segunda-feira, março 22, 2010

Taça do Hermínio: Benfica 3 x 0 FCPorto

Mal Nuno sofreu aquele golo logo no início da partida percebi que o jogo estava decidido. É difícil acreditar que foi esta equipa que venceu o Sporting por 5-2, o Arsenal por 2-1 e o Braga por 5-1. O mês de Março revelou-se particularmente amargo e deixou a nu a instabilidade emocional e a crise de liderança que neste momento afecta o balneário do FCPorto. Nitidamente Jesualdo perdeu o controlo da equipa e quem dentro de campo deveria dar o exemplo é o expoente da desorientação. Haverá ainda Taça para "este" FCPorto?

O jogo de ontem foi paradigmático. Sabia-se de antemão que o FCPorto teria de alterar os seus processos com a lesão de Varela e o ataque reduzido a Rodriguez e Falcao, isto apesar do regresso oportuno de Fernando que, ainda assim. foi dos melhores. No entanto, também tinha para mim que o FCPorto só poderia discutir o jogo se não sofresse um golo primeiro. Infelizmente, logo aos 10 minutos, de forma incompreensível para um guarda-redes com a sua experiência, Nuno resolveu oferecer um golo ao Benfica e, a partir daí, deixei de acreditar que houvesse estaleca mental para a reviravolta.

Apesar disso, o brio dos jogadores ainda veio ao de cima mas, ironicamente, exceptuando o remate de Rodriguez antes do golo do Benfica, as ocasiões de golo mais flagrantes do FCPorto saíram de um tiraço do meio da rua de Kardec (que grande golo seria!) e de um desvio de Coentrão que obrigou Quim a esticar-se mais do que podia. Depois surgiu o segundo golo do Benfica e... ponto final!

Mais uma vez cansou e deu pena ver Falcao sempre voluntarioso e isolado na frente. Que jogador! Corre quilómetros, sofre faltas, não reclama, tem sempre olhos na bola. Rodriguez a espaços também tentou remar contra a maré mas, mais uma vez, lesionou-se e terminou em inferioridade física. Uma época para esquecer do uruguaio, nitidamente sem sorte.

Na segunda parte, não houve esboço de reacção por parte do FCPorto e menos poderia haver com a troca de Micael por Valeri, deixando Belluschi, que não acertava uma, em campo. Valeri não trouxe absolutamente nada ao jogo e o Benfica dominou a seu bel prazer.

O 3º golo surgiu já fora de contexto, quando toda a gente já esperava o apito final. Acaba por ser uma vitória sem discussão por parte do Benfica e mais uma etapa na "via dolorosa" do FCPorto que, inexplicavelmente, em cerca de 3 semanas, passou de 80 para 8. Claramente, chegou ao fim o consulado de Jesualdo e chegou a hora de "arrumar a casa" pela SAD. Há que preparar a próxima época com pés e cabeça e depurar o plantel de alguns erros de casting que por lá moram.

Falando em Jesualdo, pelas declarações dele no final do jogo fiquei com uma dúvida: terei visto o mesmo jogo que ele?


Notas soltas

Bruno Alves é um dos melhores centrais portugueses e tem potencial para se tornar um dos melhores do Mundo mas... precisa de cabeça. O espectáculo que ontem proporcionou foi lamentável e revelador de um alto descontrolo emocional. De um capitão espera-se mais, muito mais e nunca aquilo que ontem aconteceu. Ontem pareceu-me ver voltar um "velho" Bruno Alves que foi encostado por Adriaanse.

Por falar em espectáculo deplorável, também as cenas que aconteceram envolvendo os adeptos do FCPorto não se justificam. O péssimo dispositivo de segurança não explica tudo. Se foi um esforço louvável atravessar o país duas vezes no espaço de horas, a pintura ficou mais que borrada naquilo que depois aconteceu.

Venha o Rio Ave e lave-se a honra, se faz favor.

5 comentários:

Sete_Luas disse...

É nestas alturas que eu detesto ter razão quando digo que só não acerto nos números do euromilhões. Antes de sair de casa disse à minha mãe que não precisava de fazer jantar para o meu pai porque ele ia ficar satisfeito com os três secos que o Benfica ia dar ao Porto... Gostava de, pelo menos, ter errado no número e termos saído do Algarve com uma derrota menos pesada. Chamem-me o que quiserem mas a minha fé de sair do Algarve com o caneco da carSLBerg era irrisória, não com este Porto, não com este treinador, não com esta falta de ânimo e de brio... E é isto que me choca, é a falta de brio!!!!!! Não vou comentar o jogo, não vou comentar a ANORMALIDADE do comportamento de alguns jogadores e adeptos, o mau perder e o anti-desportivismo, não vou comentar a "twilight-zone" em que vive o Prof. Jesualdo onde o Porto fez um jogo "equilibrado", não vou comentar o PERÚ de Nuno, não vou comentar Falcão (mas vou inserir a devida vénia virtual), não vou comentar a má sorte de Rodriguez aguçada pela burrice de um treinador de manter um jogador em campo naquelas condições correndo o risco de agravar a lesão ao infinito (engraçado que qd estava em boas condições fisicas e era preciso meter o seu doce MAriano em jogo era o primeiro a sair); não vou comentar........... Oxalá que eu me engane mas, este Porto contra o Rio Ave.... :x
E venha a próxima época...

Caetano disse...

Sinceramente, eu se fosse o Jesualdo, ia buscar um ou outro miúdo e lançava-os. O jeito que não daria agora ter um Candeias ou um Vieirinha...

Sete_Luas disse...

Para isso era preciso que o Jesualdo usasse a cabeça para mais do que pendurar os cabelos... ah, espera, nem para isso ele a usa....

Caetano disse...

Xiii que mazinha! :) Mas voltando ao caso dos miúdos, penso que o Sérgio Oliveira, por exemplo, seria nesta altura mais útil que o Valeri. Já nem falo do Guarín.

Sete_Luas disse...

Não fales mesmo... e eu tinha tão boas expectativas para o Guarin...