quinta-feira, outubro 23, 2008

Nuno & Helton. O caso que afinal não o era

Numa altura em que, a Sul sofreram mais uma estrondosa derrota no que ao processo Apito Dourado diz respeito (coitados!), havia rapidamente que criar uma manobra de diversão. Neste caso foi o Rascord quem assumiu essa tarefa.

Assim, mal se soube a convocatória para o jogo contra o Dínamo, o Record atirou logo para as bancas a notícias de uma suposta birra de Helton por ter sido preterido em favor de Nuno, prometendo desenvolvimentos nos próximos tempos:

"(...) Contactado ontem por Record, Marival apenas registou: “Não consegui falar com ele e apenas sei o que falei com familiares. O Helton ainda se ressente de uma contusão. Tem uma dor nas costas e ainda não se sente cem por cento seguro para jogar...”

É verdade que Helton desligou o seu telemóvel durante todo o dia e é também conhecida a sua relutância em ir para o banco de suplentes. Sabendo por antecipação que a opção técnica recairia em Nuno, a versão de que o brasileiro se terá recusado a aceitar a convocatória para ir para o banco acaba por ter fundamento.

De qualquer forma, é uma história para seguir nos próximos tempos, sendo que, enquanto isso, está tudo nas mãos de Nuno Espírito Santo para que a baliza dos dragões tenha um novo dono. "


Hoje porém, o cenário mudou "ligeiramente":

"(...)E foi possível ver Nuno a marcar golos a Helton e este a fazer o mesmo a Nuno. Na mudança de funções, a imagem que restou foi o cumprimento entre ambos e Helton sempre a confortar Nuno, com sinais, mesmo que vistos ao longe, de puro entendimento. Sinal também de que a luta é sã para um mesmo objectivo.

Não é por acaso que o guarda-redes português já afirmou mais do que uma vez que o grupo dos que integram a função específica da baliza é “uma família dentro da família”, ele que conhece melhor do que ninguém a responsabilidade de manter a intensidade na aplicação mesmo sem jogar."


Que tal prepararmo-nos para seguir os desenvolvimentos do trabalho diário dos 2 guarda-redes?

2 comentários:

Sete_Luas disse...

Ahahah e viva o rigor do jornalismo desportivo de "investigação", a isenção, o profissionalismo, a coerência!

Caetano disse...

Que se espera de um jornal com cronistas do calibre do Sr RUI Cartaxana? :P