domingo, abril 19, 2009

Académica-0 / FCPORTO-3


Um FCP que vinha da eliminação da Champions pelo Manchester, que tinha perdido Lucho para o resto da temporada, e com isso, o Mariano foi chamado ao onze pelo Jesualdo. Não sendo aquela a sua melhor posição, julgo que rendeu mais quando foi para extremo, mas como era ao FCP que competia atacar desde inicio, talvez não tenha sido mal pensado pelo Jesualdo.

Um FCPORTO que teve dificuldades perante uma Académica que defendia com 11 sempre atrás da linha da bola, com isso, durante a 1ªparte, o FCP sofreu, pois não conseguia meter bolas entre as linhas defensivas da Académica e como Hulk estava sem espaço para explodir, apenas Rodriguez e Lisandro (mais batalhadores) apareciam na frente, pois até Mariano pareceu algo desastrado, com algumas más recepções.

Com isto e com Meireles também um pouco perdido no meio de tanto adversário, o FCPORTO optava quase sempre por fazer passar a bola dos centrais directamente para os extremos, o que não conduzia a grandes jogadas de perigo. E tirando o inicio do jogo onde o jogo foi mais rápido e onde havia espaços, o resto da 1ªparte parecia atacar contra um muro defensivo.

Com a 2ªparte veio um FCP mais dinamico e, com isso, conseguiu ganhar mais faltas perto da baliza contrária, e foi numa dessas faltas que o FCP através de Rolando após livre batido por Meireles que se adiantou no marcador.

De pronto a Académica tentou responder e foi na sequência de uma bola recuperada num ataque da Académica que Fernando lança Lisandro em jogada de contra-ataque. Este entra na área e é derrubado, e o mesmo Lisandro se encarrega de fazer o 2-0 de penalty e quase resolver o jogo.

Depois, o FCP geriu melhor a tentativa de reacção do adversário, e sem fazer um grande jogo, o FCP soube levar a vantagem e amplia-la já perto do final por Mariano.

Uma exibição QB perante um adversário dificil, e que até se encontrar a perder quase só defendeu.

Uma vitória justa e que deixa o FCP mais perto do Titulo, faltam 4 vitórias, agora é preparar bem a 2ªmão da Taça já na Quarta-feira.

FORÇA PORTO!!!!!

9 comentários:

Caetano disse...

Um FCPorto de duas caras que na primeira parte não teve soluções e que na 2ª parte surgiu transfigurado e soube impor-se. Acho que o resultado é excessivo para a Briosa, tendo em conta o rigor que apresentou na 1ª parte.

Desta vez o Olegário, estranhamente, até ajudou ao não assinalar um penalty (estúpido) cometido por Raul Meireles e, embora a bola até sobre para um jogador da Académica que, isolado, atirou ao lado, mantenho o que disse no penalty não assinalado contra o Benfica no Dragão: Lucho sofreu falta mas prosseguiu a jogada. Devia ter sido penalty numa situação e na outra.

Contudo a arbitragem também voltou a estar em foco ao assinalar indevidamente 2 foras-de-jogo ao FCPorto, isto em jogadas semelhantes à que deu o penalty marcado por Lisandro... Mais do mesmo portanto.

Contudo a justiça do resultado não está em causa, o FCPorto foi superior e soube expressar essa superioridade no marcador e nem Peskovic valeu desta vez à Briosa como o tinha feito frente ao Sporting e Benfica.

Embora tenha mantido a vantagem pontual de 4 pontos sobre o Sporting, o seu valor relativo é agora maior uma vez que há apenas 5 jogos em disputa e o FCPorto apenas precisará de mais 4 vitórias para conquistar finalmente o almejado tetra-campeonato!

Para já segue-se o Amadora na próxima quarta-feira onde o FCPorto deverá confirmar o bilhete para o Jamor e, no próximo Domingo às 19h15, o Vitória de Setúbal que hoje perdeu em casa com o 3º classificado.

dragao vila pouca disse...

Coimbra tem mais encanto, vestida de azul e branco.

Foi uma jornada maravilhosa, a recordar os velhos tempos, dos jogos à tarde, com os adeptos portistas a tomarem conta da auto-estrada...4000, disse Jesualdo?! Mais do dobro, seguramente, Sr. Professor, que deram muito colinho à equipa, mesmo na fase em que ela não esteve muito bem.
Ai esta paixão, que nos consome, mas que também nos dá tantas alegrias e tantas recompensas...
Na primeira-parte, o F.C.Porto foi lento, previsível, mexeu-se pouco e mesmo tendo o domínio do jogo, foi muita parra e pouca uva. Na segunda-parte, tudo foi diferente: entrando forte, com dois jogadores sempre bem colados às linhas - Mariano na direita e Hulk ou Rodríguez, na esquerda -, que serviam Lisandro no meio e beneficiando da melhoria notória de Fernando e Meireles, o FC.Porto partiu para uma exibição consistente, segura, de qualidae superior, em que dominou, marcou e controlou, nunca deixando a Académica por o pé em ramo verde, com excepção de um lance, em que Helton fez uma extraordinária defesa.

Era, por todas as razões, ditas e reditas - eliminação da C.League e lesão de Lucho -, a que se juntou a pressão suplementar da vitória do Sporting, no dia anterior, um jogo crucial para o Campeão. E o Campeão respondeu com classe, mostrou que sabe conviver com a pressão, que tem estôfo, venceu, convenceu e deu um passo de gigante, rumo ao grande objectivo da época, que é a conquista do Tetracampeonato.

É muito difícil parar esta comunhão, dirigentes, equipa, adeptos, que juntos, resistem a tudo e a todas as campanhas, sejam elas vindas de alguns porquitos da bola, sejam elas vindas dos chorões do costume. Ser do F.C.Porto é um estado de alma que não se explica. Só quem é do F.C.Porto é capaz de sentir o que é ser Dragão.

Fazer extrapolações, que se o árbitro marcasse penalti e ele fosse concretizado, o Porto, perdia, é um exercício próprio dos perdedores. Não estavamos nós a perder ao intervalo, em Guimarães e não demos a volta?

Um abraço

Caetano disse...

Amén, Dragão Vila Pouca! :)

Sete_Luas disse...

E que falta fez Lucho. Chamem-me implicativa mas Mariano não me satisfaz, nem tendo marcado o último golo... acho inadmissiveis e inexplicáveis algumas das perdas de bolas, alguns passes para ninguém e a trapalhice com que se faz tudo, principalmente o remate. Sim, foi um golo bonito e tudo menos trapalhão, mas acho que o mérito está todo no passe que já era meio golo. E falando em trapalhice, continuamos a premiar o vedetismo de Hulk? Gosto imenso da força física do menino, da capacidade de finta, mas fintar até não haver amanhã, galgar metros e metros de campo e passar a bola quando já não há angulo ou companheiro para mim não tem sentido.
Quanto ao penalty, já não digo nada. Era penalty sim, vendo o lance pela televisão, só um cego poderia dizer que não, mas para além de tudo o que já foi dito pelo Caetano não me parece que com uma vitória por 3-0 possam vir os arautos da desgraça do costume dizer que é assim que nós ganhamos o campeonato.
Uma palavra de apreço para Helton, sou a primeira a resmungar com as "meias-defesas" infantis dele, a primeira a tremer sempre que o moço não agarra a bola à primeira mas, gostei do que vi ontem, depois de ser atropelado pelo jogador da Académica e de estar afectado pelo lance teve a frieza de se levantar e salvar a bola na linha de baliza (sim, eu sei que foi assinalada a falta mas)gostei do que vi...

E pronto.. agora venha o Estrela e a final da Taça, venham as ultimas jornadas e, o troféu do campeonato desta vez entregue a tempo... de preferência.

GaCoMoSi disse...

Gostei da referência ao penálti não assinalado para a Académica e o terceiro golo em fora-do-jogo!

Não fosse o Caetano e um comum mortal leria este post com a certeza que o Porto tinha tido mais um jogo normal.

Saudações Leoninas (contra tudo e contra todos!)

Caetano disse...

Sete_Luas, como sugeriu o Vila Pouca no blog dele, o Hulk está a precisar do descanso do banco (deve acontecer já na Quarta-feira).

Quanto ao Mariano, o mal dele só pode ser psicológico. Ele tem técnica, é um facto, não tendo a velocidade de um extremo puro consegue dar velocidade ao ataque, é um facto mas... lá está... ficamos sempre a desejar que os lances positivos sejam mais decisivos que os lances negativos. Não deixa de ser curioso para um jogador que já vestiu a camisola da selecção argentina e do Inter de Milão (mas esta também o Quaresma que, curiosamente, também tem problemas mentais mas de outro âmbito). Aguardemos pelos próximos jogos.

Quem me está a surpreender é o Farias... Com os índices de confiança em alta, está a justificar aparecer mais vezes na equipa.

Caetano disse...

GaCoMoSi (raio de nome difícil de escrever para quem quer ser criterioso, pá!), é penalty, não há dúvida e ninguém sabe ao certo o que teria acontecido ao resultado se tivesse sido assinalado (e marcado, claro, que é outra variável importante).

Contudo, se foi decisivo ou não, não te sei responder. Deveria ter sido marcado e ponto final e se realmente o Olegário disse aquilo que disse ao Lito (terá dado lei da vantagem), então só confirma aquilo que já sabemos sobre ele: é incompetente, tal como o foi o Bruno Paixão no jogo do Sporting ao não validar o golo do Carriço mas sobre o Paixão estamos já conversados.

Quanto ao último golo, aqui dou o benefício da dúvida ao assistente, pela rapidez com que se desenrolou a jogada. O Hulk está mais atrás e quando a bola chega ao Farias este já estava em jogo pelo que o assistente não se terá apercebido da posição inicial do argentino. Mal esteve ele ao assinalar fora de jogo ao Lisandro, em lance idêntico ao que resultou no penalty para o FCPorto.

No entanto creio que não se pode contestar a vitória do FCPorto neste jogo pois apesar de não ter jogado ao seu melhor mostrou ser bem superior à Briosa.

Para o ano, lá estará novamente na Champions com o Sporting.

Sete_Luas disse...

Caetano: O Hulk, mais do que descanso, está a precisar de umas lições de humildade, mas isso é a opinião duma gaja que não tem a minima paciência para vedetismos. Quanto ao Mariano, estou há duas épocas a dar-lhe o benefício da dúvida, à espera que ele me mostre a garra Argentina que devia correr-lhe nas veias. (: :)

Caetano disse...

Garra, há... está é torta. :P O homem esforça-se, para já não é mau.