sexta-feira, outubro 24, 2008

Convocatória FCPorto x Leixões

Em relação ao último jogo, de má memória para os adeptos portistas, Jesualdo apenas efectuou uma alteração na lista de convocados, com a saída de Tarik e a entrada de Candeias. Helton continua o seu "retiro sabático" não tendo sido convocado.


Guarda-redes: Nuno e Ventura.


Defesas: Sapunaru, Bruno Alves, Pedro Emanuel, Rolando e Lino.


Médios: Fernando, Guarín, Raul Meireles, Lucho e Tomás Costa.


Avançados: Rodriguez, Farias, Hulk, Lisandro, Mariano Gonzalez e Candeias


Não se compreende o porquê da saída de Tarik e da manutenção de Mariano uma vez que é importante dar ritmo de jogo a Tarik para os compromissos que se avizinham. Trata-se de um elemento com experiência, um jogador que é nesta altura fundamental até por aquilo que consegue render quando está em forma. Por outro lado também não se compreende o porquê de deixar Pelé de fora e de manter Guarín, quando o primeiro deu boas indicações quer na Intercalar quer no jogo da Taça e Guarín, nitidamente, não é uma opção prioritária.


Esse é um dos problemas de Jesualdo, esta tendência de convocar sempre os mesmos jogadores para ficarem no banco e deixar sistematicamente os outros jogadores de fora. Como é que se transmite ao plantel que todos contam? Haverá algum mal em, pelo menos, alternar os jogadores que ficam no banco? Não seria benéfico para a equipa os jogadores sentirem que poderiam jogar a qualquer momento e com isso sentirem-se motivados para trabalhar? Perguntas para já sem resposta...

A minha equipa para amanhã:


Tratando-se de um jogo em casa, poderia ser uma excelente oportunidade para dar uma oportunidade a Candeias que tem feito por merecê-la. Assim alarga-se a frente de ataque (algo que com Mariano não se consegue) e criam-se espaços na defesa leixonense que se prevê bem cerrada, ao mesmo tempo que se equilibra a equipa em termos de profundidade de ataque já que, na esquerda, estarão Rodriguez e Lino, este um elemento de vocação mais ofensiva que Sapunaru.

No entanto, o mais certo é Jesualdo manter a aposta em Mariano e obrigar assim Lisandro ao habitual desgaste a que tem sido sujeito, forçado que está a procurar espaços vazios quer nas alas, quer recuando no terreno.

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Eu compreendo a opção de deixar de fora Tarik.
O marroquino esteve muito tempo parado e de repente, fez dois jogos e meio e isso pode trazer complicações de ordem fisíca - roturas muscculares - e o Tarik é fundamental, não para o Leixões, mas para Kiev e Alvalade.
Também acho que o Pélé deve ter mais oportunidades.
Um abraço

Fado Alexandrino disse...

Era melhor terem jogado com dez defesas uma vez que o árbitro fez o que pode.
Dava para o 2-0.

Caetano disse...

Talvez, até porque este não era o árbitro do Rio Ave x FCPorto. Obrigado pelo comentário.