frequentado o mesmo salão de estética do Michael Jackson.

Este jornal nunca pára de me surpreender...

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Vit. Guimarães 0 - FC PORTO 2

Não vi o jogo.
Consta que houve um grande golo do Quaresma. E eu, que disse as piores coisas dele a época passada, agora tenho o maior gosto em dobrar a língua.
Vamos ser campeões nacionais e para o ano vamos conquistar a Europa.

p.s. - desculpem lá, mas hoje, para variar, apetece-me ser optimista.

AMO-TE PORTO

Beleza...


Hoje não foi do mesmo lado mas tanto faz. Fica este e não faço mais comentários nenhuns ao jogo. É brilhante, é fantástico, é português e é nosso! Grande Quaresma!

PS - Svärd, os teus rins já foram encontrados e estão na portaria do Afonso Henriques. Assim que puderes passa lá para os levares para casa.

imagem tirada daqui

quarta-feira, dezembro 21, 2005

O(s) melhor(es) do ano? Sim, é(são) nosso(s)


O melhor golo do ano de 2005 para a Eurosport foi a obra de arte de Ricardo Quaresma no jogo contra o Rio Ave (3-0).
O segundo melhor? A bomba de Hugo Almeida em San Siro.




Obrigada.




Citando O Jogo:

" O canal televisivo de desporto Eurosport elegeu o golo com que Quaresma abriu a vitória por 3-0 sobre o Rio Ave, no jogo da 3ª jornada do campeonato, como o melhor do ano de 2005 na Europa. Um remate de trivela que bateu Mora quando o cronómetro já jogava a favor do empate pretendido pelos vila-condenses. De resto, o segundo lugar do pódio também é ocupado por um portistas, Hugo Almeida, distinguido pelo golo de livre marcado ao Inter de Milão no Estádio de San Siro. Um tiro violentíssimo, que percorreu os mais de 35 metros até à baliza de Júlio César numa fracção de segundo que não deu tempo para o guarda-redes reagir. Dois grandes golos que recebem agora o devido reconhecimento internacional e que se cotam à frente de alguns dos grandes artistas do futebol europeu como Ronaldinho, Lampard, Robinho ou Eto'o num programa que fez uma selecção dos 50 melhores golos do ano. "

terça-feira, dezembro 20, 2005

O meu onze ideal do ano 2005

Este é para mim o onze ideal em 4-3-3 no que diz respeito aos jogadores utilizados ao longo de todo o ano de 2005.

Guarda-redes: Vítor Baía, simplesmente o melhor guarda-redes português da actualidade e um dos melhores de todos os tempos;

Defesa direito: Entre todas as adaptações e experiências, Seitaridis foi para mim um gritante caso de sub-aproveitamento desportivo. PAra mim, foi um dos melhores defesas direitos que já passaram pelo clube mas por cansaço, lesões e sumaríssimos estranhos, só a espaços demonstrou o seu real valor. O dinheiro acabaria por falar mais alto e despachámos Seitaridis em troca de um... Sonkaya comprado em saldos.

Defesas centrais: A melhor dupla deste ano: segurança, garra, vontade, entendimento. Embora tecnicamente deficitários, foram um exemplo e uma voz de liderança para os mais jovens. Jorge Costa ficará para a história como um digno sucessor de João Pinto. Até sempre Capitão!

Defesa esquerdo: claramente o sector mais frágil da equipa. Entre Leandro, Areias e César Peixoto, escolho o menos mau uma vez que tem uma grande contribuição na manobra ofensiva da equipa. Talvez em 2006 aqui figure Marek Cech mas não jogou ainda tempo suficiente para que eu possa apreciar o seu valor.

Trinco: Costinha, o Ministro! Com ele o meio campo ficava logo com outra arrumação. Foi um bom negócio para a SAD mas... deixa-me saudades. Paulo Assunção parece ser um excelente sucessor.

Meio campo: Com um Maniche que esteve sempre em sub-rendimento, Lucho Gonzalez ganha o lugar de caras por aquilo que tem feito (e bem!) neste final de ano. Ao seu lado, Diego perfila-se como um sucessor de Deco mas tem primeiro de ganhar rigor táctico e tem também de aprender a defender. Teve grandes pormenores na época passada e parece apostado em fazer melhor esta época. É provavelmente o jovem mais promissor do plantel. Neste meio campo, Ibson também poderia ser titular por troca com Diego, sendo um médio mais combativo mas com uma forte penalização: não sabe rematar.

Ataque: Lisandro, o novo "Ninja", tem revelado uma vontade enorme de triunfar fazendo jus às suas palavras publicadas na imprensa aquando da assinatura do seu contrato: "Vou-me matar por esta camisola".

Do outro lado, o novo Quaresma tem impressionado pelo seu recém descoberto rigor táctico e súbito espírito de equipa que vieram dar uma utilidade ainda maior aos seus pormenores mágicos em prol da equipa. Se no ano passado valeu vários pontos à equipa, este ano está a assumir-se como uma referência incontornável.

Ao meio McCarthy tem o meu voto. Certamente não pelo que fez de Agosto até agora, um golo contra o Belenenses, mas por ter sido na época passada o único jogador capaz de fazer a diferença no ataque. Não fossem os irritantes sumaríssimos e poderia ter feito muito melhor é certo, mas deu bastante ao clube e isso não pode ser esquecido.

domingo, dezembro 18, 2005

A passagem de testemunho


O FC PORTO é o único clube português (bi) campeão do mundo.
Hoje passou o título ao São Paulo do Brasil.
Havemos de recuperá-lo um dia.


Lu-chooo, Lu-chooo, Lu-chooo


FC PORTO 3 - Penafiel 1


O SLB lá conseguiu vencer com uma fraudezinha (destas já "pode haver"), mas o Porto mantém-se no topo e à distância de seis pontos, como era seu dever. Não fico satisfeita porque queria um festival de golos, já que jogava a melhor equipa da liga betadine contra a pior. Segunda reviravolta consecutiva, abrimos a sofrer um golo igual ao da jornada passada e fechámos com o mesmo resultado. A dupla Li-Lu dá frutos muito saborosos e o nosso meio campo tem classe que nunca mais acaba. Assunção, Lucho, Diego, Quaresma, Lisandro têm tudo para partir a louça no próximo ano, seja onde for. Acredito que temos em potência um dos melhores meio-campos da Europa - é preciso continuidade. De resto, o treinador voltou a não mexer no onze inicial, o que permite estabilizar a equipa, se bem que com aquelas laterais só damos mesmo para vencer a Gil Vicentes e Penafiéis! Precisamos de um defesa-direito, um defesa-central e de um goleador verdadeiramente digno do termo, sim, porque o Benni está definitivamente noutra onda e o Hugo Almeida também não é propriamente o avançado mais prolífico à face da terra. Veremos no que dão as belas manobras SÁDicas durante Janeiro.

Normalmente, não sou das que desata a aplaudir cada vez que o Quaresma faz um "malabarismo", mas tenho que dar a mão à palmatória: é neste momento um dos melhores jogadores do FCP e tem feito coisas espantosas. O passe para o terceiro golo (só um exemplo) é simplesmente delicioso.

Aconteça o que acontecer, sairemos de Guimarães na próxima jornada já como campeões de inverno - como no ano passado, de resto.

São insuportáveis os senhores da TVI (não, não vivo no Porto, portanto tenho que gramar os jogos na tv). Depois da reviravolta, passaram o tempo a dizer que o Porto estava a gerir o resultado, quando na verdade o Porto jogou ao ataque durante praticamente o jogo todo, mas sem ser necessário um desgaste desenfreado a partir do 3-1. Quem os ouvia podia pensar que estaríamos a jogar à defesa e a fazer passar o tempo. Palhaços.

p. s. - o Mário Soares mete nojo!

quinta-feira, dezembro 15, 2005

"Dá para rir"

É a primeira vez que me apetece citar o que se escreve no site oficial do nosso clube.
Sobre as recentes declarações do atrasado mental do LFV:

" (...) Desta vez fala-se de «fraude» e defende-se que «os jogos ganham-se dentro das quatro linhas». Dá para rir. Nem La Palisse teria dito melhor na defesa cínica do futebol. Já agora, a bola é obrigatoriamente redonda e têm de ser 11 jogadores para cada lado? «E a relva é verde!», acrescentará o falso moralista.
É interessante como a ausência de um atleta num jogo de campeonato pode originar tanta piada. É curioso detectar a gritaria ofendida de quem é tolhido pela falta de memória. Se agora inventa esta pérola de humor, que peça maquinaria se, por exemplo, recordasse a época passada e desse de caras com um exemplo refinadíssimo de absurdo?
(...) "

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Descubram as diferenças

Saudações! Há que tempos que não passava por aqui mas ultimamente a coisa não tem sido fácil!

Chamaram-me a atenção estas duas 1ªs páginas de jornais de hoje pela particularidade de encerrarem em si uma preocupação diferente no que a linguística diz respeito.




Qual é a diferença? Simples: um jornal reproduziu fielmente as palavras do líder espiritual da Onda Vermelha, o outro adaptou as declarações para português.

domingo, dezembro 11, 2005

Reviravolta


U. Leiria 1 - FC PORTO 3

Bom jogo e boa vitória do Porto fora de casa.

Vários aspectos positivos a realçar. O mister repetiu o onze! Aleluia. É a equipa que eu escolheria (na minha humildérrima qualidade de treinadora de bancada), à excepção dos laterais. Algo de muito mirabolante deve ter acontecido para o defesa-direito e o defesa-esquerdo escolhidos pelo treinador - e os únicos de raíz - nao jogarem. Ou vamos às compras ou nao sei!

Virámos o jogo. É um pormenor importantíssimo, numa fase em que julgávamos que a equipa estava de rastos emocionalmente. Quer-me parecer, agora, que a certa altura estes jogadores deixaram de acreditar na Champions' e não evitaram o descalabro, mas no campeonato a história é outra. Vamos em primeiro. Até ao fim vamos lá continuar! Força Porto!

A equipa deu provas de que está bem fisicamente, apenas quatro dias após a batalha campal de Bratislava. Agora só com campeonato e Taça pela frente, não há desculpas para que o melhor plantel da liga betadine não imponha a sua lei. A questão é esta: temos muitos desequilíbrios, este treinador só tem 5 meses de casa (e entretanto muitas asneiras, também importantes méritos), mas chegamos de sobra para limpar este campeonato.

Paulo Assunção, não és um Ministro, és um Primeiro-Ministro!

Nota - eu prometi e cumpro. Disse à minha amiga Susana, perante as suas queixas de que os meus blogues só serviam para bater nas galin.. ups, nos benfiquistas, que faria questão de dizer aos quatro ventos que também há lampiões porreiros. Susana, és sem dúvida uma dessas pessoas. Luv ia beibe!


quinta-feira, dezembro 08, 2005

Wake up and smell the coffee






Say what ?...






A participação do FC Porto na Liga dos Campeões deste ano foi absolutamente vergonhosa. Nem a vitória histórica sobre o Inter no estádio do Dragão disfarça a realidade. E se nós portistas estávamos razoavelmente confiantes à partida e achávamos que o grupo até era bem acessível (Artmedia e Rangers, isso são lá equipas! - e mantenho esta opinião), e nos dávamos ao luxo de gozar com as galinhas da segunda circular, é agora altura de endereçar os parabéns ao clube da povaça, porque venceram o Man Utd no jogo crucial (ainda que o FCP-Man Utd de 2004 tenha sido superior e o Porto jogado muito melhor) e seguem para os oitavos. Parabéns SLB.

Nós para onde vamos? Ganhar juízo, e nem na Taça UEFA. Que enorme desilusão. Últimos no grupo. Deixámos tudo para a última da hora (para quem é holandês de gema, o Sr. Co depressa apanhou uns tiques tugas) e nessa última hora, vimo-nos obrigados a (tentar) jogar num campo de lama com alguma relva à mistura. O que eu simplesmente não consigo entender é o que pretende Co. "Podemos ser campeões europeus", disse.
Quando? Como? Com quem?
Mudando o onze a cada santo jogo? - Co parece o imbecil do seleccionador nacional, entretendo-se com experiências até a realidade crua lhe cair no colo (e mesmo assim ainda não acordou).
Enviando mensagens estranhas e dúbias à equipa?
Desculpando aqui e culpabilizando ali?

Este Porto é incapaz de ganhar um jogo importante (a excepção foi mesmo o Inter).
Que pensa Co? Que ideias tem ele para este Porto?

Quero acreditar em ti, Adriaanse...

quarta-feira, dezembro 07, 2005

terça-feira, dezembro 06, 2005

Apontamentos

Primeiro era o Braga. Depois veio o Nacional da Madeira. Agora é o "meu" Vitória de Setúbal. Não páro de ouvir elogios aos campeonatos "sensacionais" que estas equipas andam a fazer. E o Porto, mesmo estando mal, mesmo com um treinador que ainda não acordou para a vida, mesmo com uma defesa para rir, está à frente delas todas. Pois é.

p. s. - ontem reparei no Jornal Sporting. Trazia na capa uma foto do FC Porto-SCP e o título "Alma de campeão!". Isto de um jogo em que o SCP jogou à defesa, teve 35 % de posse de bola e empatou. Será o Sporting efectivamente um clube "grande"?

p. s. II - hoje à noite é preciso um milagre. Ou melhor, dois milagres, um na Eslováquia, outro em Glasgow.
É nestas alturas que gostava de ser uma pessoa religiosa.

sexta-feira, dezembro 02, 2005

E não estávamos já todos a adivinhar?

FC PORTO 1 - Sporting 1
(Deivid ; Auto-golo da defesa do Sporting)
Constatações:
- os meus posts "Phonix I" e Phonix II" foram previsões dos descalabros caseiros face aos rivais mais directos (SLB há dois meses e hoje SCP). Este 1 x 1 não foi "a conta que Deus fez", mas sim "o empate que Co quis". Como é possível permanecer impávido e sereno durante quase todo o tempo, estando a perder em casa frente ao Sporting (é só ir à história e verificar que esses gatinhos muito pouco miam no nosso estádio, e a história também conta, sr Co), depois necessitando de procurar o segundo golo. Como é possível pensar que o empate serve? Como é possível substituir o McCarthy pelo Almeida a 10 minutos do fim? Já nem falo do delírio que o treinador tem por mudar o onze a cada semana, é que não me apetece ficar ainda mais indisposta.
- quatro dos jogos mais importantes jogados no Dragão este ano foram redondos fracassos: Artmedia, SLB, Rangers e agora SCP. Em três deles, (Artmedia, Rangers e SCP) o treinador teve um discurso incompreensivelmente relaxado. Se não ganharem não há crise, meninos! E já dizia a Margarida Rebelo Pinto - não há coincidências.
Dois desses jogos (Artmedia e Rangers) podem bem ter hipotecado as hipóteses de continuar na Champions' e até na UEFA; os outros dois são pontos de honra para os adeptos do Porto e jogos fundamentais para ganhar vantagem no confronto directo. Quatro impensáveis flops. É demais.
- o César Peixoto é um tonto e não sabe o que faz. Como se isso não bastasse, hoje só centrou para os pés dos defesas do SCP. Terá Cech sido raptado por aliens?
- coube ao Pepe o papel de asno da jornada. Mais uma passadeira estendida, por quem sois.
- Jorginho? Porquê Co? Porquê? Porquê?
- Benni de volta à equipa e de volta à nulidade dos últimos tempos.
- o Paulo Assunção e o Lucho são dois senhores. Quaresma também está lá.
- os meus parabéns à equipa do Sporting por vir ao Estádio do Dragão mostrar a sua raça: passar tempo e defender o golinho. É de grande, não haja dúvida. Apesar da inconcebível falta de expressão do nosso treinador, o FC Porto era a única equipa que devia ter saído com a vitória deste jogo.
- a roubalheira do costume nestes jogos contra o SCP.
Duas faltas para penalty (a placagem ao Quaresma logo no início do jogo e o "swing" esperto do Polga que deu braço na bola), mais uma falta ridícula (belo mergulho) sobre o Rogério que se não fosse dava em golo do Lisandro.
Esperemos melhores dias.........................................

quinta-feira, dezembro 01, 2005

Phonix II ...


Co Adriaanse:

"Queremos ganhar, mas o empate também pode ser um bom resultado"


Permitam-me a ordinarice... mas que me**a é esta afinal?
O caso torna-se ainda mais grave porque já não é a primeira vez que o homem diz isto. Rai's parta...

O Xôr Jacob anda a precisar de uns valentes correctivos. Uns puxões de orelhas, umas aulas de portismo e um castigo: escrever 100 vezes na lousa qualquer coisa como "Nunca mais da minha boca sairá blasfémia".

quarta-feira, novembro 30, 2005

Até um dia destes, Capitão



Para mim, o FC Porto é Jorge Costa e o Jorge Costa é o FC Porto. Cresci e amei gradualmente o FC Porto ouvindo o seu nome e vendo a sua cara de mau a vociferar para os colegas se deixarem de merdinhas e jogarem à bola. Jogarem à Porto. O Jorge Costa esteve em tudo quanto foi momento feliz deste Mágico clube, que eu tenha consciência de ter assistido. Levantou a mais bela de todas as Taças no mais desejado de todos os palcos, e fez-me chorar. Por ele, percebo e sinto o imenso privilégio de ser portista.

Eu tenho a certeza que ele voltará.

terça-feira, novembro 29, 2005

12ª Jornada

Gil Vicente 0 x 1 FCPorto

(Lucho Gonzalez, 40'')
Estamos em primeiro lugar!
Ponto final

Porto no 1º lugar

Gil Vicente 0 - FC PORTO 1
12 ª jornada
(Lucho 1')
Jogo muito mauzinho do FC Porto, parecido com o de Paços de Ferreira, que vencemos pelo mesmo resultado, mas este ainda pior. Não percebi bem porquê, se foi do estado completamente impróprio do relvado, se do golo aos 30 segundos que atirou logo a seguir a nossa equipa para o jogo de contenção, um "pormaior" irritante que se tem tornado muito habitual nos jogos fora. É bom ver que temos capacidade de sofrimento (mas... contra o Gil Vicente?! ... :/) e será ainda melhor verificar no fim do campeonato como esse aspecto foi importante para obter o título, mas estas exibições não entusiasmam. Acho que o Porto é, dos candidatos ao título, o que tem a equipa mais que suficiente para ser campeã, mesmo apesar das assimetrias. Tem capacidade para muito mais, para já é bom amealhar pontos e estar no lugar que nos pertence (e já só faltam mais 22 jornadas!).
Ibson voltou à equipa titular, mas Co Adriaanse deixou lá o Jorginho. The usual.
A substituição do Lisandro pelo Almeida nos útlimos 10 minutos mostra bem como o discurso do futebol atacante e atraente já pertence à história.
Quanto a casos, leio que houve dois penalties, um sobre o Carlitos do Gil e outro sobre o Lisandro. Só me lembro de ter visto a falta do parvalhão do César Peixoto (segundo penalty seguido em duas deslocações) - porque não joga Cech?, porquê? - mas que não se abespinhem já lampiões e lagartos pois no jogo contra o Vitória a grande penalidade não foi marcada a favor do FC Porto e acabámos por empatar esse jogo. Está portanto tudo como deve ser...
Próxima sexta há FC Porto - Cepórtem no Dragão e é para repetir o resultado da época passada!

segunda-feira, novembro 28, 2005

Assistências do Dragão 2005/2006













Campeonato

Estrela - 48 217
Rio Ave - 38 421
Belenenses - 41 109

SLB - 50 109
Vit. Setúbal - 29 317
Académica - 30 108

média - 39 547

Taça

Marco - 18 425

Champion's League

Artmedia - 38 708
Inter - 38 418
Rangers - 39 439

média - 38 855

MÉDIA TOTAL - 37 227

domingo, novembro 27, 2005

O Zé do Boné também já lá está

Esta humilde casa acaba de se inscrever na FBF (Federação de Blogs de Futebol).

Façam o mesmo e participem na cerimónia dos Óscares da categoria.

Cumprimentos e viva o Futebol Clube do Porto.

sábado, novembro 26, 2005

Tanto barulho para nada

Anda tudo chocado porque parece que foi renovado o contrato do Adriaanse, ou accionada a cláusula não sei quantas, até 2008. Isto, na verdade, não quer dizer absolutamente nada. Se as coisas derem mesmo para o torto, ele sai, não se apoquentem. Mas espero que não. Sou das que defende a continuidade do treinador e que acredita que coisas muito boas ainda vêm aí. O que me incomoda é que nunca vi uma onda tão anti-Mister como a deste ano. Acho que nem na era Octávio se viu uma coisa assim, o que é estranho.

Vamos ter paciência...

quinta-feira, novembro 24, 2005

Algo vai mal no reino do dragão

Desde já pelas afirmações incompreensíveis de Co Adriaanse, hoje, a propósito da vida difícil do FC Porto na Liga dos Campeões. Dizer que "o 3º lugar também é bom" é, como é que eu hei-de pôr isto, COMPLETAMENTE ABERRANTE. O 3º lugar não é bom, é simplesmente o mínimo para quem pode muito mais. Mas não é bom. Alguém lhe explique qual é o clube que ele está a treinar, por amor de Deus. E este é o mesmo homem que há uns dois meses dizia "Podemos ganhar a Liga dos Campeões". Este gajo precisa mesmo que lhe avivem a memória.

E também porque parece que também existem uns "papagaios" (com a permissão do Zé Veiga, que são dele os direitos de autor) no nosso clube. Não é normal vir um dirigente para a praça pública criticar a gestão do futebol. É que o Lourenço Pinto é membro do Conselho Superior do FC Porto e é uma figura próxima do presidente. E ao dizer que a SAD acertou em todas as contratações de jogadores (ou seja, Sonkaya, Sokota, Sandro e por aí fora, fora os que deviam ter vindo e não vieram), menos no treinador, pois "Co Adriaanse não é treinador para o FC Porto!" (assim, de chofre), deixa-me a pensar que aqui há uma história muito mal contada.

Aguardo com expectativa os próximos episódios.

(Mais um) Resultado inaceitável

FC PORTO 1 - Rangers FC 1
(Lisandro 60 ' ; McCormack 83')
O Rangers é uma equipa vulgaríssima, não joga nada, tem atletas com tamanha falta de jeito que só estão em campo para dar pancada, veio cá para aguentar o máximo que podia e sair com um pontinho precioso. Ao mesmo nível que muitas equipazecas do nosso campeonato. E nós deixámos que eles empatassem em nossa casa. Está efectivamente tudo do avesso...
Em primeiro lugar, quero dizer que não acho que tenhamos consentido este resultado por causa das opções do treinador, agora que mais um resultado negativo serve para o colocar no centro de todas as frustrações colectivas dos adeptos. Deixámo-nos empatar porque ainda temos uma equipa imatura, muito imatura. Por mim, começávamos com a equipa inicial dos últimos jogos, mas compreendo as opções do treinador. Compreendo que tenha tirado o Hugo Almeida para deixar na frente jogadores com maior capacidade técnica e mobilidade. O Diego teve mais uma oportunidade para mostrar porque é considerado um dos jovens génios do mundo do futebol e mais uma vez falhou em grande (o Jorginho, mesmo em baixo de forma, para mim esteve melhor). Compreendo a decisão de tirar o Pedrão ao intervalo, visto que os escoceses nunca criaram perigo na primeira parte, e compreendo que tenha deixado o Pepe porque é forte no jogo aéreo e tem maior velocidade. E compreendo que tenha reposto a ordem depois do golo com a entrada do Bruno Alves. Não vejo onde este empate possa ser culpa de Adriaanse. É culpa da atitude da equipa depois do 1-0. E aquele tri-falhanço (Almeida, Lisandro, Assunção) inacreditável na parte final... enfim. O Rangers veio cá estacionar o autocarro e levou a sua avante, porque ainda somos muito anjinhos.
Será preciso um quase milagre para passarmos aos oitavos, mas talvez aconteça, como aconteceu o ano passado na última jornada da primeira fase da Champions'. Senão, oxalá ao menos possamos jogar a UEFA, talvez mais adequada ao estado evolutivo deste FC Porto.

quarta-feira, novembro 23, 2005

terça-feira, novembro 22, 2005

O Público sempre foi o meu jornal

"(Nuno Gomes) Mau perder - principalmente mau gosto. Tendo em conta que o nome de Nuno Gomes não faz parte do organograma do Conselho Nacional de Antidopagem, esta é a explicação mais plausível para o gesto que o benfiquista injectou no final do jogo com o Braga, uma graça que no futuro fará corar o capitão, que em jornadas anteriores não viu nenhum colega do Leiria ou do FC Porto desvalorizar as suas exibições "anormais". O Braga ganhou e ganhou bem. Koeman perdeu e admitiu que nem o empate merecia. Nuno Gomes não esteve bem. Já agora: segundo o artigo 125º do Regulamento Disciplinar, o jogador que utilize expressões ou faça gestos reveladores de indignidade contra outros jogadores arrisca-se a cumprir uma pena de um a três jogos de suspensão e a uma multa pesada."

Luís Octávio da Costa, in Público 22 Nov 2005

Idiot

Cito Zé Veiga:

"Vamos no terceiro jogo consecutivo no qual o adversário nos marca golos fora-de-jogo, o que interfere directamente no resultados e nos pontos. Este últimos 3 jogos davam-nos 5 pontos e estaríamos no cimo da tabela" (ahahah!)

Vamos ver as coisas de uma perspectiva mais alargada.
O SLB vai no segundo ano consecutivo a ter penalties e livres escandalosos a rodos a seu favor (livra, só no último jogo foi um perfeito dois em um!); entretanto "ganhou" um campeonato e uma Supertaça. É o sistema!

domingo, novembro 20, 2005

Um aleluia e uma reclamação


A noite de ontem foi boa. Para além da derrota dos dois Benficas da Península Ibérica, mamando ambos três golos nos respectivos jogos, houve na goleada do Mágico Porto frente à Académica um aspecto que me deixou imensamente satisfeita. É que o Zé Bó finalmente tirou um bom centro, e esse centro deu em golo. Eu relembro que o Zé Bó, que já muitas provas de dedicação deu ao FC Porto no curto espaço de tempo que representa o clube (embora comparativamente a outros já seja um histórico), está a jogar fora da sua posição. E acho um atentado ao Portismo assobiar um jogador do clube cada vez que este toca na bola. É um atentado ao Portismo assobiar o Zé Bó. Faça ele bem ou mal a posição de defesa direito. Ele não tem culpa.
Força Zé Bó.

Sexiest man alive dá oportunidade a outros


O melhor jogador de todos os tempos, cansado e lesionado, ofereceu a vitória no Masters 2005 a David Nalbandian, o que também fica bem aos grandes e verdadeiros campeões.

A importância de Ricardo

O meu pai, sportinguista de gema, consegue ter algumas saídas que me deixam autenticamente "pregado". No último jogo Caceteiros da Irlanda do Norte x Portugal do Scolari, quando a dada altura a equipa britânica conseguiu alguns minutos de pressão intensa que encostaram a equipa portuguesa à sua área, o meu pai sai-se com o seguinte comentário:

- Estás a ver? Se o Ricardo estivesse ali isto não acontecia...

Olhei para o ar sorridente dele com um misto de incredulidade e estranheza à espera que concluísse o raciocínio:

- Então não é? Se o Ricardo estivesse em campo Portugal nunca se atreveria a defender tão atrás! Nunca iriam arriscar!

Nuno Luz... o criativo

Foi verdadeiramente inspirador assistir ao resumo do jogo Braga x Benfica na SIC e não só pelo resultado mas - principalmente - pela qualidade e criatividade do inimitável Nuno Luz (o tal que no jogo de apresentação do Benfica havia elogiado o "português quase perfeito" (sic) de Ronald Koeman).
Ontem o problema residiu no nome do argentino que marcou os 2 últimos golos do Braga, Maxi Bevacqua (leia-se Máxi Bevácua, ou pelo menos tem sido essa a tendência de toda a praça da comunicação social).
Eis dois excertos:
no 2º golo do Braga:
"... e livre de marcação Maxi Bevacqúa (leia-se Máxi Bevacúa) a marcar o segundo do Braga..."
no 3º golo do Braga
"... e novamente Maxi Benavuco (ler como se escreve) a marcar e a estabelecer o resultado final".
Sublime!

sábado, novembro 19, 2005

E à 11ª jornada, o Porto desata a marcar golos



FC PORTO 5 - Académica 1
(Lucho 10' e 90', Lisandro 19' e 76', C. Peixoto 70';
Marcel 90')


Aquilo por que os sócios e adeptos do FC Porto esperavam há tanto tempo (talvez desde a era Mourinho) aconteceu à 11ª jornada de 2005/2006, por fim uma goleada digna desse nome, se bem que o "golo" do Peixoto não o foi na realidade. De qualquer forma, o FCP jogou bem e finalmente conseguiu marcar cedo, adquirindo a tranquilidade necessária para fazer uma boa exibição ao longo de todo o jogo. Esperemos que a partir daqui, a equipa estabilize o seu jogo (o onze inicial desta noite parece-me correcto, mas acho que há sempre lugar para o Diego) e que parta confiante e sólido em busca do título.
Finalmente vi, para além de pormenores técnicos individuais, bons lances de ataque, com cabeça tronco e membros, bons cruzamentos, boas combinações, golos à ponta de lança. Foi um jogo completo o do FCP esta noite. Nem o elevado número de folgas concedidas pelo treinador, questão muito discutida a meio da semana, parece ter afectado a boa forma da equipa (antes pelo contrário?).

Houve várias boas exibições individuais mas destaco, para além das óbvias (as dos argentinos, mas essas não me surpreendem), as de Assunção e Quaresma. A do primeiro porque parece que temos um novo Ministro (quiçá, digo eu, melhor que o anterior), que assume já uma preponderância fundamental nesta equipa. A do Quaresma porque sinceramente nunca acreditei nesta transformação. E aqui, meus caros, tiro o chapéu a Adriaanse. Pois é um grande feito.

Quanto à outra polémica recente, a do nosso querido Jorge Costa, devo dizer que encaro esta situação com tristeza, no entanto sem surpresas nem indignação. Está mais que visto que Adriaanse não conta com ele desde o início (e tendo em conta a idade do Bicho, poderemos censurar assim tanto o treinador? Não me parece...); também não alinho no discurso crítico a Pinto da Costa neste aspecto, pois ele fez o que pôde ao impedir a sua dispensa em Agosto e não pode simplesmente impô-lo às ideias do treinador. É assim a vida, é triste, mas o Jorge Costa não deixa de estar na história do FC Porto se não acabar aqui a carreira. A ele desejo-lhe toda a sorte do mundo se realmente sair em Janeiro.

Finalmente, e a propósito da vitória do Braga frente aos lampiões esta noite, uma notinha apenas: a insinuação do mergulhador profissional Nuno Gomes, depois do terceiro golo dos bracarenses, de que estes andavam a jogar a doping, assemelha-se às declarações "a quente" do Petit o ano passado em Vila do Conde. São comportamentos que fazem parte da mentalidade benfiquista: é um crime de lesa pátria correr, lutar, sofrer, marcar e vencer o SLB. Ninguém deveria ter o desplante de vencer o clube de Deus (segundo A Bola) e se o fazem, é porque andam por aí a recorrer a esquemas pouco dignos.
Nojo.

Vénia



















Madrid 0 - Barça 3

Não há palavras.

HOJE

Estádio do Dragão

F.C.Porto x Académica
21h15
(em directo na SportTV)
O meu onze:

quarta-feira, novembro 16, 2005

Templos sagrados



730 dias...









...saudade eterna.









PARABÉNS ESTÁDIO DO DRAGÃO

E como já prevíamos...

Luís Filipe Vieira não denunciou, não partiu e nem sequer cilindrou qualquer jagunço!


LF Vieira defende arbitragem fora do âmbito da Liga
O presidente do Benfica falou, esta noite, sobre vários assuntos da actualidade do futebol português, destacando-se a sua posição no que diz respeito à arbitragem.


in A Bola Vermelha
Alguém está surpreendido? Só mesmo os poucos que ainda levam este indivíduo a sério.

terça-feira, novembro 15, 2005

Terça Feira, 15 de Novembro de 2005
10.000
visitantes
A todos os que fizeram deste blog um ponto de paragem obrigatória;
A todos os que aqui deixaram comentários;
A todos os que nos apoiaram e incentivaram;
A todos os que fizeram publicidade ao blog;
A todos os que nos insultaram;
A todos os que me ofereceram porrada;
Aos treinadores e jogadores da Liga Betadine;
Ao Dias da Cunha e ao José Peseiro;
Ao Scolari e ao Ricardo;
Ao Vieira e ao Veiga (the dinamic duo);
Ao Jorge Coroado;
MUITO OBRIGADO!
Agora, queremos atingir os 300.000 visitantes até depois de amanhã senão eu demito-me!

segunda-feira, novembro 14, 2005

A Matança dos Jagunços!

Depois da declaração que ia ficar na história do futebol português e que nunca aconteceu, depois das revelações que iam meter uns poucos na cadeia e depois não aconteceram, Luis Filipe Vieira a.k.a. Kadhafi dos Pneus volta a atacar desta vez apontando à restrita classe dos jagunços!
Em declaração ao jornal Record, quiçá irritado pelos artigos que se atreveram a referir que não só Vieira não tinha alcançado nem 1/5 dos kits que queria vender, como também não se ia demitir como prometera, o presidente da agremiação do Colombo atirou a matar!
"Vou denunciar três ou quatro jagunços terça-feira na televisão. Não posso permitir que digam mal desta direcção, são jagunços que chamo lixo. Não bato com a porta e só me dão mais força para os partir ainda mais. Se estivesse disponível para pagar almoços, jantares ou charutos era o melhor do Mundo. Sei que sou um estorvo no futebol português" disse Vieira. Ou seja, os jagunços já estão meio partidos mas na terça-feira, ou seja, amanhã, haverá com certeza um flash noticioso estrondoso! Creio que é desta que as notícias dos motins em França passam para segundo plano. Comparados com a visão do Vieira a desancar jagunços, os jovens imigrantes em França situam-se ao nível de um grupo de putos traquinas.
Continuando: "Não posso permitir que este lixo nos enxovalhe. Esta porcaria, para não dizer esta m... tem de ser banida de Portugal. Sei que vão dizer que o presidente não serve o Benfica por dizer isto, mas digo e repito. A feira das vaidades acabou!" o que deixa indiciar que, a caminho do Canadá, Vieira terá feito escala na ilha da Madeira onde terá feito um estágio de oratória-choque com um político bem conhecido.
Para concluir: "O problema deste país é as pessoas insinuarem. Gostava que houvesse um programa em que me colocassem frente a estas 10 ou 15 lixeiras que era para os cilindrar" e aqui, tenho de dar a mão à palmatória e concordar em pleno! O mal deste país é a quantidade de gente que promete isto e aquilo, que faz e acontece e depois se fica pelas meias palavras e ameaças não concretizadas!
Por outro lado, é com alegria que constato que, ao prestar estas declarações, Vieira terá descalçado uma das botas mais incómodas do nosso Primeiro Ministro, precisamente a relacionada com a questão do tratamento dos lixos. Para quê estar a contrariar a população e a poluir a atmosfera? Se há lixo é só juntá-lo em "10 ou 15" lixeiras e chamar o Vieira para cilindrar tudo!
Já agora, deixo no ar a questão? Com esta onda de deixar toda a gente na expectativa, prometendo mundos e fundos para depois dar em nada, não é de todo descabido interrogarmo-nos sobre quem será a personagem que escreve os discursos deste homem. É que isto tem um certo estilo João Kleber...
Confesso que cada vez sinto menos saudades de Dias da Cunha.

Jacinto Paixão na 1ª Companhia

ABSOLUTLY... NO COMMENTS...

domingo, novembro 13, 2005

Ricardo ataca de novo!

Ontem, no jogo frente à Croácia, Ricardo voltou a mostrar que podem contar com ele para fazer de qualquer jogo um jogo de sensações fortes! Duas saídas temerárias deixaram o público carregado de adrenalina, ao mesmo tempo que serviram de aviso para que os croatas não entrassem na área nacional, não fossem levar com um guarda-redes transviado de cerca de 80kgs em cima!
Não há dúvida que Ricardo transmite uma segurança única! Talvez a mesma que me transmitiria o facto de estar no Iraque equipado com uma espingarda de pressão de ar e uma coquilha. Mas... é o eleito de Scolari! Este último queixou-se que existe um lobby contra Ricardo, pelo que acho que o nosso seleccionador está a ficar paranóico. O facto de ninguém gostar de Ricardo (excepto talvez algumas pessoas da família dele e outros que apostaram nele no Betandwin) não é de modo algum motivo para vir agora descobrir lobbies persecutórios.
Sô Scolari, por favor, já que o Baía não é opção, ao menos leve o Moreira ou o Jorge Baptista!

Coerência do costume

Luiz Felipe Vieira (conforme inscrição da placa comemorativa da inauguração da sede do - deixem-me ver - Sport London e Benfica) colocou hoje os pontos nos is no caso Simão-sai-ou-não-sai.
Decidido e resoluto como é de seu timbre, Vieira disse que Simão "neste momento só pensa no Benfica e sente-se feliz no clube e para ele é ser capitão é um grande orgulho". Acredito que sim! Pelo menos até chegar uma boa proposta de contrato. Sobre o facto de ser capitão, este ano Simão está a tirar vantagem do facto de não ter Hélder no plantel (riso sarcástico indisfarçável).
Mais adiante, Vieira brinda-nos com mais uma pérola:
"Não sei o que se vai passar em Dezembro. Se calhar, o Simão até acaba a carreira no Benfica, como também poderá sair em Dezembro ou Julho. Um dia ele poderá sair e ninguém sabe qual será esse dia."
Avé Vieira! A coerência está contigo!

sábado, novembro 12, 2005

Boring

Este fim-de-semana joga a selecção.

Carreira Lindíssima

NÃO LI, mas mais importante que o conteúdo é o significado de um livro que regista a carreira lindíssima de Vítor Baía. Já lá vai o tempo em que todos tínhamos esperança que voltasse à Selecção, longe vão os dias em que seguramente ele próprio ainda se motivava com esse desejo. Definitivamente não é opção, pois nem a má forma nem as lesões de outros abrem as portas que Vítor viu serem-lhe fechadas sem saber muito bem porquê. É pois, tempo para esquecer, para Baía desfrutar do tempo que tem para jogar, tempo para todos aqueles, que como eu ainda o consideram o melhor, o podermos ver nos últimos anos da sua carreira com a qualidade de sempre.
No dia em que rescindimos ambos contrato com o Barcelona jantámos juntos - ele estava feliz pelo seu regresso definitivo ao seu Porto; eu motivadíssimo com a vida nova que me esperava. Poucos meses depois, estávamos juntos nas Antas - ele ganhou o que nunca ganhara; eu "disparei" para o topo do futebol. Os nossos sonhos cumpriram-se.
Divergimos relativamente às causas e efeitos do seu caso disciplinar? Que importa isso?
Hotel Chelsea 10 por José Mourinho in Revista DEZ, edição de 12/11/2005

As capas de hoje

"Almirante Nélson" in Record de Tendência

Hoje é capa o facto de Nélson ter sido considerado como o melhor reforço dos 3 grandes na sondagem on line deste jornal. O que é que isto quer dizer? Absolutamente nada. As sondagens deste género não têm qualquer valor estatístico uma vez que são demasiado subjectivas e qualquer pessoa pode votar quantas vezes quiser.

Já não via uma capa tão irrelevante desde que Vieira esteve em África a "acarinhar" os benfiquistas de além mar (por momentos pensei que tivesse sido apanhado no Arrastão) ou desde que outro jornal encheu a capa com o "pequeno Miccoli".

Depois da campanha para chegar aos 300.000 sócios, quer-me parecer que temos uma campanha para Nélson chegar aos tais 25 milhões de euros. Tudo na mesma.

"Standard de Liége quer Jorge Costa" in a Bola Vermelha

Eis uma notícia interessante por dois motivos: primeiro, é uma capa sobre o F.C.P. no jornal "A Bola" e segundo não é um escândalo ou uma entrevista de um jogador a criticar o clube. Agora, o que motivará esta capa? A possibilidade de mais uma transferência rentável do F.C.P. ou mais uma acha para queimar Adriaanse?

"Simão em risco para Braga" in O Jogo Azul

Eis uma abordagem diferente. Simão em risco para Braga. Ou seja, é a única capa de interesse directamente desportivo. Simão pode não jogar e é sabido o peso que este jogador tem no plantel do Benfica, indo ao ponto de a sua ausência estar sempre ligada aos jogos que o Benfica não ganhou.

Confesso que não gosto de ler este jornal devido ao facto de ter uma conotação excessivamente "azul" tal como não leio o jornal "a Bola" por ser demasiado "vermelho". Prefiro abordagens imparciais a este assunto mas, devido ao panorama actual, o menos descarado será ainda o Record, embora tenha um belo painel anti-portista. Salvam-se as crónicas do Mourinho ao Sábado na revista DEZ que acompanha o jornal. É de facto o único momento em que se aprende alguma coisa com a imprensa desportiva nacional.

Nova política

A partir de agora, os comentários passam a ser submetidos a um processo de moderação pelo que, como poderão verificar, eles não estarão de imediato visíveis após serem submetidos.

Pretende-se com isto moderar um pouco a linguagem oriunda de alguns indivíduos, um sinal claro que o défice chega a todo o lado, inclusive à massa encefálica dessas pessoas que não resistem a virem aqui descarregar algo em tudo semelhante a um caso de diarreia verbal.

Os comentários anónimos voltam com isto a serem permitidos obviamente, desde que se mantenham as regras básicas de civismo.

sexta-feira, novembro 11, 2005

Poupem-me....


Leo Lima de regresso ao FC Porto
O médio brasileiro vai regressar ao FC Porto depois do empréstimo sem sucesso ao serviço do Santos.


(Avante Lampião)

quinta-feira, novembro 10, 2005

Grande Baía!

Ao lançar a sua biografia (que vou certamente adquirir em breve), Baía "fez questão" de empolar dois episódios da mesma: a sua não convocatória para a Selecção e o seu benfiquismo de criança.

Curiosamente, ou não, este último facto encontrou um eco incrível na imprensa escrita que temos por cá assim como na televisão, sendo levado quase ao cúmulo de escândalo o facto de uma das grandes bandeiras do F.C.Porto ter sido do "inimigo" em criança.

Pessoalmente não me choca e até acho que toda a gente nasce benfiquista já que seria uma óptima explicação para o facto de todos os bebés chorarem quando nascem. Actualmente Baía é 100% portista e é um dos símbolos eternos deste clube a par de outros nomes como por exemplo Cubillas, Gomes e João Pinto. Acredito até que o próprio pai de Baía já não será hoje adepto do Benfica.

Por outro lado, pondo de lado toda a vertente emocional desta revelação, confrontados também com as notícias que dão já o livro de Baía como um best seller, só podemos chegar a uma conclusão: foi uma enorme jogada de marketing!

Será que o livro se venderia tão bem se estes dois temas "polémicos" não tivessem sido associados ao livro?

Porque é que...

...ninguém achou estranho o facto de José Veiga no final do Benfica x Rio Ave ter disparado contra tudo e contra todos por causa da arbitragem desse jogo e, passadas 24h, ter mudado o discurso alegando ter querido "alertar para o que se passa nos campos de futebol de Portugal"? Será que viu o jogo na televisão e, ao constatar a ilegalidade do 2º golo do Benfica mudou de opinião?

Porque é que caíram o Carmo e a Trindade quando Adriaanse cometeu a incoerência de dizer que ia embora se visse lenços brancos e não foi, e ninguém acha estranho nem faz escândalo quando Vieira, que tinha prometido demitir-se caso não atingissem 300.000 sócios, diz que não sai porque isso ia deixar muita gente contente?

quarta-feira, novembro 09, 2005

Sexiest man alive

Vítor Balizas



Vítor Baía, o jogador mais titulado da HISTÓRIA DO FUTEBOL, é do FC Porto. Só ele, juntamente com o presidente Pinto da Costa e o Zé do Boné, poderia merecer uma estátua à entrada do estádio ou mesmo o nome do estádio (porque não?). Do lançamento da biografia fica o barulho estapafúrdio acerca confissão do "benfiquismo" (realmente não rima nada bem com o Vítor) inicial por influência paterna. Deixo aqui a minha solidariedade para com o Vítor Balizas: Vítor, se leres isto, que saibas que a sócia 52.340 do FC Porto um dia, em piquena, também "foi do Benfica". É verdade. O Rafael, o primeiro amor da minha vida, era do SLB. Acontece!

Vítor Baía, o melhor guarda-redes português, um dos melhores do mundo, o homem que não é convocado para a selecção porque foi testemunha a favor de António Oliveira no processo que a FPF moveu ao treinador depois do Mundial 2002. Sempre correcto, sempre superior, sempre o melhor. É do FC Porto.

Amo este homem.

terça-feira, novembro 08, 2005

IV Grande Concurso "Zé do Boné"

Na imagem abaixo encontra-se o guarda-redes titular da selecção nacional. Consegue identificá-lo?

segunda-feira, novembro 07, 2005

A capa (imaginária) do dia


Como não vi uma capa a dizer "Dragão em Fúria" depois do último jogo no qual ficou inclusive um penalty por assinalar, achei estranho, devido a uma questão de coerência, a capa do dia não ser esta.

Conclusões

Depois desta jornada, eis algumas das ilações que podemos tirar:

1 - As luvas fluorescentes do Ricardo são uma mais valia para o Sporting que deveria pensar em vestir um colete retro-reflector ao guarda-redes para evitar problemas futuros;

2 - O Benfica foi roubado apesar de uma grande penalidade perdoada a Ricardo Rocha por puxão a Gaúcho;

3 - O Paços de Ferreira foi roubado ao não ter sido assinalada uma grande penalidade a seu favor, apesar do golo mal anulado ao F.C.Porto;

4 - O F.C.Porto está em crise profunda e isso só lhe permite estar 3 pontos à frente do Benfica e 2 atrás do Braga;

5 - O Benfica continua pujante e é o principal candidato ao título apesar de estar 3 pontos atrás de Nacional e F.C.Porto e 5 pontos atrás do Braga.

De resto, estou ansioso pela próxima jornada até porque temos um Braga x Benfica que sem dúvida vai ser vantajoso para o F.C.Porto caso, obviamente, este vença o seu jogo.

domingo, novembro 06, 2005

P. Ferreira 0 - FC PORTO 1

Porcaria de jogo.
Salvaram-se o bom golo e os três pontos.

O meu 11 para o jogo de hoje

Paços de Ferreira x F.C.Porto
Hoje às 21h15 no Estádio da Mata Real
(transmissão em directo na Sport TV)

Eu gostava que o F.C.P. começasse assim mas este ano Adriaanse ainda não conseguiu acertar na minha equipa inicial. Fica já o anúncio feito: no dia em que Adriaanse fizer uma escalação da equipa inicial igual à minha, o blog Zé do Boné paga um copo aos seus visitantes.

Enviem a vossa morada para receberem gratuitamente um vale de oferta para uma imperial a ser levantada no bar Cooperativa das Artes no Fundão.

sábado, novembro 05, 2005

II grande campanha nacional!

Depois de "Vamos acarinhar o Ricardo!", agora "Vamos acarinhar o Nereu!".

A bem da selecção!

Arbitragem, uma ciência exacta

"O assistente também terá sido induzido em erro pelas luvas do Ricardo que, fluorescentes, terão dado a ideia de ocuparem um espaço maior."

Jorge Coroado, concluíndo um rol de explicações para o golo que a equipa de arbitragem não viu ontem no Balneário XXI. Como é possível não admirar este ser sapiente em casa do qual, nitidamente, a ciência da arbitragem montou banca?

sexta-feira, novembro 04, 2005

Mais devaneios!

Marek Cech (porquê??!!), Diego (porquê??!!) e Ivanildo (provavelmente Alan "superstar" será novamente titular) fora dos convocados para o Paços de Ferreira. Ibson de volta. Os critérios do treinador são uma coisa incompreensível.

Começo a ficar seriamente farta do sr. Co. PORRA!

quinta-feira, novembro 03, 2005

Dizeres extremamente fatelos

"Oferecer a vitória à massa associativa"

"Massa associativa" (period)

"Moldura humana"

"Agora é preciso correr atrás do prejuízo"

"Foi traído pela trajectória da bola"

" Burilou em demasia"

"Tirou-lhe o pão da boca"

"Sinaléctica do quarto árbtiro"

"Espalhou perfume no meio campo"

quarta-feira, novembro 02, 2005

F.C.Porto, o orgulho da nação

Ontem perdemos mas ficámos a 10 minutos da fama. Apesar da derrota, o F.C.Porto pode estar orgulhoso do que fez em Milão pois por pouco não fazia história. Não podem ser considerados "Novos Heróis" ainda, o que é pena, mas para merecerem esse epíteto, seria necessário terem mais um ponto que aqueles que têm.
Foi pena também o facto de o treinador abdicar do ataque e só ter procurado defender o empate.
Não sei porquê, apesar de isto ser um post com ideias 100% originais, há aqui uma sensação de tremendo deja vu. O melhor será ir confirmar a opinião dos jornais que hoje saíram nas bancas.

Aposta ganha

Afinal Kromkamp tinha razão...

Internazionale 2 - FC Porto 1

Um resultado que não se pode dizer que seja totalmente surpreendente à partida, mas custa ver o FC Porto marcar um golo e depois fazer de Vitória de Setúbal no Dragão a última jornada. Inaceitável. Este Porto de Adriaanse já não se sabe bem o que esperar dele, primeiro uma avalanche atacante sem quaisquer preocupações defensivas e depois isto. Já para não falar de opções perfeitamente incompreensíveis (para mim pelo menos), tipo a insistência no Jorginho e Alan a titular (que aconteceu ao C. Peixoto??) ou a substituição Assunção - Alves. Esta época vai realmente ser uma montanha russa de emoções.

Destaco porém o golão do Hugo Almeida e, acima de tudo, a exibição do melhor guarda-redes português de todos os tempos. O Portugalinho não merece o Vítor Baía, a selecção do Xolari muito menos. Ainda bem que ele é DO PORTO. É um orgulho maior que todos os outros.

domingo, outubro 30, 2005

Sem pachorra!

FC Porto 0 - Vitória de Setúbal 0
(9ª jornada)

Fico sem pachorra para comentar mais um jogo de desperdício dos nossos jogadores! Parece incrível, mas mais de 70 % de posse de bola durante todo o jogo, frente a uma equipa nobre (hoje nem muito, só "autocarro" e antijogo) mas fragilizada pelos últimos acontecimentos, a jogar em casa, e não conseguimos marcar uma porcaria dum golo. É dose. Depois amanhem-se, quando for altura de fazer continhas e ver que jogos é que tinham impreterivelmente que ser ganhos, para no fim se poder festejar a conquista do campeonato.

sábado, outubro 29, 2005

quinta-feira, outubro 27, 2005

terça-feira, outubro 25, 2005

segunda-feira, outubro 24, 2005

Nacional 0 - FC PORTO 1



Nacional 0- FC PORTO 1 (8ª Jornada)

Hugo Almeida 47'

O FC Porto tem ganho em consistência o que tem perdido em fulgor atacante. Com Assunção a dar um novo esplendor ao meio campo do FCP, o nosso Mágico conseguiu ir vencer a um campo muito difícil ("encantado" nas palavras do nosso Co-Adr) e apresenta-se completamente transfigurado face ao Porto do início de época. Sólido, solidário (Quaresma anda a "passar-se", terei-o visto mesmo ir atrás defender?!), compacto. Mas sem o carrossel atacante dos primeiros jogos do campeonato. Se é bom ou mau? Para já é muito bom, pois vencemos o Inter e agora o Nacional. E convém lembrar que estamos ainda no princípio e que Jacob ainda só tem 4 meses de FC Porto. Ainda há muito para fazer.

A nota positiva mais surpreendente: Pepe. Muito bem. Estou muito feliz.

A nota negativa: Jorginho é a teimosia do momento do nosso treinador.

Momento alto do jogo: o fabuloso golo Quaresma-Almeida.

FORÇA PORTO

sexta-feira, outubro 21, 2005

D. Armando Teixeira, o Pequeno












Diz o animal: "Se depois disso (cabeçada de B. Alves a N. Gomes), alguém apanhou dois jogos de castigo, seria estranho se eu levasse algum...».

Ora pois então, Bruno Alves, que viu o cartão certo e foi castigado (o mesmo não se pode dizer do grego), é que é o mau da fita no processo sumaríssimo ao Pequeno. Este, coitado, não fez por mal, estão a querer fazer dele um sarrafeiro (palavras do próprio). E ainda põem os microfones na boca deste bronco descerebrado.

Eu relembro, o FC Porto podia ter magicado esta patranhice o ano passado. Os jogadores virem-se armar em vítimas e a dizer que não fizeram por mal. Como foi possível ter-nos escapado? Contudo, não sei bem se connosco resultaria, pois em 2004/2005 o próprio treinador do Estoril disse espontaneamente (e sem assédio, como no caso Galinhas-Targino) que Seitaridis não tinha agredido o seu jogador, a propósito de um sumaríssimo. Mas aí ninguém quis saber de presunções e intenções.

Numa coisa o Pequeno burgesso tem razão: "Acho que não vou ser castigado". Eu também não!

Viva a CD!

quinta-feira, outubro 20, 2005

Adeus...


Foste inspiração de algumas das minhas melhores piadas dos últimos anos.
Foste capaz de despertar em mim um sorriso quando a vida não me corria bem.
Foste uma luz de diferença no futebol português.

Foste inventor de conceitos futebolísticos completamente descontextualizados mas ainda assim com uma carga cómica que nem Fernando Rocha consegue imprimir com 5 palavrões.
Foste único.
Foste de vela.

Nunca te esqueceremos.

Até sempre Dias da Cunha.

Uma surpresa agradável

Foi sem dúvida uma noite surpreendente a que ontem vivemos, a começar pela radical alteração táctica e "revolução" no onze que Adriaanse apresentou, até ao resultado que, perdoem-me os mais acérrimos, foi para mim algo de extraordinário face à conjuntura que se vinha verificando.

Contudo, tenho de destacar aqui um jogador em particular: Marek Cech, o jovem eslovaco do qual não se ouviria falar não fossem pontuais chamadas à selecção Sub-21 da Eslováquia. Não vou dizer que foi extraordinário e que meteu Figo num bolso pois isso cabe aos que acharem que este Figo está em forma. Sobre o "actual" Figo tenho a minha opinião particular que já aqui manifestei.

Agora, achei particularmente interessante o sentido posicional do jovem Cech e o rigor defensivo que procurou impor na esquerda, atitude que contrasta com a de Peixoto, um jogador muito mais virado para o ataque e que, por vezes, deixa desguarnecidas as suas costas, "ajudando" a provocar os tais desiquilíbrios na defesa do F.C.Porto. Cech defendeu, de forma geral defendeu bem e ainda teve tempo para se internar em acções ofensivas, tendo culminado com um grande remate que quase deu golo perto do fim.

Esperemos que possa confirmar nos próximos jogos a qualidade que parece ter... A seguir com interesse, sem dúvida.

Imagem tirada do site oficial do F.C.Porto

Momento publicitário II

Para o alívio rápido da azia e má disposição

quarta-feira, outubro 19, 2005

FC Porto 2 - Internazionale 0













Factos:

- O FC Porto começou em 4-4-2. Ou seja, o impensável aconteceu mesmo e o FC Porto venceu o Inter para a Liga dos Campeões, o que é inédito e histórico.

- O FC Porto não teve hoje a posse de bola que o FCP de início de época costumava apresentar, não rematou tanto nem sequer teve um único pontapé de canto. Venceu o Inter para a Liga dos Campeões.

- O FC Porto voltou a jogar com um "Ministro" e venceu o Inter para a Liga dos Campeões.

- O FC Porto mostrou que esta equipa não é só "lirismos" e ingenuidades, sabe ser cínico e pragmático, sabe "jogar sem bola", e venceu o Inter para a Liga dos Campeões.

- O FC Porto volta a mostrar que é uma equipa em construção. Apesar de tudo, venceu o Inter para a Liga dos Campeões.

Não ficámos "a 6 minutos da fama" (chegámos lá), mas amanhã os nossos não serão "novos heróis".
Não quero saber de nada, o FC Porto venceu o Inter para a Liga dos Campeões.