quarta-feira, março 31, 2010

Audiências:
Pinto da Costa cilindrou Luís Filipe Vieira


Já são conhecidos os números das audiências das entrevistas simultâneas de ontem a Pinto da Costa e a Luís Filipe Vieira que, descobriu-se ontem, não é cego nem analfabeto.

Assim, a entrevista de Pinto da Costa obteve uma média de 1.207.000 espectadores, com uma audiência de 33%, contra os 743.000 de Luís Filipe Vieira, com uma audiência de 19%.

Pelos números e sabendo da proporção de adeptos que da Luz gostam de apregoar (há mais benfiquistas em Portugal que habitantes), facilmente se conclui que os adeptos encarnados preferiram seguir a entrevista de Pinto da Costa em detrimento da entrevista ao seu próprio presidente.



6 comentários:

Hintze disse...

Os lampiões dão mais depressa ouvidos ao PC do que ao orelhas. Iste facto diz muito...

Caetano disse...

Olha que se o LFV lê isto...! (sim porque ele agora ou é cego ou é analfabeto e por isso já consegue ler).

dragao vila pouca disse...

Caetano, os benfiquistas têm vergonha do Vieira...

Um abraço

Caetano disse...

Eu bem que desconfiava! ;)

Grande abraço!

Anónimo disse...

Os benfiquistas preferiram ouvir o PC para ver como ele justificava a má época da equipa.
è sempre preferível ouvir um cómico embora o LFV tenha sabido meter umas farpas boas...Hulk nunca ganhou ao Benfica e é o jogador com mais bolas perdidas mesmo estando 12 jogos sem jogar.

Caetano disse...

Caro leitor anónimo

"è sempre preferível ouvir um cómico embora o LFV tenha sabido meter umas farpas boas" retiro portanto daí que, apesar de ser um cómico, soube meter farpas, é isso?

Sobre a lógica dessa argumentação acerca do Hulk, isso quer dizer então que:

1 - Se o FCPorto quiser ter hipóteses de ganhar ao Benfica, o hulk nunca poderá jogar, caso contrário a derrota é certa.

2 - Todos os jogos em que o Hulk esteve suspenso foram contra o Benfica.

3 - Se tomarmos o último jogo do FCPorto como exemplo, as perdas de bola do Hulk foram tantas que, à luz disso, o golo e as 2 assistências são pormenores irrelevantes.

Sim, realmente faz sentido. Só faltou acrescentar que na última derrota que o Hulk provocou contra o Benfica, o golo que deu a vitória à equipa da casa foi precedido de fora-de-jogo.