terça-feira, dezembro 02, 2008

FCPORTO-2 / Académica-1

FCPORTO vence o 5ºjogo seguido, e esta foi a melhor noticia deste jogo, é que o FCP e o seu futebol jogado em campo foi muito abaixo do que pode e deve fazer.

É certo que o FCP vinha de uma série de jogos que eram decisivos para a sua continuidade em várias competições, 2 vitórias na Liga dos Campeões e ambas fora de casa, 1 vitória em Alvalade para a Taça, e jogos do campeonato onde não podia perder mais pontos, e com este stress competitivo é algo normal que a equipa tenha tido um abaixamento de forma colectiva.

Claro que como adepto e para todos os sócios e adeptos que se deslocam ao Estádio, e foram mais de 30 mil, eu e eles esperamos mais golos e melhor futebol da sua equipa.

Também é preciso salientar que a Académica fechou muito bem os caminhos para a sua baliza, apesar de não ter atacado muito, o golo surge de uma falha individual de Fucille que largou o seu homem na área e não soube interpetar bem o lance.

No geral, o FCP mereceu vencer, e talvez a diferença por 2 fosse mais justa, mas sem dúvida que foi melhor o resultado que a exibição.

Não existiu nenhum jogador que se destaca-se muito, algumas bons pormenores de Hulk (mais colectivo), Rodriguez (1ºgolo pelo FCP), Meireles (golo de opurtunidade), Lisandro (lutador incansável) e Fernando (muito bem a pressionar a saída de bola bem avançado no terreno), a cumprirem bem as suas obrigações, os defesas, tirando alguns lapsos de Sapunaru e a branca de Fucile também não estiveram mal.

O facto negativo além do jogo fraco foi Lucho González, que atravessa realmente um periodo muito fraco, ele que até não foi a Istambul e pôde descansar mais, mas nem isso o despertou para este jogo, parecendo alheado e fora dos movimentos da equipa. É verdade que dele se espera que seja o dínamo da equipa, pelo qual se engendram e orientam as jogadas de ataque do FCP. Para azar ainda falhou uma grande penalidade (mais um remate ao poste) que ele tinha ganho, é esperar que regresse á sua melhor forma e depressa de forma que o FCP possa ter mais classe no seu jogo.

Não percebi foi porquê é que Jesualdo não mexeu mais na equipa, será que não confiava nos jogadores que tinha no banco??? (á excepção de T.Costa que entrou...)

Agora é preparar mais um ciclo duro em que o objectivo passa por vencer os próximos 5 jogos num periodo curto de tempo (em Setúbal, no Dragão contra o Arsenal, em Cinfães, na Amadora e no Dragão contra o Maritimo), é que também nestes jogos se disputa muito do futuro do FCP, portanto é bom que o FCP enfrente estes jogos de uma forma capaz, eficaz e forte de forma a conquistar pontos que lhe permitam (a eles e nós) passar as festas na frente em todas as frentes.

PPOOORRRRTTTOOOOOOO!!!!!

6 comentários:

Caetano disse...

O mais importante, os 3 pontos, foi conquistado e isso é que interessa, ainda para mais, como referiste e bem, vindo a equipa de um ciclo mais exigente.

Esta vitória tem um sabor redobrado já que possibilitou a aproximação ao 1º lugar.

Quanto ao jogo em si, (in)felizmente não o vi pois andava por outras paragens, bem mais perto por exemplo de outros eventos que ficam na retina como foi o caso da quase-defesa de Quim (a primeira e a segunda, esta muito melhor conseguida esteticamente).

No entanto, daquilo que vi, o Hulk parece ter percebido que há outros jogadores à sua volta e conseguiu, sem marcar, ser decisivo no resultado. Que continue.

Por outro lado, saúdo a recompensa de um verdadeiro guerreiro: Rodriguez. Jogou lesionado (segundo Jesualdo) mas aguentou-se jogo após jogo e agora parece estar a melhorar. Vai ser um jogador decisivo por aquilo que vale tecnica e fisicamente e porque já provou ser inteligente ;).

Sete_Luas disse...

Eu ando a dizer isto desde o inicio do campeonato, o Rodriguez pode ter muitos defeitos mas relativamente a esforço não há que dizer. O homem dá o litro, tem andado trapalhão no que ele faz de melhor (ou seja marcar) mas que dá o q tem e o q não tem é um facto. E finalmente lá marcou... Me gusta la Cebolita :p LOL

dragao vila pouca disse...

Depois de ter conseguido, na terça-feira passada, um objectivo importante - chegar aos oitavos-de-final da C.League - e por iso, estar motivada e moralizada, esperava-se que a equipa do F.C.Porto ganhasse e fizesse uma exibição aceitável. Pelo menos era o que esperavam muitos dos que foram ao Estádio, num fim de tarde gélido, a convidar a ficar em casa. Ganhar, lá ganhamos, mas a exibição foi abaixo dos mínimos exigíveis e sinceramente, não percebo porquê.
São exibições como a de ontem que levam aos assobios. Que afastam público do Estádio. Que trazem desconfiança e intranquilidade e no limite, vão matando o entusiasmo e a paixão.
Nem quando se apanha a ganhar, sem fazer muito para isso, a equipa melhora. Não, pelo contrário, fica ainda mais abúlica, adormecida, desconcentrada e com isso permite que o adversário acredite, equilibre, marque e complique.
Mesmo contra 10 jogadores fomos incapazes de jogar bem.
Assim não!
Que se passa com Lucho? Como é possível ter jogado?, os noventa minutos?
Resumindo: vitória justa, mas exibição muito fraca.
Valeu o Setúbal para animar.
Um abraço

GaCoMoSi disse...

Permitam-me uma risota sportinguista..."Hulk mais colectivo?!??! LOL"

Saudações Leoninas

Caetano disse...

Não sejas mauzinho GaCoMoSi! :P Para aquilo que tem sido, o rapaz até foi bastante solidário... Eu acho que naqueles jogos, que na nossa infancia eram organizados fazendo as balizas com pedrinhas, o Hulk era o puto que pegava na bola e fintava toda a gente.

Caetano disse...

Vila Pouca, vamos ver agora como corre o jogo em Setúbal. Pelo menos o cansaço não será desculpa. Abraço