segunda-feira, março 30, 2009

Portugal 0 x 0 Suécia - e agora...?


Em primeiro lugar, gostei de ver Portugal jogar como jogou, rápido, determinado, a circular a bola. Tirando os primeiros minutos em que a Suécia até entrou mais afoita e criou uma situação de muito perigo junto à baliza de Eduardo (voltou a fazê-lo noutra ocasião já no último quarto da partida), Portugal mandou de princípio ao fim, voltando no entanto a pecar, por vezes de forma exasperante, na hora da finalização.

Queiroz optou bem por deixar Almeida de fora, colocando Ronaldo, Simão e Danny na frente, homens mais rápidos e com outra mobilidade, procurando a exploração do espaço nas costas da defesa sueca através de passes longos.

No entanto, o plano começou a sair furado com a lesão de Bosingwa, tirando logo acutilância ao flanco direito, e prolongou-se depois com os sucessivos falhanços dos avançados portugueses. Também o facto de os vários cantos que Portugal teve a seu favor serem apontados sempre da mesma forma em nada ajudou. Porque é que nunca se pensou em colocar ao primeiro poste um jogador a desviar para o segundo? Foi claramente dar vantagem aos defesas suecos.

Resta agora à Selecção, com tantos pontos quanto a Albânia, esperar pelos deslizes das equipas da frente e procurar ganhar todos os jogos. As conta fazem-se no fim.

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Agora, como dizia o José Torres: deixem -me sonhar.

Um abraço

Caetano disse...

Exactamente. É procurar ganhar e depois ver o que acontece. Tudo ainda é possível.

bLuE bOy disse...

Bom, bom, era quando havia a maminha do FC Porto versão 2003 e 2004... por isso, o palerma do brasileiro se pôes ao fresco quando já lhe estava a faltar o chão para se segurar... de seguida, vem um Queiroz que vive tb da opolência d'um passado nas camadas jovens brilhante, mas que no que toca aos meninos já grandes, depois de tantas idas e voltas, passagens aqui e acolá, com os méritos que tem obtidos, vou ali e já venho.

Quanto ao jogo, fui lá só mesmo para matar o bichinho da selecção... ainda que vi o jogo totalmente relaxado e despreocupado, porque se ganhasse, ficaria contente... se empatasse, tasse bem... se perdesse, não me tiraria o sono. Como empatou, tasse bem... aliás, daquela selecçôm, só parte deles me dizia respeito: Bruno Alves, Rolando, Raul Meireles... e alguns dos nossos ex's: Bosingwa, Pepe, Deco e Hugo Almeida.

Como nota final, para a exibição de MERDA do palerma (habitual) que se gosta de fazer passar por «o melhor do mundo»... um tal de CR7 que eu, e atendendo ao dito no dia anterior, iria fazer maravilhas, acrobacias e saltos na atmosfera, mas, não passa mesmo é d'um MERDEIRO e ARROGANTE com tiques de vedetismo... aliás, mais uma exibição de MERDA como tantas e tantas outras pela selecção, onde de líder daquela equipa, só se for mesmo pelos orgasmos doentios e deficiente que provoca nas meninas teenagers que vegetavam pela bancada onde me encontrava (mas não só, parece que tb por muito e muitos meninos crescidos a quem o acne, já era), onde a cada toque na bola, até incomodavam os meus tímpanos com os seus gritos de elevador teor histérico agudo...

Sugestiva e muito conclusiva a forma como esse se movimentava em campo, isto para quem tinha um ângulo de visão enorme, ou seja, para quem lá estava, porque não tv, nem d'um milésimo se apercebia do mesmo... aquilo era devagar, devagarinho, parado, um caminhar todo cheio de não me toques e correr? para quê? defender? para quê? dassseee, eu cá sou o melhor do mundo e arredores e não preciso de correr nem defender, era o que mais me faltava.

Óh rapazinho, o Messi ao teu lado, aquele sim, com um pé esquerdo que até mete nojo, dá-te 10 a zero, carago!!!

Quanto a esse tal CR7, não passa mesmo é d'um produto McDonald's... da CS!!!

Caetano disse...

Blue_Boy, realmente o melhor da selecção foi quando teve a sua estrutura assente o FCPorto versão "Special One".

P.Ferreira - Ricardo Carvalho - Jorge Costa - Nuno Valente - Costinha - Maniche - Deco...

Bem dizia o Mourinho, em tom irónico, ao comentar as exibições de Portugal no Euro 2004 que havia ali rotinas que lhe pareciam "muito familiares".

Quanto ao Ronaldo, verdade seja dita, teve na época passada a melhor época da sua carreira, é um facto mas deixa muito a desejar em termos de humildade e respeito pela equipa. Actualmente estou plenamente de acordo contigo, Messi é o melhor do Mundo em todos os aspectos.

Por último, e porque não o fiz no artigo, aproveito para destacar o excelente apoio que o público deu à Selecção no Sábado. Esse, até na TV deu para perceber :)

Abraço