segunda-feira, julho 06, 2009

Cissokho: "A minha cabeça está no Porto"

Em entrevista ao L'Équipe, Aly Cissokho desmistifica o seu tão propalado problema dentário e traz à luz os verdadeiros motivos que levaram o Milan a abortar o negócio inicialmente acordado com o FCPorto. Dando provas de uma grande humildade e presença de espírito, Cissokho afirma estar à espera do que possa vir ainda a acontecer mas declara que fica feliz se continuar no FCPorto. Um depoimento à medida do jogador.


Cissokho, chegou a ser anunciado no Milan mas afinal vai retomar os treinos no Porto. Conte-nos o que se passou.

Houve um problema financeiro entre os dois presidentes e para encobrir o assunto, disseram que eu tinha um problema nos dentes, mas não é nada verdade. De certa forma isso atinge-me porque disseram coisas acerca que de mim que são falsas. Não é bom para a minha imagem.


Que problemas financeiros são esses? Os dirigentes milaneses perceberam que tinham pago demasiado pelos seus serviços (15M€)?

Não foi uma questão de preço. Foi mais relacionado com alguns bónus que o Porto iria provavelmente obter em função de algumas competições. O Milan queria anulá-los sob o pretexto deste problema dentário, mas o meu presidente assegurou-lhes que eu não tinha nada e que tinha jogado toda a época sem lesões. Hoje estou à espera de ver o que vai acontecer. Os dois clubes continuam a dialogar.


Em que momento foi informado (da situação do retrocesso)?

Na véspera da minha partida para férias... Fiquei surpreendido porque, quando fiz os exames médicos, não houve nenhum problema que fosse com a Liga Italiana ou com o clube. Disseram-me que podia ir descansado.


Não é demasiado duro ter de começar a época no Porto?

Não. A minha cabeça está no Porto. Vou fazer a pré-época e estou muito contente. Não esqueço que há um ano atrás estava ainda no Gueugnon. Poder jogar aqui e disputar a Liga dos Campeões é uma sorte. Tenho apenas 21 anos. Tenho todo o tempo do Mundo para progredir.


Durante as suas férias, falou-se do interesse do Inter e do Lyon. O que se passa realmente?

Não sei muito e prefiro não falar disso. Depois deste episódio prefiro ser prudente, é normal. O que é certo é que, aconteça o que acontecer, parta ou fique, serei vencedor. O "mercato" é ainda longo, depois se verá...


Entrevista por Emery TAISNE para o L'Équipe

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Sensato o rapaz. É assim mesmo!
Claro que não teve nada a ver com os dentes...

Caetano disse...

Isso já se sabia desde o momento em que o Galiani disse que havia um problema dentário que era resolúvel mas que podia causar lesões... Aprendeu com o Berlusconi, este.

Caetano disse...

Já viste a tendencia dos ultimos tempos do Zé do Boné divulgar algumas noticias que demoram cerca de 12 a 24h a chegar aos jornais on-line em Portugal? Ah pois é! :D