segunda-feira, maio 04, 2009

Maritimo-0 / FCPORTO-3




Raul Meireles (3'), Rolando (64') e Tomás Costa (83')

FCPORTO a uma vitória do Tetra-Campeonato

Foi um FCPORTO pragmático que esteve na Madeira esta noite, sabendo que os adversários tinham empatado e perdido os seus jogos, e que Jesualdo não tinha nem Lucho, (Tomás Costa), nem Hulk (Mariano González).

Assim, Jesualdo esquematizou a sua equipa para um 4-3-3 habitual nos ultimos meses (mesmo em jogos de elevado nível jogou neste esquema) sempre com Rodriguez a saber fechar bem a ala esquerda, quando em perda de bola.

Neste jogo, o FCP e os seus jogadores entraram com tudo, sabendo que uma vitória os colocaria a 3 pontos do titulo. Assim, nos primeiros minutos, Bruno Alves remata ao poste e na sequência do lance, de canto, Raul Meireles remata forte e conta com a inépcia do Marcos, que se fez mal ao lance, marcando um golo que foi fruto da entrada forte que os jogadores do FCP tiveram neste inicio de jogo.

Assim e até à lesão do Raul Meireles aos 23m., foi o FCP que sem forçar muito, controlou o jogo. Depois da lesão do Meireles parece-me que o FCP, principalmente os três médios, recuaram em demasia, e com isso, o Maritimo cresceu no jogo, claro que já sem Lucho, perder Meireles, é algo que preocupa neste meio campo, e com isso a equipa ressentiu-se, até porque Guarin não entrou bem no jogo, pois é um jogador diferente.

Por outro lado, como a defesa recuou em demasia, o Maritimo criou 1 ou 2 lances de perigo neste periodo e coube ao FCP sofrer até ao intervalo, apesar de perto dos 45 m., numa boa jogada de Mariano a isolar Rodriguez que no entanto permitiu a defesa de Marcos.

Na 2ªparte, foi também o Maritimo que entrou melhor no jogo, com um FCP a defender muito atrás, e que por 2 vezes podia ter empatado, mas não o conseguiu fazer. Depois, num lance de falta onde Tomás Costa é tocado à entrada da area, da qual resultou um livre marcado por Rodriguez, Rolando desvia subtilmente a bola e faz o 2-0. Aí percebeu-se que o FCP além de lutar muito, também estava com um pouco de estrelinha de Campeão neste jogo.

Já perto do fim, apesar do Maritimo ainda ter rematado á trave, num lance onde Helton ainda toca na bola e faz uma defesa extraordinária, o FCP gizou bem um lance de contra-ataque, e Rodriguez desmarca bem Tomás Costa que faz o 3-0.

Com este resultado expressivo, num jogo dificil, pois nos Barreiros é sempre complicado de ganhar, e com 2 ausências já certas e ainda a perda de Meireles numa fase inicial doi jogo, foi um FCP que soube sofrer e acreditar que iria ganhar este jogo, para nos momentos certos marcar e ganhar de forma justa, ampliando assim a vantagem.

E podendo com esta vitória festejar já o titulo no próximo jogo no Dragão contra o Nacional.
E o Tetra tão perto... FORÇA PORTO...

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Não vi o jogo, vi apenas o Domingo Desportivo e como devem calcular, apesar do resumo alargado, não dá para fazer uma análise correcta, se bem pelo que o resumo mostrou, me pareceu ter havido um grandíssimo Mariano e um bom Porto...mesmo sem Hulk, Lucho e com Meireles a sair muito cedo do jogo, o que fez com que o meio-campo fosse composto, com excepção de Fernando, por jogadores com poucos jogos e poucas rotinas.

Já se sente um intenso cheiro a manjerico, prenúncio de S.João antecipado, o que tem sido quase uma constante, nestes 27 anos de presidência de Pinto da Costa.

Domingo, lá estaremos preparados para a festa, mesmo sabendo que o adversário é muito difícil e não vem disposto a servir de bombo da festa azul e branca. O F.C.Porto é quase a única coisa que resta, para que este Norte esquecido e maltratado, tenha algumas alegrias e possa esquecer, por momentos, o drama do desemprego, das falências e da crise, que para estes lados, ainda é pior.

Um abraço

Dragao e Tripeiro disse...

De um modo geral, acho que foi um bom jogo dos Dragoes, por isso portistas, preparem-se para mais uma noite de S.Joao, metam o champanhe no frigorifico, ensaiem as gargantas porque vai haver festa do Tetra nao tarda...

bLuE bOy disse...

Passado mais um fim-de-semana desportivo (igual a tantos outros), podem os “aziados” do costume continuar a debitar “fel” por todos os poros, trazendo à baila temas já gastos e mais que rompidos de arbitragens, de apitos, de envelopes e outros acessórios, mas jamais poderão contornar a mais óbvia e cruel das realidades, porque essa, por mais que lhes doa e custe a engolir (e acedito que deve custar mas de que maneira, ai não, que não!), coloca o FC Porto novamente na rota de mais um título, de mais um campeonato, de mais um TETRAcampeonato!!!

Se entre “nós”, e perante as recentes lesões de Lucho e Hulk para o que restava ainda da temporada, ambas consecutivas e numa fase crucial do campeonato em que muito estaria ainda por decidir, se instalou um leve sensação de dúvida quanto às soluções de banco para colmatar estas ausências de peso, o FC Porto, como em tantas e tantas outras, limitou-se a reagir à “campeão”, mesmo ainda ontem, tendo-se visto privado de Raul Meireles bem cedo no jogo, por lesão. Mesmo assim, e perante mais uma adversidade, não se limitou a ganhar, como ainda goleou, mostrando um “estofo” bem acima de qualquer um dos seus mais directos adversários.

Se há coisa que é unânime neste país de invejosos, ridículos e medíocres, é o facto do FC Porto ser de longe, o melhor e mais bem preparado clube em PORTOgal, onde todos, à excepção de nós próprios, é claro, têm sempre que encontrar “mil e uma desculpas", ou melhor dizendo, mentiras, por mais esfarrapadas que sejam (e são-no!), para se justificar perante os seus adeptos carneiros e seguidistas, o facto de não conseguirem ser melhores que nós, nem tão pouco sequer aproximar-se, quanto mais igualar. Vejam as capas da imprensa “desportiva” de hoje, e confirmem com os vossos próprios olhos a “azia” que por essas bandas impera, faz doutrina e demonstra a "filha-da-putice intelectual" que reina e grassa naquelas redações que se encontram assaltadas por tudo quando é afilhado de "manhosos", de "cartaxanas", de "delgados", de "farinhas" e outros que tais. [para todos vocês, cambada de FDP, apenas vos desejo uma coisa: que assim continuem por muitos e longos anos a assistir às nossas Bitórias, às nossas conquistas, às nossas glórias, ao nosso sucesso... porque a "lei da vida", essa, para nosso gáudio, na hora certa, haverá de fazer justiça pelas próprias mãos... nós? cá estaremos para assistir e festejar o "enterro" do morto!!]

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL disse...

http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Miguel Lourenço Pereira disse...

www.emjogo.blogs.sapo.pt