quarta-feira, abril 28, 2010

Tomem lá um rebuçado e portem-se bem

Lembram-se do "rebuçadinho" Helton que o CD da Liga deu magnanimamente ao FCPorto, pela voz engravatada do "Baltazar Garzón" lusitano, aquando do anúncio dos castigos a Hulk e Sapunaru? Pois bem, parece que o moribundo organismo voltou a usar da mesma táctica e, numa altura em que se discute a aberração que foi o cartão amarelo a Falcao,num lance em que a equipa de arbitragem não viu duas faltas sadinas, tão evidentes como um elefante num congresso de formigas, mas conseguiu ver uma mão de Falcao na cara do actor Bruno Ribeiro que não foi nem intencional nem acidental (cartão amarelo...??), eis que regressam com mais um rebuçadinho chamado Jesualdo.

Expulso pelo árbitro por protestar a decisão no lance de Falcao, Jesualdo foi poupado ao jogo de ausência que teria de cumprir diante do Benfica, sendo apenas penalizado de forma pecuniária pelos protestos e "inobservância de outros deveres".

Nitidamente, há aqui uma tentativa de lançar água na fervura quando se está na iminência de um jogo escaldante no qual o melhor ponta de lança a actuar em Portugal não poderá participar e quando a paciência dos adeptos portistas já há muito se esgotou.

Meus caros, podem atirar com poeira aos olhos dos portistas, podem oferecer os rebuçadinhos que quiserem. Na memória dos adeptos do futebol ficará sempre o papel vergonhoso ao qual o CD da Liga se prestou esta época.

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

E que dizer do pasquim da Queimada? Tão recatados que eles andam, nada de grandes parangonas, hoje dão a capa ao Sporting...É para não espicaçar o Dragão...

Um abraço

navegante disse...

estou quase de total acordo com o post. Mas manifesto o meu desacordo quanto ao melhor ponta de lança a actuar em portugal (assim em pequeno, para retratar o país).
Mas voltando ao ponta de lança, o melhor, a anos luz do Falcão, é aquela coisa da CD da Liga.
Marcar (os adversários dos galináceos), é a sua imagem de marca, que rendeu muitos pontos. Tantos que até vão ser campeões (dizem eles). Mas deve ser outro campeonato, que não de futebol.