terça-feira, outubro 27, 2009

Não há disponibilidade mental para jogos destes

Pedindo desculpa pela ausência, recentes novas obrigações profissionais e uma drástica redução de tempo disponível a isso obrigam, cá estamos de novo para exprimir na blogosfera o nosso ponto de vista sobre a actualidade desportiva.

O FCPorto conseguiu no domingo uma importante vitória frente à Académica por 3-2 mas com uma exibição que deixou muito a desejar, especialmente na primeira parte onde a Briosa mostrou que vinha com a lição bem estudada. Mas o grande problema para o FCPorto não foram questões de ordem táctica (embora também as tenha havido) mas fundamentalmente uma questão de ATITUDE por parte dos jogadores.

Jesualdo, já se sabe, não consegue motivar os jogadores de forma a tirar tudo o que poderia tirar deles, preferindo uma táctica de resguardo onde as linhas se retraem em situação sem posse de bola, esperando recuperá-la para lançar um contra-ataque. Aqui começaram os problemas com a Académica a defender e a jogar fundamentalmente atrás, trocando bem a bola sem se aventurar no ataque. Como recuperar então a bola para lançar o contra-ataque?

Por outro lado, quando o FCPorto tinha a bola, a Académica fechava as suas linhas não dando espaços ao FCPorto que, nestas situações, privilegia a troca de bola atrás para depois, através dos centrais ou dos médios mais recuados, fazer passes em profundidade para os dianteiros. Ora, sem espaços, com marcação apertada (3 homens a caírem em Hulk) e sem vontade nem concentração, os avançados do FCPorto eram presa fácil para os jogadores da Briosa.

A lesão prematura de Fucile veio ainda criar outro problema ao deixar uma das alas coxas de um precioso elemento, capaz de dar largura e profundidade ao jogo do FCPorto. A onda de lesões que assolam o plantel (Varela, Belluschi, Valeri...) também retirou à equipa jogadores importantes nos desequilíbrios na frente, especialmente Belluschi que deixou o FCPorto sem capacidade de romper no último terço do terreno.

Contudo, volto a referi-lo, há um sério problema de atitude nos jogadores do FCPorto. Um remate apenas na primeira parte? Sem comentários...

Na segunda parte pouco se alterou até que finalmente Jesualdo decidiu mexer na equipa retirando Rodriguez, que até estava a ser um dos menos maus e ficou irritado com a substituição, fazendo entrar Farías e deixando em campo Mariano. Uma substituição que na altura pareceu despropositada mas que, como se constatou, viria a ser um tiro em cheio. Se num primeiro lance Mariano fez o estádio inteiro perder a paciência ao fintar 3 adversários e ao centrar para a VCI, seria Mariano a dinamizar o jogo e a obter o primeiro golo da partida ao cabecear do limite da grande área para a baliza com Farías (em posição completamente legal) a contribuir para enganar Rui Nereu.

Se se pensava que este golo era finalmente o mote para soltar o FCPorto para uma exibição mais confiante, o 2º golo de Farías veio confirmar isso. Mariano insistiu pela direita e cruzou para a falha do defesa da Académica, deixando a bola à mercê de Farías (outra vez perfeitamente em jogo apesar dos protestos) que não perdoou e aumentando o score.

Depois... golo da Académica e um estádio inteiro novamente em sobressalto como acontece sempre que o FCPorto joga em casa e não consegue "matar" definitivamente o adversário vivendo permanentemente com a incerteza do resultado.

Valeu que se escreveu direito por linhas tortas e novamente Farías a passe de Guarín (porque não jogou de início?) a fazer o 3º golo. O argentino estava contudo em fora-de-jogo pelo que o golo deveria ter sido anulado. Não foi mas, já em cima do final, a Académica chegaria ao 3-2 também num lance ilegal com Sougou a dominar a bola com o braço depois de rodar e deixar Rolando fora do lance (inadmissível!).

Salvou-se a conquista dos 3 pontos mas ficou mais uma vez patente a imagem de uma equipa inconstante e incapaz de fazer exibições convincentes que, fruto da postura em campo e do mau momento de forma de algumas unidades nucleares, não consegue manter a empatia do público, permanentemente com os nervos em franja. Essa instabilidade transmite-se depois aos próprios jogadores contribuindo ainda mais para estas pálidas exibições.

Não admira pois verem-se jogadores irritados, quezilentos a reclamar uns com os outros e a terem atitudes como a que Bruno Alves teve com Tiero, num lance que lhe poderia ter valido a expulsão. Expulsão que aliás foi poupada também a Berger depois de uma entrada "a matar" em Hulk que o árbitro nem assinalou, sendo que o defesa da Académica viria mais tarde a ver o 2º amarelo.

Sr. Jesualdo, isto vai durar até quando? Se como diz, tem percepção que Sapunaru está sem disponibilidade mental para o jogo, será que não consegue perceber o óbvio: os adeptos do FCPorto já não têm disponibilidade mental para exibições paupérrimas destas!

21 comentários:

o lado do futebol disse...

Quem vai ser campeão nacional?

Vote em:

http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/

Gaspar disse...

Um jogo pobre .. muito pobre ..

Roach disse...

Apesar do Académica ter tido muita sorte no segundo golo, a verdade é que o Rolando esteve mesmo muito mal.

Mas o mais engraçado é que da mão do Sougou nem se ouve nos programas desportivos, agora o fora-de-jogo do Farías é um escândalo.

Já agora, não sei se fui eu com a minha visão portista do lance, mas parece-me que no primeiro golo do Académica o Sougou também domina o passe com a mão para depois devolver para o remate. É que visto por trás da baliza, na repetição, parece mesmo.

Ricardo de Sousa disse...

O último parágrafo resume tudo o que penso.

O fundamental tem sido alcançado - os 3 pontos - mas exibições destas não agradam nem cativam nenhum adepto.

Foi a pior primeira parte desde já há muito tempo. O pior é que vem sendo repetido e piorando. Até quando?
Espero que tenha acabado no Domingo.


Abraço

Caetano disse...

Gaspar, talvez um pouco mais pobre que isso.

Caetano disse...

Roach, essa irregularidade não vende jornais. Até fiquei foi admirado por não ver no dia seguinte uma capa de jornal referindo a toda a dimensão da folha que o Sougou é benfiquista desde pequeno.

Sobre o primeiro golo, já não és o primeiro a dizer isso e realmente o jogador (que é Tiero e não Sougou) faz um gesto esquisito que dá essa impressão. Contudo, olhando à reacção dos jogadores do FCPorto que rodeavam o jogador da Académica, nenhum deles protestou pelo que o lance deverá ter sido legar. O facto é que não há qualquer ângulo que eu tenha visto que permita esclarecer a 100% a situação mas ainda assim, aqui opto por considerar o lance legal.

Caetano disse...

Ricardo, eles te oiçam! Vamos ver como se vão apresentar os jogadores frente ao Belenenses, sabendo para já que Tomás Costa e Belluschi estão de regresso e Hulk, convocado para o "escrete" poderá ter motivação extra.

dragao vila pouca disse...

Caetano, mais vale tarde que nunca. Foi de facto muito fraca aquela 1ª parte, mas mesmo na 2ª, voltamos a cometer erros que não se admitem...mas o que lá vai lá vai e na sexta-feira tudo vai ser diferente.

Um abraço

Miguel Pereira disse...

Subscrevo por completo a crónica,

O maior clube portugues de facto vive actualmente uma crise de confiança brutal. E nota-se no jogo tremido, medroso e sem objectividade. Um estudo aponta que temos tantos remates como o Benfica, mas a eficácia é inferior numa média de 1 golo por jogo. E nao explica, esse estudo, se contam os remates para a superior do Hulk ou do Raul Meireles. Porque aí a coisa piora.

Claramente o Jesualdo é um homem sem projecto, ou melhor, com um projecto acabado. O Tetra é uma realidade enganadora e foram-se vendendo os aneis todos e arriscou-se demasiado este Verão. Jovens portugueses lesionados enquanto temos bons valores na cantera desaproveitados. Mais um pack de argentinos sem valor comprovado. E um onze repleto de buracos que o banco não pode resolver.

Só se perderam 2 jogos e só se empatou 1. Comparado com o ano passado o saldo é positivo. Mas o Benfica tem exibido uma regularidade impressionante e na Europa parecemos cada vez mais inofensivos (sofremos em demasia como sempre). A politica do 1-0 nao pode durar para sempre ou entao, estamos tramados.

um abraço

Miguel Lourenço Pereira
Em Jogo

António Pista disse...

Não fosse o adversário a Académica e a perda de pontos seria uma realidade...

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Caetano disse...

Grandes certezas que vão para aí... Estou impressionado.

Orgulhoazulebranco disse...

Já estou em "estágio" para amanhã.Já não me apetece falar sobre aquela péssima exibição.
Fica o registo de mais uma vitória...e,se me permitem ver isto de uma forma mais "azulada",há que dar o mérito ao Porto por ir conseguindo amealhando pontos atráz de pontos enquanto não atinge patamares exibicionais mais altos.Cada ponto vale ouro esta época.Se bem que quem me visse no final do jogo dizia tudo menos que o Porto tinha vencido...

Eu aceito que o Porto(JF) tem tido muitas dificuldades em construir a sua equipa(nem me apetece enumerá-las)por isso compreendo,até certo ponto,as exibições menos conseguidas....compreendo mas não gosto como é óbvio!

Vá,isto vai ao sítio

Sete_Luas disse...

Fogo, alguém que vê as coisas um bocadinho menos trágicas... Bom ponto de vista Orgulho Azul e Branco.

É inegável que as exibições do Porto têm deixado MTO a desejar, é impossível fechar os olhos à confusão tática em campo, aos conflitos entre jogadores, aos erros de análise de Jesualdo, ao vedetismo de certos jogadores, ao sofrimento necessário para arrecadar os 3 pontos no fim. Mas, daí a ouvir coisas como "o Tetra é uma realidade enganadora" (ainda gostava que me explicassem esta frase), "parecemos cada vez mais inofensivos na europa", "ah e tal o Porto tem uma equipa fraca, com apostas de contratações completamente perdidas", "o benfica está com uma regularidade impressionante", etc. tira-me um bocadinho do sério... Antes de mais nada eu QUERO LÁ SABER do SLB e da sua regularidade, se ganha pod 1 ou por 5, se está regular ou não... quero que o meu Porto jogue bem por si próprio, para orgulhar a cor da camisola e os adeptos que vão para o estádio e passam 90 minutos DE PÉ a puxar seja num jogo para a Champions ou num jogo com o Sertanense. O SLB está forte? Porreiro, dá pica ou será que a maioria dos adeptos prefere começar a época já a saber q o FCP vai ser campeão com 20 pontos de avanço? Querem preocupar-se com a equipa, acho legítimo e perfeitamente lógico devido ao mau momento, mas daí a virem com paralelismos.... enfim.
Quanto às contratações, mto sinceramente, acho q este foi, dos últimos anos, o melhor ano no âmbito geral, Belluschi, Falcão e Álvaro Pereira justificam-se a si mesmos e nomes como Orlando Sá, Beto, Valeri, etc não me parecem más escolhas para o plantel.

Sete_Luas disse...

Orlando Sá, Beto, Valeri, etc não me parecem más escolhas para o plantel.
Quanto a Jesualdo, toda a gente sabe o quanto eu questiono a política do homem, toda a gente sabe o quanto me irrita eu saber de ante-mão quando se levanta Farias e Guarin que vai sair o Rodriguez e o Meireles, mesmo quando o Mariano está em campo a fazer um jogo desastroso, mesmo quando Hulk não está no melhor do seu jogo, e assim sucessivamente. Toda a gente sabe que me irrita a instabilidade que eu acho que ele transmite à equipa quando n se sente seguro por algum motivo, o ano passado foram os pontos perdidos contra o Leixões e o arranque bem triste da fase de grupos da Champions e lembrem-se do quanto custou ao Porto arrancar para exibições bonitas e jogos fabulosos, este ano talvez Jesualdo tenha (também) alucinado com as goleadas do benfica, seja qual for o motivo o Porto está a enfrentar os mesmos problemas de confiança do ano passado com o BRINDE de este ano estarmos a conseguir melhores resultados com piores exibições. Chateia-me a facilidade com que se passa de bestial a besta... o ano passado por esta altura era ver os adeptos/comunicação social/etc a desancar em Jesualdo e nas suas táticas na segunda volta do campeonato o professor já era o Deus do futebol e as suas táticas irrepreensíveis, este filme n vos soa familiar?
Novamente não me entendam mal, não estou a defender as FRACAS exibições do Porto e as más escolhas da equipa técnica, estou simplesmente a reagir à facilidade com que se deita abaixo, o Porto não precisa de assobios nas bancadas, o Porto não precisa de lenços brancos, o Porto não precisa de insultos a jogadores (sim, nem mesmo ao Mariano, eu admito :p), o Porto não precisa da obsessão pelas goleadas do benfica... o Porto precisa de por a cabeça no sitio, abrir os olhos para os erros e corrigi-los.

Sete_Luas disse...

Não vou comentar o jogo, não vou dizer que pobre é pouco porque isso já toda a gente o dez aqui e bem, limito-me a esperar mais do meu clube e mais das pessoas que, tal como eu, sofrem noventa minutos por uma equipa que é mais do que um clube é uma forma de vida.

Não posso, no entanto, deixar de dizer o seguinte: "Não fosse o adversário a Académica e a perda de pontos seria uma realidade..." <-- é inacreditável, o melhor clube do mundo, o maior número de sócios, jogadores sublimes, o futuro melhor jogador do mundo no plantel, o melhor goleador do campeonato (haja pénaltis pa marcar), o treinador mais fora de série, goleadas umas atrás das outras, "este ano é que é" ... e continuam a sentir necessidade deste tipo de comentários, deste tipo d postura a alunos do primeiro ciclo do ensino básico...


(Desculpem lá o testamento... :x)

Caetano disse...

Estás desculpada :P

RatonClaws disse...

Boas! É só para informar que estão "linkados" no Diabo de Azul, um blogue criado hoje mesmo em http://odiabodeazul.blogspot.com

Contamos com a vossa visita!

Bibó Porto!

Oliveirense disse...

Convidamos todos os bons adeptos portistas a visitarem o espaço dos adeptos da UD Oliveirense, vosso adversário na 4ª eliminatória da Taça de Portugal, em:

http://udoliveirense.blogspot.com

Miguel Pereira disse...

Sete Luas,

Concordo perfeitamente que o FCP tem de se preocupar consigo próprio e nao com o SLB. Exactamente!

Sou adepto da filosofia de que a minha equipa tem de ganhar todos os jogos. Porque se ganhamos todos somos campeoes, seja por 1-0 ou por 10-0, tenha o adversário goleado 4 ou 5 equipas do meio da tabela. O problema deste FCP é que nem ganha os jogos todos - principalmente dois onde era quase obrigatorio e que custaram 4 pontos - nem joga bem, nem joga com cabeça, nem jogo com Alma. E é essa falta de Alma e de espirito que me revolta, porque o talento pode rarear, mas a falta de animo é mais preocupante.

Quando disse que o Tetra era uma realidade enganadora, queria simplesmente referir um facto claro: O FCP nunca teve um rival verdadeiro. Tivemos um ano tremido com o Adriaanse que a meio da época parecia que ia embora. Tivemos o ano do sofrimento até ao ultimo minuto do titubeante Jesualdo. O ano da grande primeira volta que lá se foi encurtando e o da 2nd volta que permitiu a recuperaçao. Mas nunca fomos regulares do principio ao fim e nunca tivemos uma equipa regular para lutar connosco.

Este ano o Braga está a exibir essa regularidade e o Benfica a jogar bem e de uma forma também bastante regular. Que goleio ou nao, como portista nao me interessa. Que nao percam pontos estupidos (de forma legal ou nao) como estamos nós a perder, já me irrita. E que os jogadores nao mostrem espirito de luta para dar um salto qualitativo, isso já me tira do sério.

Assobiar nao leva a nada mas a equipa tambem nao pode pedir um apoio constante se nunca dá nada em troca. E agora já está a entrar na mesma filosofia do "melhor jogar fora". Isso é de equipas sem caracter, bem ao jeito do Professor que até do Dragao tem medo!

um abraço

Miguel Pereira
Em Jogo

Sete_Luas disse...

Miguel,

Apesar de ter pegado em muitas das tuas palavras, a "crítica" que dirigi não te foi especialmente direccionada, peguei nas tuas porque eram as que estavam aqui. Respeito a tua opinião, como respeito qualquer uma mesmo que contrária à minha desde que bem justificada. De tudo o que disseste na altura e que dizes agora, continuo a discordar no mesmo ponto, no ponto do tetra como "realidade enganadora", não consigo pintar o cenário tão negro como tu, tivemos SEMPRE ao longo dos quatro anos, começos menos bons e tremidos dos quais não me orgulho e que não acho que deviam fazer parte de um clube com o palmarés e a reputação do FCPorto. No entanto, penso que dizer que durante estes 4 anos o Porto só foi campeão porque não teve rival à altura, não consigo concordar. Claro que ganhar um campeonato com 20 pontos de vantagem sobre o segundo qualificado para isso indica, mas não acho que uma equipa que fez durante estes 4 anos exibições na champions de encher o olho, que bateu o pé ao Manchester, ao Atlético, e assim sucessivamente possa ser entendida como um campeão natural por não ter competição à altura. O Porto está fraco, mto fraco e assim não vamos lá (mto porque este ano o SLB e o Braga estão fortes tb ou então a história seria outra, porque com boas ou más exibições estariamos em primeiro lugar e podes ter a certeza que os assobios do estádio não se faziam ouvir). E é isto que me irrita e é isto que contesto, é claro que ninguém vai para o estádio para ver más exibições e a equipa a perder, é claro q eu tb resmungo e assobio, o que falo são das atitudes sistematizadas, do entrar para o apoio já com o insulto preparado e o assobio bem treinado, é disto que falo, da incongruência.

;)

Miguel Pereira disse...

Tens toda a razão,

Agora em relação aos titulos, acontece como tudo. Ganha quem deve ganhar e isso é suficiente para provar que fomos os melhores.

Mas não significa que fomos bons. E para o FCP eu procura sempre a "excelência". Lembro-me bem do primeiro Tetra/Penta e aí não eramos só os melhores. Eramos realmente bons, algo que nestes ultimos 4 anos se viu a espaços.

Na Europa conseguimos alguns jogos épicos mas outros que não condizem em nada com a dignidade do clube. As goleadas em Inglaterra, a eliminatória com o Schalke ou a eliminaçao precoce da era Adriaanse. Sempre defendo que o nivel de um clube se vê muito no seu comportamento lá fora. E aí nota-se claramente que baixamos de nível, apesar dos Quartos do ano passado.

A nivel interno vencer um campeonato com 20 pontos de avanço é mais um sinal claro de debilidade alheia do que mérito proprio. O FCP fez os seus pontos, os outros é que nao fizeram os deles. Os anos em que arrancamos ou terminamos mal deu asas a que se criassem expectativas noutros clubes impossiveis para planteis tao fracos. Basta ver que este Sporting é igual aos outros, e os outros foram sempre segundos.

Acho que todos queremos ganhar e jogar bem. Este ano estamos a jogar bastante mal e a ganhar de forma tremida. Temos mais pontos que o ano passado mas como dizes a concorrencia muda. E daí eu achar que com o mesmo nivel de concorrencia nao teriamos tido a facilidade em conquistar o Tetra. O que nao quer dizer que no final nao o tivessemos ganho.

;-)