domingo, abril 26, 2009

FC Porto a três vitórias do tetra

(editado)

FC Porto vence hoje o Vitória de Setúbal por duas bolas a zero ficando a três vitórias de ser campeão da Liga Sagres e conseguir assim mais um Tetra para juntar ao seu palmarés, o primeiro TRI de Jesualdo Ferreira, o primeiro de um treinador português a ser campeão 3 vezes consecutivas ao serviço da mesma equipa.

Antes de falar sobe o sobre o jogo em si uma primeira palavra para a excelente casa presente nas bancadas do Dragão. Depois de duas derrotas consecutivas, uma no Dragão onde nunca tínhamos perdido com uma equipa inglesa e outra na Amadora que assegurou mesmo assim a presença na Taça de Portugal, a prova que o público do Dragão nunca abandonará o seu clube pois tem a certeza que sempre saberá dar a volta por cima!

No entanto o comportamento do público nem sempre é o mesmo, tal como qualquer um de nós quando está a ver o jogo em casa (quantas vezes empatamos ou perdemos esta época no Dragão?) está toda a gente com o coração nas mãos quando se joga em casa e a equipa não consegue jogar bem contra os adversários demasiado recuados, o que tem acontecido é a incapacidade da equipa reagir a esta situação. Penso que é ainda um problema a resolver!

Jesualdo Ferreira de certa forma surpreendeu dando a titularidade a Tomás Costa no lado direito da defesa, ocupando o lugar que Sapunaru vinha assumindo. Mas já mais esperadas foram as escolhas de Mariano e de Farias no onze, nos lugares habitualmente ocupados por Lucho e Hulk.

Depois de uma primeira parte sem golos e sem grandes lances de muito perigo, só no segundo tempo o FC Porto consegue então "quebrar" o gelo da barreira defensiva do Vitória. Com os dois golos marcados por Lisandro López ( já agora com acento), o FC Porto assegura assim a vantagem de 4 pontos sobre o segundo classificado. Com o passar dos minutos a equipa portista baixou o ritmo de jogo, o que permitiu naturalmente ao Setúbal estender-se um pouco mais no relvado do Dragão, permitindo assim ao FC Porto que devido à forte pressão que tinha vindo a fazer, o que acabou também por desgastar a equipa sadina, selar uma merecida vitória quando o público presente demonstrava já uma certa insatisfação.

Continuemos, rumo ao Tetra!

11 comentários:

dragao vila pouca disse...

Foi um jogo muito parecido com o de Coimbra: primeira-parte fraca e melhorias substanciais, na segunda, levam a vitória justa, com exibição pouco brilhante.
Mas, se nesta altura, sem dois dos jogadores mais influentes - Lucho e Hulk -, não é tempo para Ópera e sim tempo para ganhar, as exibições das primeiras-metades, não se podem repetir, sob pena de podermos sofrer dissabores, derivados de más entradas no jogo.

Lisandro na hora certa e no momento oportuno, assumiu-se e liderou a equipa para a vitória. São assim os grandes jogadores: aparecem nas alturas decisivas!

O jogo de Domingo, na Madeira, frente ao Marítimo, é a chave do título.

Um abraço

Miguel Lourenço Pereira disse...

Bem vindos ao Em Jogo,

A nova tertulia de discussão do futebol nacional e internacional com toque azul e branco.

Cumprimentos

www.emjogo.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

epa nao é o tetra de jesualdo..
o 1º campeonato deste ciclo foi ganho por co adriaanse..

mal comentado.. fraco post ainda para mais com informaçoes erradas..

:\

voltem a recuperar a qualidade a q nos habituaram..

p.s. nao é Lopes é LOPEZ!!!!

pclvarela disse...

Tens razão, mas é a errar que se aprende, só é pena fazeres isso em anonimato...

ps - em português é Lopes, não vejo problema em escrever o nome dele assim.

Sete_Luas disse...

Só me apraz dizer que a qualidade começaria por assumirmos as nossas opiniões e assinarmos por baixo. Era uma bela maneira de começar. ;)

Sete_Luas disse...

PCLVarela: E agora que já resmunguei com um, resmungo com outro (sou gaja, resmungar está-me no sangue :p) até certo ponto sou obrigada a concordar com o senhor anónimo, um nome é uma identidade, eu não gostaria que, vamos supor na inglaterra, me chamassem Joan porque é o inglês do meu nome, por essa ordem de ideias iamos começar a chamar Cristiano Rodrigues, Mariano Gonçalves e, por aí a diante... :)

pclvarela disse...

Sim, normalmente os nomes próprios não se traduzem, admito, mas penso que não há nada que nos proíba de o fazer.

Além disso, o "senhor anónimo" disse que era Lopez o que é igualmente errado porque é López ;)

Tem piada que o texto tinha também um erro ortográfico mas esse ninguém viu ou se viu não falou...

Quanto à qualidade eu já referi que as minhas opiniões por vezes podem ser estranhas para quem está apenas habituado a ler textos mais próximos da "clubite" do que os meus... E volto a dizer, se chamam a isso qualidade não contem comigo como editor. :)

ps - podes resmungar quando quiseres lol

bLuE bOy disse...

Michôm cumprida e mai'nada!

Inicio da tarde por Fânzeres, com as aventuras recambolescas do Lucho e do Estilhaço, mais logo, na primeira pessoa do singular do ainda "Lucho"... aguardem :D

Chegada ao Dragôm, conBersa puxa conBersa com a malta do costume, desta vez com o Zé Miguel (gand'Abraço Amigo), mas tb com o Dragão 66 que andava a faltar muito aos treinos... no resto, a malta do costume... fora o VilaPouca que não apareceu desta vez.

Quanto ao jogo propriamente dito, foi mais ou menos assim:

1. primeira parte lenta, mastigada e com poucas, muito poucas soluções;

2. segunda parte, com maior rapidez na circulação de bola e movimentações que deixavam a defesa contrária descompensada; e

3. o regresso de Lisandro, o Super Lisandro aos bons velhos tempos... em 5 minutos, cheque-mate na defensiva... de 5 centrais!

4. depois, gerir e relaxar bastante porque o tempo estava a andar demasiado pró meu gosto, e golos, nem vê-los... tudo acabou bem, por isso, que mais pedir?

Faltam 3 bitórias, 3 simples bitórias... desde que os calimeros não se "enterrem" até lá :D

ps - de primeira parte, pensava que já tinha bastado Coimbra... afinal, enganei-me... brinquem, brinquem, depois queixem-se!!!

Caetano disse...

Relativamente ao jogo:

O FCPorto entrou forte mas depois abrandou e correu um risco relativo ao expor-se às investidas do Setúbal, principalmente por intermédio de 2 jogadores ansiosos por mostrar serviço: Bruno Gama e Leandro Lima. Contudo, felizmente para o FCPorto, Carlos Cardoso decidiu defender o ponto cedo demais o que deu liberdade ao FCPorto para se adiantar mais no terreno e, inevitavelmente, alcançar uma vitória mais que merecida.

Gostei muito do desempenho de Farias (sem marcar, foi fundamental nos 2 golos), Meireles (um verdadeiro líder, um jogador que assume a mística do FCPorto) Fernando (para além da segurança defensiva, começa a dar verticalidade ao jogo do FCPorto. Fantástico jogador!)e Lisandro (parece ter renascido na adversidade da equipa, assumindo-se como figura de proa. Recuperou alegria de jogar e a garra que o caracteriza!).

Quanto a Tomás Costa, Jesualdo terá optado pelo seguro. Sapunaru apresentou algumas queixas ao longo da semana e Fucile ainda não estará ao seu melhor nível físico. Se durante a primeira parte Tomás Costa sofreu com as investidas de Bruno Gama e revelou a sua pouca cultura táctica na posição de defesa direito, na segunda parte, subiu mais no terreno e apareceu várias vezes a rematar.

Negativo: Zoro deveria ter sido expulso. Entradas duras que ficaram por admoestar, mão na bola para cortar lance de perigo... Só ficou em campo porque o sr árbitro foi amigo... amigo demais.

Caetano disse...

Relativamente à "troca de mimos":

É verdade que não simpatizo com o anonimato e não vejo qual é o problema em assinar os comentários e em assumir a nossa própria opinião.

Contudo, anonimato à parte, a crítica é necessária, seja ela positiva ou negativa e, sendo editores da blogosfera estaremos sempre expostos a ela. Desde que seja feita com correcção e respeito devemos saber aceitá-la.

Quanto ao que o anónimo apontou, creio que foi um reparo pertinente. Convém ter cuidado relativamente às informações que são colocadas.

Agradeço ao Varela pela publicação do artigo e pelas correcções que lhe fez à posteriori.

Agradeço ao anónimo os reparos que fez e o elogio implícito que esteve na génese dos mesmos.

pclvarela disse...

Obrigado Caetano!

Quanto ao jogo continuo com a opinião que o FC Porto deve a vitória ao facto de ter deixado o Setúbal "espalhar-se" mais no terreno de jogo, permitindo assim uma melhor penetração na defesa sadina.

Quanto à «troca de mimos» penso que acaba sempre por ter a sua utilidade, gera discussão (saudável) e isso pode trazer mais visitas ao site, e como todos sabemos, tráfego é sempre um ponto importante num site.

Obviamente que sempre aceitei e aceitarei críticas, desde o meu primeiro artigo deixei claro que a minha forma de escrever e de ver determinados assuntos pode não ser a que muita gente gostaria, mas no entanto sempre defenderei a minha razão assim como darei a razão, se for o caso, a quem a mereça.

Um grande abraço ao Administrador deste sitio!

Varela