sexta-feira, agosto 21, 2009

O Incrível Sr. 100 Milhões

A notícia do dia é sem dúvida a extensão do contrato de Givanildo "Hulk" por mais duas épocas, terminando agora em 2014, com consequente revisão salarial e aumento da cláusula de rescisão para o valor recorde de 100 milhões de euros. É óbvio que uma cláusula de rescisão nem sempre implica a garantia do seu encaixe, dependendo sempre uma transferência da vontade do jogador e dos clubes envolvidos. Veja-se por exemplo o caso de Karim Benzema que, com uma cláusula de 100 milhões no Lyon, se transferiu para Madrid por 35 milhões, ou ainda o caso de Ricardo Quaresma que com um valor de 40 milhões, saiu por um valor global de 25 milhões, se incluirmos o valor de Pelé (de quem eu esperava muito mais).

Isto garante no entanto um bom encaixe financeiro ao FCPorto que, embora detenha apenas 50% do passe do jogador, assegura uma margem de lucro bem confortável.

Isto acontece numa altura em que o jogador tem estado nas bocas do Mundo, tanto pelas suas exibições como pelos seus problemas disciplinares e se a transferência do jogador para outro clube fica deste modo limitada, é legítimo perguntar-se: Será que Hulk vale 100 milhões? A resposta: ainda não.

Givanildo, a.k.a. Hulk, tem actualmente 23 anos, estando ainda em plena fase de amadurecimento. Técnica e tacticamente cresceu muito desde que chegou ao FCPorto, deixando de lado aquela individualidade irritante que mostrou no início da época passada e terminando a temporada a jogar mais em prol do colectivo (para sossego de Lisandro Lopez que muitas vezes perdeu a paciência com o brasileiro).

Hulk tem no entanto ainda graves problemas em lidar com o estatuto de estrela e isso viu-se na eliminatória da Champions com o Man Utd na temporada passada quando, após ter sido colocado na montra europeia pelo que fez contra o Atlético Madrid (clube que só passou a ser forte depois de este ano ter derrotado o Benfica e com apenas uma semana de trabalho nas pernas), se eclipsou subitamente. É certo que o facto de ter sido exposto pela opinião pública como grande jogador fez com que se perdesse o efeito surpresa e os adversários o passassem a vigiar de perto mas isso não explica tudo.

Por outro lado, Hulk abordou a temporada actual com um espírito muito quezilento, por vezes digno de uma "Prima Donna", isto após ter sido considerado pela generalidade da imprensa como a estrela maior do FCPorto na era pós Lucho Gonzalez e Lisandro Lopez.

É certo que Hulk deve ser neste momento o jogador que mais pancada leva dos adversários em Portugal, o que, aliado ao facto de ver constantemente serem-lhe assinaladas faltas no ataque só porque os adversários, com metade do peso do brasileiro ,são projectados ao tentarem fazer ombro a ombro com o jogador, é suficiente para que o jogador perca a paciência. Logo ele que tem uma personalidade temperamental e explosiva.

O resto já se lhe conhece: o jogador reclama constantemente com os árbitros, atitude que de nada serve a não ser para que os árbitros criem uma imagem negativa do jogador. Por outro lado, ao fazer isto, o jogador expõe-se demasiado ao critério disciplinar da arbitragem acabando por ser admoestado e, como aconteceu no jogo contra o Paços, expulso com consequente prejuízo para o colectivo e isto apesar de Bruno Alves e Raul Meireles, esses sim figuras maiores do FCPorto, terem conversado várias vezes com o jogador no sentido de o acalmar.


Hulk tem ainda de crescer muito para deixar de ser um jogador talentoso com mau feitio e passar a ser um verdadeiro craque. Só lhe falta para já a mentalidade para isso e esse será o trabalho que Jesualdo terá agora pela frente.

Esta renovação de contrato é por outro lado o estabelecer de uma meta por parte da SAD e, mais do que uma avaliação do valor do jogador, trata-se sim de uma precaução tendo em vista o que o jogador pode vir a valer porque, mais uma vez repito, Hulk não vale 100 milhões de euros. Está sim definida a meta de responsabilização que o jogador terá agora de procurar atingir, deixando de lado a mentalidade de menino refilão para se tornar o verdadeiro craque da Liga Portuguesa.

Como disse Benítez a Fernando Torres, após a recente derrota do Liverpool às mãos do Tottenham, a melhor forma que um avançado tem de responder às faltas e às provocações é com golos mas isto também já lhe deve ter sido transmitido por Jesualdo Ferreira e deverá ser interiorizado pelo jogador nas próximas duas jornadas de descanso de que vai usufruir.



2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Grande Caetano!
Um post ao nível do Zé do Boné, que como sabemos era extraordinário!
Estou, como já deves ter reparado, em total sintonia contigo.

Um abraço

Caetano disse...

Obrigado camarada Vila Pouca. Creio no fundo, que isto deve ser a opinião da grande parte dos portistas.

Quanto ao Hulk, esperemos que aproveite para crescer mais uns milhões agora durante estas mini-férias.

Abraço