sexta-feira, julho 31, 2009

Faleceu um dos melhores treinadores de sempre do FCPorto


Sir Robert William Robson, conhecido no mundo do futebol por Bobby Robson, faleceu hoje aos 76 anos, vencido finalmente pelo cancro com que se debatia há anos.

Bobby Robson celebrizou-se enquanto treinador ao serviço do Ipswich Town, equipa que orientou durante 13 anos (nesse período contratou 14 jogadores!) tendo conquistado uma Taça UEFA em 1981, para além de uma Taça de Inglaterra e de uma (já extinta) Taça Texaco. Em seguida tornou-se seleccionador inglês, permanecendo no cargo durante 8 anos, apurando-se consecutivamente para dois Mundiais, tendo comandado a selecção que perdeu contra a Argentina de Maradona com o infame golo com a mão em 1986

Depois de uma curta passagem de 2 anos pelo PSV, onde conquistou 2 campeonatos, foi contratado por Sousa Cintra para orientar o Sporting, sendo contudo despedido após uma eliminatória mal sucedida na Taça UEFA contra o Casino de Salzburgo. Esta decisão tomada pelo presidente não teve eco nos adeptos que acarinharam Robson na hora da despedida.

Pinto da Costa percebeu que esta era uma oportunidade de ouro de contratar um excelente técnico e avançou de imediato. O inglês foi para as Antas substituir o ultrapassado Tomislav Ivic e desde logo o futebol do FCPorto mudou do dia para a noite. Embora nessa época não tenha chegado a tempo de recuperar a desvantagem para o primeiro classificado, Robson conseguiu ainda assim conquistar a Taça de Portugal. Nas épocas seguintes, Bobby Robson fez do FCPorto uma máquina de ataque avassaladora, conquistando os 2 primeiros títulos do inédito penta, antes de sair para Barcelona onde conquistou a Taça do Rei e a Taça das Taças.


O FCPorto de Robson foi a, par do FCPorto de Mourinho, a melhor equipa que já vi jogar em Portugal. Cada jogo era uma promessa de muitos golos, muitos logo no primeiro minuto, com uma linha de ataque formada por nomes como Drulovic, Timofte, Domingos, Kostadinov e Rui Barros. Esta veia goleadora teve continuidade na Europa, ficando para a história a humilhação que o FCPorto impôs ao campeão alemão Werder Bremen por 5-0.


Técnico de excelência, dono de uma extrema educação, fair-play e dono ainda de um discurso entusiasta e encantador (com a sua inimitável pronúncia) Robson era um verdadeiro gentleman e sinto orgulho enquanto portista de tê-lo tido como treinador do FCPorto e de ter visto alguns dos melhores momentos de futebol do campeonato nacional.

Até sempre Sir Robson.

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Um Grande Senhor e o melhor treinador de campo que vi no F.C.Porto e eu vi muitos.

À família enlutada os sentidos pêsames.

Um abraço

Wolverine23 disse...

Numa altura em que o FCPORTO pode alcançar o seu segundo Penta na História, é bom de lembrar que foi ele que deu inicio ao 1ºPenta do FCPORTO.

Aquela sua forma de estar no banco, a forma ofensiva como colocava os jogadores em campo, ainda me lembro quando ouvia os relatos dos jogos pela rádio, e mal me descuidava, quando o ligava, já o FCP estava a ganhar, tal a maneira demolidora com que o FCP entrava em campo, sempre agressiva na busca do golo.

É esta caracteristica, entre muitas outras que eu me lembro do Sir Bobby Robson, um dos melhores, senão o melhor treinador que passou pelo FCPORTO.

Como se refere atrás, este HOMEM era um Senhor, e para nós, Portistas, que sabemos dar valor a gente que nos trata bem, será para sempre recordado por todos os portistas.

Que descanse em Paz...

E sinseramente acho que o FCPORTO lhe deveria prestar uma homenagem, mais que merecida.

Abraço Camarada

João Almeida disse...

Liga do Sábio
Este passatempo consiste em mandar bitaites acerca da nova época. Vais conseguir pontos e poderás sair vencedor!

Entra já no jogo e participa...

www.futebolodesportorei.blogspot.com

Visconde disse...

Um verdadeiro gentleman, um amante do desporto rei. O futebol ficou mais pobre...

RIP Mister

Jorge disse...

quase que me saía uma lágrima com a mensagem dele para o balneário quando estava doente. era um grande homem e um grande treinador. e deu-me a conhecer o Baroni, que dá tanto jeito para o blog :)
mais a sério, foi ele que me fez gostar ainda mais de futebol. grande Sir Bobby!!!