quarta-feira, maio 20, 2009

Última final da Taça UEFA

Realiza-se daqui a pouco mais de uma hora a 38ª e última final da Taça UEFA que já na próxima época irá dar lugar a uma competição em novo formato: a Liga Europa.

Frente a frente estarão o Shakhtar Donetsk e o Werder Bremen, numa final inédita que é ao mesmo tempo a oportunidade para ambos salvarem a época uma vez que na Ucrânia o Dinamo de Kiev é já virtual campeão (curiosamente foi eliminado pelo Shaktar nas meias finais da UEFA), já o Werder Bremen está actualmente a meio da tabela da Bundesliga sem hipóteses sequer de se qualificar para uma competição europeia.

A minha aposta vai para o Shakhtar, uma equipa mais rigorosa tacticamente, em detrimento do Werder Bremen, um conjunto extremamente irregular, capaz do melhor e do pior, e que ainda por cima está desfalcado da sua figura maior, o nosso conhecido Diego, tal como de Hugo Almeida que nos últimos jogos tem sido titular.



FCPorto x Celtic, uma das melhores finais de sempre (segundo a UEFA)

A UEFA, no seu site oficial, destaca hoje as 6 melhores finais da Taça UEFA, sendo uma delas a emocionante final de Sevilha que, em 2003, opôs o FCPorto ao Celtic de Glasgow e que, como 10 milhões de portugueses se recordam, terminou com o brilhante triunfo que pintou a Europa de azul e branco, graças aos golos de Derlei (2) e Alenitchev.

As outras finais em destaque são:

2001: Liverpool 5 x 4 Alavés, com vantagem do Liverpool 3-1 ao intervalo.

1997: Shalke 04 x Inter (final a duas mãos com 1-0 e 0-1), decidida na marcação de grandes penalidades com a vitória dos alemães por 4-1.

1998: Espanyol x Bayer Leverkusen (final a duas mãos com 3-0 e 0-3), também decidida na marcação de grande penalidades com a vitória dos alemães por 3-2.

1985: Real Madrid x Videoton ( final a duas mãos com o Real a ganhar fora por 3-0 e a sofrer uma derrota em Madrid por 1-0), na primeira época da Quinta del Buitre: Butragueño, Michel, Sanchis, Martin Vazquez e Pardeza.

1981: Ipswich Town x AZ Alkmaar (final a duas mãos com a vitória dos ingleses em casa por 3-0 e dos holandeses na 2ª mão por 4-2), tratou-se da primeira de duas vitórias consecutivas da equipa inglesa na prova treinada pelo nosso bem conhecido Bobby Robson.

2 comentários:

Wolverine23 disse...

Ah, grande Ninja, aqui era o verdadeiro, lol

E que grande jogo que foi, com o Celtic sempre a morder os calcanhares, só um grande Porto consegue vencer daquela forma.

Mas também, com aquela equipa do Porto, só se podia esperar a vitória.

Se pensarmos onde estão aqueles jogadores e por onde passaram desde essa data, percebemos porquê é que o FCP continua a ganhar, contratamos os melhores e damos-lhe uma injecção de vontade de ganhar e a competência do clube faz o resto :)

Caetano disse...

Há quase um ano eu já tinha dado destaque à valorização dos jogadores do FCPorto em relação à concorrência usando o nível dos clubes que procuram esses jogadores.

"Petit - Colónia"

"Quaresma - Inter, Bosingwa - Chelsea, Assunção - Atlético Madrid"

Palavras para quê?