terça-feira, fevereiro 24, 2009

Atlético-2 / FCPORTO -2

Maxi Rodríguez 3', Forlán 45'+2; Lisandro 22'e 72'
Crónica de um jogo que podia ter sido ganho por goleada, bastava Helton não ter dado um frango, e Hulk e Lisandro terem marcado os golos que perderam (um cada) isolados á frente da baliza, podia ter sido 5-1, pois a arbitragem também anulou mal um golo ao Lisandro.

Jesualdo disse no fim que este tinha sido o melhor jogo do FCPORTO, espero que seja um pronúncio positivo para o que resta de época, a ver vamos, que recuperem bem para o Sporting, pois é outro jogo a doer.

Vim para este jogo sem grande perpectivas...Sempre acreditar, mas com Jesualdo os oitavos,...já se sabe.
Na 1ªparte, FCPORTO com 5 ocasiões de golo.
Rodriguez logo no inicio após uma jogada excelente de Hulk pela direita a cruzar para Rodriguez rematar contra o Guarda-redes.

Depois golo do Atlético por Maxi numa falha de marcação de Cissokho que deixa o seu homem sozinho.
De seguida o FCPORTO consegue acalmar o jogo que entrou muito eléctrico, e fruto desse ritmo mais baixo, e mais de acordo com o futebol jogado do FCP, os jogadores conseguem começar a fazer as transições rápidas e com Hulk em outra velocidade, conseguem primeiro empatar por Lisandro, a aproveitar muito bem uma recuperação de bola no meio-campo adversário.
E depois novamente Lisandro a rematar sozinho para defesa por instinto do guarda-redes, após jogada de Hulk.
Depois é Hulk que num contra-ataque após um canto do Atlético em que Meireles lê muito bem a jogada, mas Hulk depois de se isolar em velocidade e potência permite a defesa do guarda-redes.
Depois é novamante Hulk que pelo lado esquerdo ultrapassa o seu adversário e remata com muito perigo e ninguém consegue a emenda á frente da baliza.

E finalmente, quando se esperava que o jogo fosse empatado para o intervalo e apenas na 2ªvez que o Atlético remata na zona frontal á baliza, Helton dá um FRANGO, e pouco mais existe a dizer desse lance... (lembrou Chelsea).

O arbitro e o seu fiscal de linha invalidaram mal um golo ao Lisandro, num lance em que o FCP ainda estava a perder, e no seguimento de uma bola parada, onde Bruno Alves ganha no 2ºposte e coloca em Lisandro que marca e está em linha com o passe de Bruno Alves, mal invalidado.
Fiquei aborrecido depois da 1ªparte. Podia estar 2-4...

2ªparte com o FCPORTO com mais 2 ocasiões claras de golo...
1ºcanto, o FCP quase empata por Lisandro que de cabeça obriga o guarda-redes a uma boa defesa.
Aos 10m. da 2ªparte, Rodriguez recupera uma bola na esquerda e cruza rasteiro para um isolado Lisandro que falha escandalosamente, assim... é dificil.

Depois o FCP tentava mandar no jogo, mas já não existia tanta frescura nos jogadores, e foi numa jogada mais colectiva que o FCP consegue fazer chegar a bola até Cissokho que cruza muito bem pelo chão e Lisandro antecipa-se ao defesa e empata o jogo a dois com uma excelente jogada.
Depois o FCPORTO tácticamente continuou a jogar bem, mas pareceu faltar força a alguns jogadores, tal como Hulk, apenas Rodriguez continuava com um ritmo altissimo.

De negativo, a lesão de Fucille ainda no aquecimento, e depois de Sapunaru perto do final, o que obrigou a que entrasse Pedro Emanuel para defesa direito, mas a ter de se preocupar com Simão e Forlan, já não havia pernas e poderia ter existido algum dissabor por esse lado.

Resultado Final 2-2, foi pouco para tanto dominio, não fora os erros defensivos, porquê o foram de facto... e 4 golos falhados no ataque, teria ficado de certeza outro resultado.
Erros pontuais de jogadores que ditaram este empate, mas o FCPORTO foi grande em como soube jogar este jogo, e partimos em vantagem cá.

Destaques: Hulk na 1ªparte foi SUPER; Rodriguez na 2ªparte foi inesgotável; Lisandro marcou os 2 golos; Mas os centrais e os 3 do meio-campo foram tácticamente quase perfeitos.

Jogadores:

Helton, 2 boas defesas, no 1ºgolo sem hipotese de fazer melhor a mancha, no 2ºgolo deu Frango, e a este nível paga-se caro estas situações.

Sapunaru, não entrou bem na partida, talvez não estivesse á espera de jogar, e por isso terá entrado mal, melhorou com o decorrer da partida, mas nunca deu a segurança necessária aos colegas.

Rolando, muito bem nas antecipações sobre Forlan, esteve muito bem nos lances aéreos e no apoio ao Sapunaru e até nas dobras ao B.Alves.

Bruno Alves, excelente sobre Aguero, que secou, imperial nos lances aéreos também, e ajudou a serenar os animos de Cissokho, ele que foi o estandarte da defesa e que orientou muito bem nos aspectos defensivos, na frente, foi ele que ganhou a bola no lance do golo mal anulado ao Lisandro.

Cissokho, falhou no 1ºmomento defensivo do jogo, pois apenas olhou para a bola e não para o seu adversário directo que lhe ganhou as costas, serenou e cruzou a preceito para o 2-2- final de Lisandro.

Fernando, se fosse um duelo aos pontos, tinha ganho ao P.Assunção, esteve muito bem nos apoios defensivos aos laterais e cobriu muito bem a sua zona de acção, a melhorar o dominio de bola, pois por 2/3 vezes não deu seguimento ás jogadas por mau dominio de bola, e se melhorar o passe longo, será muito forte no seu posto.

Raul Meireles, jogando mais recuado no apoio directo ao Fernando e Cissokho, e ás vezes do lado direito no apoio ao Sapunaru, ou seja, foi o jogador que costuma ser, muito bem no apoio aos colegas e menos a aparecer na frente no apoio ofensivo, de realce o passe a rasgar a defesa do Atlético que permite isolar Hulk que depois falhou.

Lucho, um dos melhores jogos da época, descaido sobre a direita, apoiou bem o seu lateral, e conseguia aparecer no meio-campo para distribuir jogo pelos colegas da frente com passes muito bons para as desmarcações ofensivas, um dos seus melhores jogos da época.

Rodriguez, foi o 4ºhomem do meio-campo, pois ajudou muito o trio desse sector, seja a defender junto ao Cissokho, seja numa zona mais central, seja no aspecto ofensivo, onde teve alguns rasgos muito fortes, pois é um jogador que fisicamente aguentou até aos 90m., sempre em ritmo altissimo, azar só no primeiro lance de jogo, pois falhou um golo logo no 1ºminuto, e até tinha o Lisandro ao lado, logo a seguir ainda serviu magistralmente pela ala Lisandro que permite a defesa do GR.

Hulk, descaido sobre a direita, mas podendo percorrer toda a frente de ataque, sempre junto ás linhas, teve na 1ªparte 3/4 arrancadas de deixar qualquer defesa sem estofo, e sem saber o que fazer, pena que não tenha definido bem os passes ou os remates, pois em todas essas situações podia facilmente ter feito melhor o passe para golo certo, mas de salientar a sua força fisica, está enorme, e mostrou-se na Europa, será talvez a única vez que deixará de ser uma supresa. Também teve um lance em que se isola e permite a defesa, são lances em que precisa de continuar a trabalhar para melhorar, e de realçar que sempre que ele utilizava o corpo para ganhar as bolas, o arbitro apitava sempre contra ele.

Lisandro, marcou dois golos plenos de opurtunidade onde aproveitou bem os lances, 1º com um bom remate e alguma sorte, e no 2ºgolo a aparecer muito bem nas costas do lateral, ainda teve em mais 3 lances de golo, uma cabeçada logo no inicio da 2ªparte para defesa de GR, outra vez onde na pequena aréa remata de primeira, e na 2ªparte teve um lance em que outra concentração era exigivel, pois isolado por rodriguez levantou a alça em demasia e falhou escandalosamente, mesmo assim, 2 golos na Europa.

Do Banco, Pedro Emanuel sentiu dificuldades naturais a defesa direito, e ainda entraram Tomás Costa e Tarik para manterem o ritmo e ganharem moral.

Ou seja, um resultado final 2-2, deveria e poderia ter sido outro...

Mas agora cá, dentro de 15 dias é necessário fazer outro jogão como o de hoje, pois este Atlético, sendo permeável atrás, na frente e no meio-campo é recheado de grandes jogadores e nunca se sabe quando estes jogadores aparecem, e só uma altissima concentração defensiva de todos os jogadores permite a passagem do FCPORTO no Dragão aos 4ºfinal.

Agora é descansar bem os jogadores, pois Sabádo é outro jogo, também dificil frente a um adversário dificil.

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Sabe a muito pouco...

Num jogo em que fomos claramente superiores, dominamos e criamos as melhores oportunidades, fomos penalizados, porque por um lado, fomos perdulários, por outro, sofremos golos que já não se usam.
Em jogos a este nível, isso não pode acontecer e vamos ter de sofrer, quando já podiamos ter a eliminatória resolvida.
Mas tudo somado, gostei do F.C.Porto, que soube lutar conra todas as adversidades - Lesão de Fucile, golo madrugador, arbitragem má, frango de Helton, etc. - e honrar num país de grande futebol, o prestígio internacional dos Dragões.

Acredito que no nosso estádio, com o nosso apoio e entusiasmo, vamos chegar aos quartos-de-final.

Uma palavra para o forte apoio dos portistas em Madrid e para P.Assunção: falou muito, mas jogou pouco.

Um abraço

Sete_Luas disse...

Pela primeira vez em muito tempo, concordo com Jesualdo, foi, efectivamente, o melhor jogo do FCP dos últimos tempos. A primeira parte parecia um jogo de um campeonato internacional, o que é muito estranho para o FCP que temos visto em campo na presente época. Recuso a falar no PERÚ do Helton porque simplesmente não consigo compreendê-lo... prefiro falar nas boas intervenções no restante jogo e a dizer: "acontece aos melhores porque não haveria de acontecer ao Helton?!". Lisandro... dois golos, YAY! Postura em campo NAY!!!! Cada vez menos gosto de ver o Lisandro em campo... Talvez por causa de Rodriguez que agora me mostra o que é, EFECTIVAMENTE, ter amor à camisola, ou simplesmente porque o acho arrogante, prepotente, capaz do melhor mas a optar CADA VEZ MAIS pelo mais fácil. Marcou dois golos é um facto, dois golos em q tem todo o mérito por aproveitar os lances da forma q aproveitou. Falhou outros três quando a única coisa que necessitava ter tido era, como o amigo Wolverine mencionou, cabecinha e concentração... Não gosto da forma como este Lisandro prefere fazer-se à falta a seguir com a jogada que poderia ser muito mais proveitosa... O Lisandro que eu gostava de ver em campo, era derrubado e levantava-se para continuar um lance que achava ser mais proveitoso que um livre e não é isso que tenho visto. Pedro Emanuel: gostei d ver entrar o velho capitão mas... A DEFESA DIREITO?!?!? *inserir encolher de ombros aqui* ao menos não foi o Mariano... Lucho: Já tinha saudades de ver Lucho jogar a este nível, mto boa exibição, é limar mais umas arestas et voilá, tá no ponto. Rodriguez: Xiiii páaaa haja força física, a dada altura diz o sr. "entendido de futebol" e comentador da RTP1: "o Cebola Rodriguez revelou-se um fenómeno da natureza neste jogo, a 8 minutos do fim continua a jogar a um ritmo alucinante e podemos dizer com certeza que aguentava mais 90 minutos", ora o entendido é ele e, desta vez, concordo plenamente. Claro que na sequência deste comentário (e porque havia duas gajas numa mesa de gajos) a conversa divagou um bocadinho para outros campos fora das quatro linhas, mas mantendo a objectividade a nível FUTEBOLISTISCO, acho que CRez (pa n ser confundido com outro CR) o jogador mais completo do Porto no momento e a figura do jogo com os colchoneros. Do outro lado dois nomes: Forlan e Maniche. O primeiro pela qualidade de jogo, pelo persistência e por alguns lances de ataque BRILHANTES (podemos ter um destes no plantel no Natal?!?!). O segundo pelo respeito à equipa que tantas alegrias lhe deu. UFAAAAAAAAAAAA já chega. :D

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Quanto ao jogo de ontem, já todos entendemos que o resultado deveria ter sido outro, estando isolados e falhar em frente ao guarda-redes é lastimável (tal como não segurar um remate banal...), podendo mesmo ter quase assegurado a passagem aos quartos... Esperemos que na 2ª mão, e nos demais jogos, começam a acertar mais na baliza (e já agora, menos nos postes).

Mas o que realmente me incomoda, é a segunda vaga contra o Clube no que respeita ao Apito Final/UEFA.
Como é possível que o CD da liga mantenha o castigo ao Porto e a Pinto da Costa.
Dizem que as escutas nem sequer foram o "objecto" do castigo. Por exclusão, só pode ter sido o livro da sra. Carolina. O mesmo livro que serviu de base aos processos da sra. D. Maria José Morgado (lembro que o seu marido é parte interessada porque é funcionário do Benfica). O mesmo livro que já foi considerado por JUÍZES VERDADEIROS (e não por assistentes de faculdade) como contendo falsidades e não podendo constituir prova de crime.
Sendo assim, o que esperamos? O que faz o nosso Clube? Porquê a silêncio? O que podemos nós, adeptos, sócios, accionsitas fazer?
Vamos continuar a comer e calar?

Visconde disse...

Parabéns pelo grande jogo e pelo resultado que apesar do tudo não é mau. O Helton é que parece ter dado ouvidos ao Quique..

SL