sexta-feira, janeiro 09, 2009

FCPORTO-2 / Vitória de Setúbal-1

(Farías 32' e Rabiola 78'; Leandro Lima 61' g.p.)

Jesualdo resolveu colocar a 2ªequipa em campo numa competição que aparenta ser a 4ªprioridade para o FCPORTO.

É verdade que o Setúbal também mexeu em 3/4 jogadores, mas estavam no banco se fosse preciso, é também certo que este Setúbal está numa fase fraca psicologicamente e por isso atravessa um mau período a nível de jogo e principalmente de resultados.

Sabendo isto, Jesualdo resolveu arriscar, porque é sempre um risco fazer as opções que ele fez neste jogo, fazendo descansar 10 jogadores, ou seja, dos principais, nem um jogador no banco sequer.

Por isso acho que esta vitória foi feliz. Porque se o FCP começa a perder, com a normal motivação do Setúbal e a tremideira normal para jogadores que estão pouco rotinados no onze base, não sei se do banco viria alguma solução. Com isto acho que Jesualdo deveria ter ao menos 4/5 jogadores dos principais no banco ou até em campo.

Mas como o jogo até correu bem ao FCP para uma equipa sem grandes rotinas, pois estes jogadores nunca fizeram um jogo em conjunto, de forma que começar a ganhar foi positivo, sendo certo que alguns jogadores mostraram querer mais, (Mariano principalmente, também Guarin e Benitez mostraram vontade), mas outros de quem se esperava mais, (Candeias, Sapunaru e Tomás Costa) e outros que cumpriram sem deslumbrar.

Depois já no 2ºtempo uma falha de Sapunaru que cometeu um penalti infantil levou ao empate, isto já depois de Farias ter falhado um cabeceamento isolado que poderia dar o 2-0, mas depois o FCP reagiu, o jogo ficou aberto e poderia cair para qualquer lado.

Aqui destaque para os "Putos" que entraram e resolveram dar uma vitória ao treinador que apostou neles, o que é sempre positivo, muito bem Diogo Viana a centrar e Rabiola a cabecear como deve ser.

Depois o fiscal de linha ainda viu um penaltie num lance que eu já vi e revi e ainda não consegui descortinar a mão de Guarin!!!, mas que Leandro Lima falhou o 2ºgolo, talvez devido á pressão do momento, ele que foi o melhor do Vitória.

Um jogo fraco, como não podia deixar de ser, mas 3 pontos que colocam o FCP na frente do mini-campeonato com 3 jogos.

Sobre a gestão do plantel que Jesualdo faz (ou não sabe fazer) :

Volto a dizer que Jesualdo não sabe fazer a rotação do plantel de forma a rotinar os jogadores num onze base, que se estivessem rotinados numa primeira equipa, poderiamos ter 18 a 20 jogadores sempre prontos a entrar no onze principal, sem que a equipa notasse grandes quebras no jogo.

E não passa por achar que dando descanso a 10 jogadores e colocando uma equipa completamente nova em campo que consegue motivar jogadores, ele não deve perceber como funcionam os jogadores...

Seria mais ajuizado fazer uma equipa base, e depois dar rotação a 2/3 jogadores por jogo, rodando assim jogadores sempre na equipa principal, de forma a te-los motivados, pois assim saberiam sempre que contavam realmente para o treinador.

E assim chegariam aos 18/20 jogadores facilmente, onde qualquer um deles poderia fazer a diferença, sabendo sempre que existem 5/6 jogadores imprescindiveis, e 7/8 sólidos e consistentes e 7/8 sempre prontos a entrar na equipa principal.

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Caetano, teoricamente tens razão, mas ele é assim e é assim que vai ter de ser.

Partindo do princípio que a Taça da Liga está em quarto lugar na escala de prioridades e tendo em conta a equipa utilizada, era difícil pedir mais.
Mesmo assim, houveram jogadores de quem esperava mais, esperava que aproveitassem, para mostrar ao treinador, que podem ser opções a ter em conta. Refiro-me ao Candeias, mas também ao Sapunaru -tem a desculpa de ter vindo de uma lesão e de ter estado parado muito tempo -, ao T.Costa, Benítez, Farías e aquele que foi a grande desilusão - esperava, tendo em conta os últimos jogos, muito mais -, F.Guarín.
Os miúdos aproveitaram bem, mas ainda é cedo para grandes conclusões e não gostei de ver já no Jogo um grande destaque ao D.Viana. Calma, muita calma, pois muitas vezes é assim que se perdem jogadores.
Um abraço

dragao vila pouca disse...

Última hora:
segundo A Bola online o empresário António Araújo e Cissokho estão reunidos com o presidente do V.de Setúbal, para tratarem do ingresso do lateral sadino no F.C.Porto.
Do F.C.Porto irão para a cidade do Sado e emprestados, Candeias e Nuno Coelho que está no Portimonense.
Acho que é capaz de ser verdade.
Reservo a minha opinião sobre o assunto, para mais tarde.

Um abraço

Sete disse...

Fui só eu que vi um jogo diferente de toda a gente? Eu sei que estava frio no estádio e que possivelmente as minhas células neurológicas congelaram ao mesmo tempo que os meus pés, ou seja, nos primeiros cinco minutos de jogo mas, achei o jogo pobre e mal jogado! E sim, eu sei que eram reservas e juniores mas o jogo pura e simplesmente não me agradou. Achei Mariano e Benitez estavam, como habitualmente desconcentrados. Que Sapunaru (o único não junior) se portou como um jogador das camadas infantis do clube, aquela mão na bola foi RIDICULA!!!! Como diria alguém que eu conheço tava tanto frio que ele pensou que levar com a bola no peito seria doloroso e toca a meter a mão no caminho.. assim até entendo. O árbitro.. n vou comentar, foi fraco demais para gastar letras... Mas pronto, pelos vistos fui só eu que vi este jogo, se calhar a Norte já teve melhor visão para o relvado. :p

A gaja.

Caetano disse...

Dragão Vila Pouca, quem escreve as crónicas de jogo não sou eu, é o Wolverine23.

Quanto ao jogo, de facto Jesualdo não sabe gerir o plantel e ponto final. Mudar 11 jogadores não é gerir o plantel, é desgastar jogadores que não conseguem desenvolver jogo colectivo por nunca terem jogado juntos e que acabam assobiados pelos adeptos, perdendo assim a sua confiança (quando não perdem um jogo como nos casos de Atlético e Fátima).

Quantos aos jogadores, é notória a diferença de aplicação entre "consagrados" (Tomás Costa, Pelé, Sapunaru (a lesão não explica tudo), Guarin (mão ridícula na bola), Farias...) e os "aspirantes" (Rabiola, Ventura, Diogo Viana).

Já havia algum tempo que queria aqui publicar um pequeno texto sobre Diogo Viana, pelas exibições que tinha vindo a rubricar na última fase do torneio de Inverno da Intercalar, tendo apontado 3 ou 4 golos. Trata-se de mais um excelente produto da escola do Sporting e cuja contratação foi sem dúvida uma grande jogada do FCPorto que ainda por cima se livrou de um jogador que não tinha já lugar no plantel e ainda foi pago para isso.

Sete_Luas, quando te indignas até me arrepio todo mulher! Mas tenho de discordar quanto ao Benitez pois, pelo que vi na TV (com o aquecedor a compensar os 2 graus negativos do exterior) até rubricou uma das actuações menos más da noite.

Seja como for, esta vitória abre agora espaço a mais um jogo de "poupança" bem à moda de Jesualdo faltando ainda um jogo fora e outro em casa.

Caetano disse...

Dragão Vila Pouca, afinal parece que a Bola Vermelha tinha razão e o Cissokho já é do FCPorto. Vamos ver se se adapta ao nível de exigência até porque ainda se trata de um jogador jovem.