domingo, outubro 29, 2006

Post em atraso (Por David Caetano)

Queria ter publicado este post antes do clássico mas foi impossível por falha na ligação à Internet. Sendo assim, porque acho que é um assunto pertinente, ele aqui fica à vossa apreciação:

Eu vou ao Estádio do Dragão

Numa declaração que, a fazer fé nos aplausos que desencadeou, foi pouco menos que bombástica, Luís Filipe Vieira anunciou que, não só ia estar presente no Estádio do Dragão mas, pasme-se, que ainda por cima se iria sentar no camarote presidencial. De imediato a povaça se ergueu aplaudindo a coragem que a afirmação deixava perceber.

Sinceramente fiquei espantado pelo aparato e pelo eco que este momento de propaganda popularucha desencadeou na comunicação social mas logo depois me lembrei de que estava em Portugal e a surpresa depressa deu lugar a um sentimento de monotonia.

LFV é ao fim e ao cabo, presidente do Benfica pelo que, ir assistir a um jogo da sua equipa, não poderá nunca ser uma prova de coragem mas tão somente uma obrigação que o seu cargo obriga a observar. Coragem era se o LFV dissesse que iria assistir ao jogo a partir de uma cadeira no topo Norte do Estádio! Aí até eu me levantava para o aplaudir.

Em segundo lugar, ele vai estar no camarote presidencial onde o seu lugar vai ser um dos mais confortáveis num raio de 1km ao redor do relvado, tratando-se de um lugar que lhe é atribuído pelos regulamentos da Liga pelo que, aproveitar os bilhetes grátis que lhe são atribuidos numa base quinzenal, não será nunca uma prova de coragem digna de registo.

Ele deverá estar grato é por não haver trâmites processuais prévios necessários para a obtenção desses lugares porque senão, à luz do que aconteceu com os bilhetes para os adeptos do seu clube, arriscava-se a ficar sem lugar graças à competência dos funcionários aos quais paga salário.

O mais desagradável da sua ida ao Dragão, para além do resultado do jogo espero eu, será ter de se sentar perto de Pinto da Costa mas mesmo assim não deixa de me causar estranheza. Acho que sentir-se indiposto só porque se vai sentar junto a alguém com alguma formação escolar (pelo menos maior que a 4ª classe), constitui a manifestação de um severo complexo de inferioridade. Não há necessidade disso e até, caso faça questão disso, depressa alguém lhe trará umas sandes de coirato regada com uns bons copos de tinto.

Finalmente, acho muito estranho um sócio do FCP precisar de afirmar publicamente que, uma ida ao Estádio do Dragão constitui uma prova de coragem. Que enorme contra-senso! Ainda por cima, isso coloca-o numa posição em que podia ter adquirido uns bilhetes a preço de sócio para alguns adeptos do clube no qual exerce funções...

Protagonista do Clássico

Os serviços editoriais do Zé do Boné lamentam a não publicação de uma fotografia com melhor acabamento mas é nossa convicção que há coisas que não justificam o trabalho.

sábado, outubro 28, 2006

FCPORTO-3 / Benfica-2








Lisandro (11m), Quaresma (20m), Bruno Moraes (90m)
Vitória sofrida, demasiado sofrida no Dragão, mas de inteira justiça, gostava era de perceber o porque do recuo das linhas e das falhas de posicionamento.
Nos primeiros 30m., só existiu uma equipa em campo, 11 jogadores em total sintonia com o público na ansia de uma vitória, a equipa inicial de J.Ferreira esteve muito forte e determinada chegando com alguma"facilidade" ao 2-0, tal era o vendaval ofensivo do FCP, com Lucho, Anderson e Quaresma a soltarem-se das marcações e a causarem o panico na area adversária, com Postiga e Lisandro muito batalhadores na frente, a segurarem bem a bola para permitir o avanço das linhas recuadas, principalmente a subida dos laterais (Fucile) que criavam desiquilibrios no meio campo adversário.
Mas com a lesão de Anderson, (é certo que o grego também cortou a bola, mas é falta e para amarelo), e com a entrada de Raul Meireles o FCP ficou com pouca pressão alta no meio-campo, pois Lucho não é Anderson, não embala a equipa para a frente com a facilidade que Anderson o faz, e assim o FCP encolheu-se em campo, para mim a opção lógica seria a entrada de Jorginho para a posição de nº10, tal como tinha feito em Alvalade na semana passada na 2ªParte, pois continuaria a pressionar alto e principalmente continuaria a ter mais posse de bola, e aqui está o ponto da questão, ter QUALIDADE de posse de bola, que é algo que este FCP ainda não conseguiu fazer (desde que Mourinho deixou o FCP, juntamente com os jogadores que sairam e hoje são considerados dos melhores do mundo).
Assim, no final da 1ªParte e inicio da 2ªparte o jogo ficou repartido e sem dono, mas (mérito lhe seja dado), Fernando Santos leu melhor o jogo e com a entrada de um médio (Nuno Assis) por um extremo (P.Jorge) e com alguma imaturidade dos jogadores do FCP, que não conseguiam arranjar soluções para terem a bola durante um maior periodo de tempo e com alguma objectividade, o FCP sofre o 1ºgolo (de canto!!!) e parte para um periodo de desnorte, que nem o banco resolveu.
Nesta fase estou convencido, que um Time-Out para J.Ferreira colocar nervo e os jogadores em SuSitio serviria para o resto da partida, mas sem isso viu-se um FCP sem estabilidade no terreno de jogo, prova disso é o lance do 2ºgolo, em que o FCP está em processo ofensivo com 6 jogadores, Cech perde a bola e é pelo lado dele que Nelson cruza para o empate, onde estavam as compenssações, dobras,...(nada)...
E a 10m. do fim, J.Ferreira fez o que qualquer treinador faria naquela situação, retirar um médio-defensivo (P.Assunção) por um avançado (Bruno Morais), que finalizou da melhor forma a única!!! hipotese que o FCP criou nos 10m. finais.
Se houve SORTE, sim, mas também mérito como o FCP chega aos 2-0, sem permitir nada ao benfica em 30m. E também vontade, crença por parte dos jogadores, que foram com tudo para cima do benfica na unica hipotese que existia, muito bem os jogadores nesse momento fulcral do jogo. Mas os outros periodos (de equilibrio) e (de desnorte), sem retirar luta, sofrimento e vontade, é preciso ter mais MATURIDADE no equilibrio do jogo, e não passar do MUITO BOM ao muito fraco no mesmo jogo, ainda precisa crescer muito esta equipa, mas valeu pela VITÓRIA e pelo jogo emocionante.
Helton - Soberbo em dois lances na 1ªParte, sempre muito calmo e sem culpas nos golos.
Fucile - Excelente a sua capacidade ofensiva, mas ainda fraco a defender, precisa evoluir nesse aspecto, (baixo para marcar um jogador muito forte no jogo aereo, mas havia poucas opções, e ele abordou mal o lance), compensou ao efectuar um lançamento lateral que mais parece um canto e que deu o 3-2.
Pepe - Muito bem nas antecipações e forte nas marcações, por pouco não cortava o lance do empate, (apenas um reparo aos 2 centrais, precisam definir melhor quem sai a um possivel remate de longe e quem fica a marcar o avançado).
Bruno Alves - Confesso que não sou especial admirador do jogador, mas nota-se evolução e confiança na forma como encara o jogo e os adversários, sendo que em lances aereos esteve irrepreensivel.
MareK Cech - parece-me que ainda não atingiu a bitola a que esteve no ano passado, não gostei que no lance do empate não tivesse soltado a bola como devia, vindo depois a perde-la e sem ninguem a compensar o lado esquerdo, deu origem ao 2-2.
P.Assunção - esteve bem na melhor fase do FCP, mas que esteve muito encostado aos centrais e perdido no meio-campo na pior fase, ainda não faz o que um "trinco" deve fazer em campo, pois ao se encostar muito aos centrais, obriga a que os seus colegas de sector também recuem muito.
Lucho - Bem como 2ºrecuperador e 2ºorganizador de jogo ao lado de Anderson, mas não é o jogador ideal para transportar a equipa para a frente quando esta precisa, mas um jogador deste nivel deve saber contemporizar melhor os periodos e tempos de jogo, deve ser ele o patrão em campo.
Anderson - 30m. muito bons, activo, dinamico, sempre a correr para a frente, infelizmente a lesão tirou-o do jogo o que contribuiu e muito para o nivel de jogo ofensivo do FCP ter baixado muito.
Raul Meireles - Entra muito bem em jogo, a aparecer no espaço do Anderson, a criar desiquilibrios, mas após o intervalo, retraiu-se muito, sem assumir o jogo, sem pressionar alto, e sem fazer a diferença num sector que o FCP tem de dominar melhor.
Ricardo Quaresma - Excelente no golo, palavras para que!!!, muito bem nos lances 1x1, quase sempre a sair bem ou a criar lances de perigo, mas ás vezes esquecia-se de apoiar Fucile na marcação a Leo, e este subia á vontade.
Tarik - J.Ferreira percebeu que precisava de alguém para cortar as investidas de Leo no lado direito e percebe-se a sua entrada em campo, mas no pior periodo do FCP não foi a solução.
Lisandro - Batalhador QB, dinamico, interventivo e um golo cheio de oportunidade, tentou fechar o flanco para o qual descaia, mas ás vezes o lateral já tinha fugido, mas gostei desta atitude.
Helder Postiga - Parece outro, a sério, parece outro, só uma palavra, EXCELENTE na atitude e na garra que põe em cada lance, na disponibilidade fisica que empresta ao jogo, na raça e vontade, não marcou, também não teve chances para isso (o 1ºgolo, metade é dele), mas as movimentações, o confronto fisico com os centrais, o querer ganhar, para mim, foi o jogador que melhor PERSONIFICOU em campo o espirito do que é ser portista, (e quando ele caiu de produção +- 75m., notou-se na equipa um decrescimo ainda maior de pressão, treinar para 90m. sempre em alta, é o que deve fazer, de resto, muito bem).
Bruno Morais - para mim, é um excelente jogador e se tiver sorte com as lesões, vai ser um caso sério ao serviço do FCP, excelente goloque ditou a vitória do FCP.
De J.Ferreira, apenas o senão de com a saida de Anderson e a entrada de Raul Meireles (para mim, Jorginho teria sido a escolha certa) ter auto-condicionado o FCP a encolher-se num jogo em que se jogasse sempre para a frente daria concerteza outro resultado e menos sofrimento aos que lotaram o Dragão e não só!!!
PPOOOOOOOOOORRTTOOOOOOOOOO!!!!!

sábado, outubro 14, 2006

Hoje há futebol!

F.C.Porto x Marítimo
ESTÁDIO DO DRAGÃO
Hoje as 19h15


Convocados:
Alan, Anderson, Bosingwa, Bruno Alves, Bruno Moraes, Cech, Diogo Valente, Hélder Postiga, Helton, Lisandro, Lucho González, Paulo Assunção, Pepe, Quaresma, Raul Meireles, Ricardo Costa, Vieirinha e Vítor Baía

Depois das duas derrotas, com o Arsenal e o Braga, o FCP tem hoje a oportunidade de provar que tudo não passou de um acidente de percurso. Para tal, terá de demonstrar ambição e querer, algo que não demonstrou nesses 2 jogos.

Se eu mandasse, a equipa inicial seria esta:

quinta-feira, outubro 12, 2006

Uma perda na blogosfera nacional


Até Sempre Daniela.
Um abraço solidário para os nossos camaradas do Futebol de Ataque.

terça-feira, outubro 03, 2006

Onde está a MISTICA???

O que falta aos actuais jogadores do FCP é a mentalidade ganhadora que os grandes jogadores do FCP tinham.
Exemplo: Esta é uma excelente equipa que reflecte a mistica do clube
Baía; João Pinto, Jorge Costa, Lima Pereira e Paulinho; André, Rodolfo e Deco; Jaime Magalhães, Gomes e Costa.
Treinador: Pedroto

Falta-lhes vontade de ganhar, VONTADE de lutar por cada bola como se disso dependesse a vitória. Eu pessoalmente, não me importo de ver o FCP perder, desde que o faça com a DIGNIDADE com que os jogadores que elevaram este FCP o faziam.
Mas custa-me muito ver o FCP desde há 5/6 anos a esta parte (excepção feita ao tempo de Mourinho) com cada vez menos espirito de luta, de raça, de entrega ao jogo, e com os jogadores, pasme-se, por vezes perdidos em campo, sem ninguem, dentro (CAPITÃO) ou fora (TREINADOR) que puxe por eles, que os faça correr.
Dizer que os jogadores são novos de idade e novos no clube não é mentira, então é agora que lhes devem começar a ensinar a MISTICA do verdadeiro PORTO, aquele que prefere "morrer" em campo a perder um jogo, ou a simplesmente ter medo de levar com uma bolada (saudades do Paulinho Santos).
Dito isto, o que espero é que os jogadores que defendem as cores do nosso Grandioso clube percebam que os adeptos, sócios ou simpatizantes não estão contentes com o seu desempenho.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Sp.Braga-2 / FCPORTO-1

Faltou ATITUDE, principalmente ATITUDE.
E falta obviamente um CAPITÃO nesta equipa, não adianta correr só depois de se estar a perder, é preciso alguém dar um berro na pasmaceira que é aquela equipa.
Assim é muito dificil, e vendo este jogo na sequência óbvia do jogo contra o Arsenal, percebe-se que a equipa já tem os movimentos de 4-3-3 adquiridos, mas não faz PRESSÃO nenhuma sobre a bola ou sobre o portador da bola, os extremos não marcam o seu lateral quando o mesmo sobe, aconteceu várias vezes com Quaresma, que parece que está ausente da equipa e só com a bola nos pés tenta fazer algo, (alguma coisa está mal).
Podia individualizar esta derrota por sectores, mas o que salta mais á vista é a capacidade de sofrer que esta equipa ainda não tem, de correr atrás da bola como se fosse o bem mais precioso á face da terra, porque bem visto o jogo, só com 2-1 contra é que o FCP correu mais, ou seja, andaram 60m. a ver como paravam as modas, sem pressão, sem VOZ DE COMANDO, com um Jesualdo que do banco não se levantava para mandar um berro, ou uma ordem que se visse.
De que adianta comentar os esquemas tacticos do FCP, 4-4-2 (até ao 0-1), depois 4-3-3 (até ao 1-2) e por fim 3-3-4 se os jogadores não merecem, (pela sua falta de atitude, de empenho, de raça, de querer, de vontade) um raciocinio coerente e lógico sobre o jogo.
Esta DERROTA não se explica só porque o Braga é uma boa equipa, nem por dois ou tres lances de golo falhados pelo FCP, ATITUDE!!!!!!!!!
Para o Futuro:
É preciso urgentemente treinar a PRESSÃO no campo, com os defesas a estarem mais juntos dos médios, mais subidos em campo, de forma a ter os blocos mais compactos.
É preciso algumas PRIMA DONAS correrem, lutarem, se querem ser mesmo grandes.
É preciso um Jesualdo mais interventivo, mais dinamico, mais qualquer coisa para os jogadores perceberem que se quer mesmo ganhar, não por palavras, mas por actos, por VONTADE e DETERMINAÇÃO.
15 dias com quase todos os jogadores para preparar um periodo muito complicado que ai vem.
Pessoalmente estou muito desapontado com este FCP, não pelos resultados, mas pela forma como ABORDA os jogos, de uma forma SUPERIOR, e na prática não o é, está visto.
Muito, mas mesmo muito a melhorar...