sexta-feira, agosto 21, 2009

Venha a próxima Xistralhada de incompetência

Já por várias vezes Xistra se tem revelado como um árbitro incompetente, sem qualquer critério, e que, entre outras coisas, tem permitido nos jogos do FCPorto que apitou desde a época passada, uma verdadeira caça ao homem no que se refere a Hulk.

O FCPorto tomou aliás a iniciativa, perante mais uma Xistralhada das grandes, de divulgar um vídeo que mostra o que foi o jogo(?) contra o Guimarães na época passada onde, a determinada altura, Jesualdo teve de retirar Hulk do campo depois de ter sistematicamente sofrido entradas a matar por parte dos adversários, algumas das quais merecedoras de cartão vermelho. No entanto, provavelmente para se mostrar como árbitro tolerante (é pena é a inteligência dos espectadores não ter a mesma tolerância para tanta Xistralhada), não só não agiu à altura como, a determinada altura, só lhe faltou mesmo abraçar um jogador do Guimarães num ataque de riso.


O problema do Xistra nos jogos do FCPorto remonta a 2001/2002 quando, recém-chegado à primeira categoria, apitou um jogo nas Antas contra o Beira-Mar e expulsou 3 (três!) jogadores do FCPorto, número invulgar de expulsões até no Iraque. A imprensa em geral não se calou durante a semana que se seguiu a este jogo que o FCPorto perdeu por 2-3, elogiando a "coragem" do jovem árbitro. Curiosamente ninguém comentou a facilidade com que os amarelos saltavam do bolso do árbitro quando as faltas eram cometidas por jogadores do FCPorto, em contraste com o atrito que tomava conta do bolso do árbitro quando as faltas eram cometidas por jogadores aveirenses.

Xistra deve ter ficado então deslumbrado com isso e, desde então, corre atrás dessa glória antiga em todos os jogos do FCPorto que apita, procurando dessa forma ultrapassar a imagem de árbitro incompetente que construiu apesar de, incompreensivelmente (ou não), continuar na primeira categoria, e tentando voltar a ser o "jovem árbitro corajoso" como outrora foi conhecido. No entanto, não se consegue aperceber que, nesta altura, já não é nem jovem (os anos passam), nem árbitro (chegou a ser?) e nem corajoso (senão assumia que tinha mais jeito para estivador).

Incrivelmente, não há adepto que consiga conter um "Porra! É o Xistra! Estamos tramados!" quando sabe que este árbitro covilhanense foi escolhido para dirigir o encontro do seu clube, seja ele do Porto, Sporting, Benfica ou qualquer outro.

No Domingo lá saiu mais uma Xistralhada em que o árbitro compactuou com a agressividade pacense e não hesitou em expulsar Hulk quando a oportunidade se proporcionou (embora o jogador, como já referi, pudesse ter evitado isso se não fosse tão cabeça quente).

No entanto, o mais curioso é que Xistra ficou tão deslumbrado pela oportunidade que, perante a falta de Hulk, na qual o jogador até toca primeiro na bola numa tesourada desnecessária, aponta o pontapé de baliza enquanto corre para Hulk para lhe exibir o segundo amarelo e consequente vermelho. Portanto, mais uma bela Xistralhada do Factor-X como lhe chama o meu caro Dragão Vila Pouca.

Já era altura de o FCPorto considerar este árbitro como persona non grata no Estádio do Dragão e tomar posição junto da Liga de Clubes, embora com esta Liga, tudo se resuma a uma questão de princípio.

Recomendo a leitura deste artigo do Reflexão Portista, em que José Correia põe em evidência o rol das maiores Xistralhadas acontecidas recentemente.

foto: Record

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Caetano, oxalá o João, pode ser o João, Ferreira, que vai acompanhado de Pais António, o conhecido Ferrai Vermelho - lembras-te da final da Taça da Liga? - possa fazer uma boa arbitragem e que no final quem perder não tenha nada a reclamar do árbitro.

Um abraço

Caetano disse...

Se o Ferrari se despista é que temos um rico sarilho. Vamos ficar atentos... Quem achas que joga na frente? Para mim a escolha natural reside em Varela - Falcao - Mariano.

Abraço