sexta-feira, agosto 28, 2009

Liga dos Campeões - Analisando os adversários II (actualizado)

Club Atlético de Madrid
análises: Chelsea, Atlético de Madrid, APOEL

Os "Colchoneros" cruzam-se pela segunda época consecutiva com o FCPorto, desta vez na Fase de Grupos, depois de na época passada terem sido eliminados pelos Dragões, após um empate 2-2 no Vicente Calderón e um outro empate 0-0 no Dragão onde, contudo, o FCPorto esteve mais perto da vitória e não fosse a sorte e... Helton, a eliminatória teria mesmo ficado sentenciada em Madrid.

O clube continua a sua travessia do deserto, vivendo à sombra dos colossos Real Madrid e Barcelona nas competições domésticas, mas com o sonho de um título que quebre o jejum de 13 anos sem qualquer conquista. O triunfo no prestigiado Teresa Herrera na presente época é por isso encarado pelos adeptos como o prenúncio de uma época mais positiva. Para já o feito de maior destaque foi mesmo a qualificação para a Fase de Grupos em detrimento do Panathinaikos, após ter vencido na Grécia por 3-2 e repetido a vitória em Espanha agora por 2-0, motivos mais que suficientes para a equipa estar confiante e moralizada.


Apesar deste jejum, o Atlético não pode ser subestimado pois tem no seu plantel jogadores que fazem parte da nata futebolística mundial, sendo acima de tudo uma equipa de "tracção à frente" com "Kun" Aguero, Simão Sabrosa e Diego Forlán como figuras principais. Em relação à época passada saíram Maniche, Coupet, Leo Franco, Seitaridis e Luis Garcia, tendo as contratações mais sonantes sido o guarda-redes Sergio Ansejo e defesa-central Juanito.

O treinador é pela segunda época consecutiva Abel Resino, histórico guarda-redes do clube que estabeleceu o recorde de imbatibilidade na Liga, mas que como treinador ainda não tem qualquer conquista relevante no currículo.

Por sectores

Baliza: Depois do fracasso de Grégory Coupet, internacional francês anteriormente titularíssimo do Lyon, e da saída de Leo Franco guarda-redes que tomou conta da baliza na maior parte da época, o Atlético contratou o jovem Sergio Ansejo ao Valladolid tendo sido até agora o titular nas partidas realizadas. Sendo um promissor guarda-redes, internacional nas camadas jovens dos sub-17 aos sub-21, poderá acusar alguma inexperiência a este nível.

Defesa: A defesa foi alterada em relação à época passada, período no qual foi sem dúvida o calcanhar de Aquiles desta equipa. A contratação do veterano Juanito ao Bétis inseriu-se na necessidade de trazer estabilidade a este sector. Infelizmente, Pernía, hispano-argentino titular no posto de defesa esquerdo, foi baixa de última hora ao sofrer um terrível acidente de viação. A defesa madrilista inclui ainda o internacional holandês polivalente Heitinga e o checo Ujfalusi. É pois uma defesa experiente mas um pouco "dura de rins" que o ataque do FCPorto vai defrontar e onde as "transições rápidas" de Jesualdo poderão fazer mossa... mais uma vez.

Meio Campo: O nosso bem conhecido Paulo Assunção é o trinco da equipa, sendo um precioso complemento da defesa aparecendo amiúde no ataque. Nas alas, Simão e Raul Garcia dão profundidade, sobretudo o português cujas diagonais são bem conhecidas, sendo também um especialista na marcação de livres. O médio ofensivo Maxi Rodriguez, experiente internacional argentino, é quem rege a dinâmica ofensiva da equipa. Este meio campo é extremamente elástico podendo passar de um 4-4-2 a um 4-3-3 sem qualquer problema, dada a versatilidade de Simão e Maxi Rodriguez. Há um ano, Meireles, Fernando, Rodriguez e Lucho foram superiores. Como será este ano?

Ataque: No ataque, duas figuras dispensam apresentações: Aguero e Forlan. Se o primeiro é um virtuoso, capaz de fazer a diferença pela sua enorme técnica individual (embora o epíteto de novo Maradona já se tenha esfumado e a única relação seja o facto de Aguero ser genro da lenda argentina) já Forlan é um finalizador nato. O uruguaio foi com 32 golos o "Pichichi" da ultima edição da Liga e contra o FCPorto mostrou o seu "veneno". Será preciso uma exibição ao nível da do ano passado para anular o ataque "colchonero" cuja principal fraqueza é a escassez de opções à altura. Se Maxi e Simão podem incorporar-se no ataque para constituir uma 3ª opção, já Sinama-Pongolle não tem o "killer instinct" que se esperava dele. A outra alternativa é Reyes, o ídolo da nação vermelha na época passada e que, tendo jurado amor eterno ao Benfica e prometido ficar para sempre na Luz, é este ano suplente em Madrid.


A eliminatória

O Atlético de Madrid tem a vantagem de receber o FCPorto na última jornada da fase de grupos o que, em caso de decisão, poderá ser determinante. O jogo no Dragão acontecerá à segunda jornada (30 de Setembro) jogo onde o FCPorto está obrigado a vencer para ganhar vantagem sobre os "Colchoneros", candidatos a par do FCPorto à segunda vaga no apuramento, assumindo que o Chelsea se conseguirá apurar sem grandes problemas.

Uma coisa é certa: ir disputar a qualificação no último jogo a Madrid pode ser fatal pelo que será fundamental levar a mesma já na bagagem.

Do histórico de confrontos entre as duas equipas sobressai uma ligeiríssima vantagem do Atlético de Madrid mas que, perante as exibições do FCPorto nos 2 confrontos da época passada, não significa absolutamente nada, uma vez que só por injustiça da sorte (pontaria, arbitragem, postes, Helton) os Dragões não venceram folgadamente em Madrid e depois no Dragão.


2008/2009 - Oitavos de Final
Atlético de Madrid 2 - 2 FCPorto (Lisandro 1-1 e 2-2)
FCPorto 0 - 0 Atlético de Madrid

1963/1964 - Taça das Cidades com Feira / Taça UEFA
Atlético de Madrid 2 - 1 FCPorto
FCPorto 0 - 0 Atlético de Madrid


Últimas :
(1/9/2009) Parece estar instalada alguma instabilidade entre os Colchoneros. Depois da pesada derrota por 3-0 contra o Málaga na jornada inaugural de La Liga, o médio Raúl Garcia lesionou-se ficando um mês fora dos relvados pelo que não deverá jogar no Dragão e o defesa holandês Heitinga transferiu-se para o Everton por uma verba de 7,5 milhões de euros. Sendo assim o posto de defesa-direito vai ser disputado por Perea e Valera. Duas baixas relevantes no Atlético de Madrid.


6 comentários:

Orgulhoazulebranco disse...

Se no ano passado tivessemos sido mais certinhos na finalização,o Atletico olharia para nós com outros olhos,agora.
Eles(adeptos) acham que o Porto está mais fraco por termos perdido L&L,vê-se mesmo que não conhecem o Porto =)

O ataque deles mete respeito?Sim,claro. E a nossa defesa?Ora ora,se tiverem concentrados não passa nada!

Os colchoneros reforçaram-se na defesa-tinha mesmo que ser-nós reforçamos os sectores todos,somos uma equipa com mais opções mas que,evidentemente,vai sentir dificuldades frente a uma equipa com "ganas de revencha" e sempre complicada de bater.
Mas eu confio na minha equipa,quando é a sério,eles costumam desiludir.Pelo menos,no que a atitude e empenho diz respeito.
Depois é que há aqueles...azares...


É verdade,e ainda sobre o Chelsea,o Bosingwa e o Drobga ainda tem que cumprir castigo,não é??Depois da meia-final com o Barça,não faltaram criticas ao árbitro e a UEFA puniu-os.Pelo menos estes dois,que me lembre.

dragao vila pouca disse...

Caetano, acho que vou enviar a tua análise sobre a equipa do Atlético para o Jesualdo.

Um abraço

Caetano disse...

OrgulhoAB (passo a tratar-te assim para simplificar, pode ser?), acho que desde o ano passado os colchoneros passaram a olhar o FCPorto de outra maneira e, mesmo tendo perdido Lucho e Lisandro, eles ainda se recordam das SCUTs em que o Hulk transformou as faixas laterais da sua defesa.

O FCPorto deste ano, como disseste e bem, apresenta maior diversidade de soluções podendo ter uma maior versatilidade táctica. E creio que em termos de alternativas o FCPorto está melhor servido que o Atlético.

Quanto ao castigo de Drogba e Bosingwa, bem lembrado! Tinha-me esquecido desse pormenor. Realmente não vão jogar em Londres e vão ser provavelmente substituídos por Shevchenko ou Kalou e Ivanovic, respectivamente.

Caetano disse...

Vila Pouca, faz isso :) Pode ser que arranje emprego no FCPorto e seria juntar o útil ao agradável :)

Orgulhoazulebranco disse...

OrgulhoAB,Orgulho...é como quiseres!

Eu só disse o que disse(sobre a maneira como nos olham)pelo que aquilo que vi num forum do Atletico.Houve um que disse mesmo "son Hulk,Cebola e nada mas" (!!)
Acredito que o treinador e jogadores pensem de forma diferente,claro.

Sobre as ausências,nada que torne o Chelsea mais fraco,vale muito pelo conjunto que tem.Mas sempre são duas peças perigosissímas a menos.
Hulk vs Bosingwa...um adversário bem à altura do nosso nº12.Mas esse duelo fica para mais tarde,até porque agora vem aí a Naval.


*ups,enganei-me no 1ºpost quando disse que em jogos a sério cosutmamos desiludir!É evidente que era precisamente o oposto que queria dizer.x)

Caetano disse...

OrgulhoAB, espanhóis serão sempre pessoas com o complexo de ver o mapa do seu país estragado por um rectângulo inestético. No ano passado não conheciam o Hulk nem o Cebola. Agora não conhecem o Falcao e o Varela. :) O FCPorto é tramado... sempre a arranjar armas secretas... ;)

Este fim-de-semana os Colchoneros levaram cá um correctivo... 3-0!

Quanto à correcção, eu tinha percebido :) Nem seria teu querer afirmar isso.