quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Portugal sem estofo

Depois de ver 4 jogos particulares entre selecções...
Brasil-2/ Itália-0
França-0 /Argentina-2
Espanha-2 / Inglaterra-0
Portugal-1 /Finlândia-0
...Chego á conclusão que Portugal não tem neste momento pedalada, nem futebol colectivo para quase todas estas selecções... Talvez só mesmo a esta Finlândia... fraquita, fraquita...
...E Queiroz vai ter muito, mas muito trabalho pela frente para ir ao Mundial 2010...
...É que ao que parece os jogadores também estão pouco empenhados, e a julgar pelo que se viu hoje, qualquer dias é só estreantes, pois os outros...
De realçar as boas exibições dos centrais Rolando e B.Alves e do Trinco R.Meireles, outros nem calçaram e outros nem foram...

4 comentários:

Caetano disse...

Não sejas tão negativista em relação às exibições dos jogadores Wolverine!!! É certo que os 3 do FCPorto estiveram muito bem e Queiroz tirou partido do bom entrosamento existente entre os 2, embora Bruno Alves tenha arriscado muito ao cometer infracção na área que passou despercebida ao árbitro.

Gostei muito da exibição do Pepe que, a trinco, foi o responsável por na primeira parte Portugal ter jogado e pressionado no meio campo finlandês. Está em grande forma!

A Selecção parece é divorciada dos golos... Tanto craque, tanto remate, e eficácia quase zero! Gostei do Orlando (falhou 2 golos por nervosismo, próprio de um miudo que se estreia) e ainda do Danny que merece muito mais ser titular que o Nani, visto que este só tem olhos para a baliza.

Wolverine23 disse...

Eu também vi os muitos golos falhados...
Aquilo que não vi foi futebol bem jogado, e quando vi outros 3 jogos, onde existiu realmente bom futebol, está tudo dito.

dragao vila pouca disse...

Também não gostei muito e o Pepe é só correrias...ali é preciso alguém esclarecido que faça a equipa jogar e o jogador do Real, não é capaz disso.
O que eu acho é que o Queirós não confia nele para central - avança demasiado e desiquilibra a equipa - e está a experimentá-lo no meio-campo.
Temos também, o velho problema do ataque: Hugo Almeida não me convence e o rapazito do Braga está muito verde.
Gostei do Duda a lateral-esquerdo. Não o quisemos e fizemos bem mal, já que do lado esquerdo, pode fazer todos os lugares.

Um abraço

Caetano disse...

Sim em parte concordo contigo Dragão Vila Pouca, o Pepe realmente não tem rotinas de médio em termos de circulação e entrega de bola mas, com o seu pulmão, durante toda a primeira parte, Portugal foi capaz de ser extremamente pressionante no meio campo, embora isso tenha tido consequências no pouco esclarecimento do ataque luso já que a bola raramente circulou pelas alas.

Na segunda parte, com Meireles à semelhança daquilo que faz no FCPorto, a fazer passes em profundidade e com Maniche (embora menos interventivo do que deveria) a fazer circulação e basculação da posse de bola, os extremos foram mais vezes solicitados e aí sim, vieram à tona as evidentes limitações de Hugo Almeida que não pode ser 1ª opção de Portugal. Depois, lá está concordo, Orlando Sá ainda é muito verde mas foi capaz de aparecer mais que H. Almeida. Num esquema 4-4-2 creio que renderia mais.