segunda-feira, maio 17, 2010

FCPorto 2 x 1 GD Chaves - FCPorto conquista a sua 15ª Taça de Portugal



O FCPorto conquistou hoje no Jamor a 15ª Taça de Portugal do seu historial, ao bater o Desportivo de Chaves por 2-1, um resultado escasso e desfasado do que aconteceu em campo mas que acaba por premiar a valentia dos transmontanos. No final de um jogo pobre (mais um), fica o sabor agridoce de um troféu que sabe a pouco e um sentimento de indefinição em relação ao futuro do FCPorto.





Respeitando o modelo usado nos últimos jogos, Jesualdo manteve o 4-4-2 com as novidades de Helton na baliza, poupando Beto que irá integrar a Selecção, e colocando Miguel Lopes na direita para substituir o castigado Fucile. No meio, o alinhamento habitual com Fernando, Meireles, Guarín e Belluschi. Na frente Falcao e Hulk ficaram com as despesas do ataque.

O Chaves esteve à altura do que se esperava. Sem nada a perder, os flavienses entraram no jogo sem complexos e a jogar o jogo pelo jogo, numa atitude de fazer inveja a muitos primodivisionários. A primeira oportunidade de golo flagrante pertenceu mesmo aos flavienses quando Edu ganhou a bola a Helton, embora fazendo jogo perigoso não assinalado, e atirou ao poste.

A partir daí só deu FCPorto. Belluschi esteve muito bem a pautar o jogo a meio campo, dando-lhe dinamismo e clarividência, ao lado de Guarín sempre muito forte e motivado nesta última fase da temporada. Guarín foi aliás quem inaugurou o marcador, após uma arrancada pela direita, deixando a ideia que o mais difícil estava feito. O 2º golo, numa arrancada de Hulk a passe excelente de Belluschi, terminada com uma assistência para o goleador Falcao que não desperdiçou.

Quem desperdiçou seria Hulk por duas vezes na cara do golo. Se na primeira ainda tem desculpa no ressalto que a bola faz tornando mais difícil o seu controlo apesar de ainda ter proporcionado uma excelente defesa ao guarda-redes, já o segundo é um daqueles falhanços que deixam os adeptos com as mãos na cabeça a perguntar como foi possível.

Da primeira parte fica a dureza dos defesas flavienses, muitas vezes abusando da virilidade e confundindo as pernas de Hulk e Falcao com a bola, e um penalty claro que fica por assinalar contra o Chaves por carga dura sobre Raul Meireles.

Na segunda parte aconteceu o que tantas vezes aconteceu ao longo da época. Com o resultado já confortável, o FCPorto baixou o ritmo e limitou-se a gerir, isto apesar de Miguel Lopes ter desviado um livre para a barra flaviense logo a abrir a 2ª parte.

Tendo substituído Meireles por Tomás Costa por precaução, Jesualdo procurou dar velocidade ao jogo fazendo entrar Rodriguez e depois, com a lesão de Guarín, optou por Valeri. Se o FCPorto ganhou velocidade no ataque, é certo que a equipa também ficou partida, permitindo espaço de manobra ao Chaves que acabaria já na parte final por chegar ao golo. Embora dê a ideia que o açoriano Clemente tenha jogado a bola com a mão, isso não desculpa a passividade com que Bruno Alves encarou o lance, desistindo pura e simplesmente e deixando o adversário marcar.

A expulsão de Ricardo Rocha e de Bruno Alves acabaram em definitivo com o jogo, cujo apito final chegaria pouco depois, consagrando o FCPorto como o grande vencedor da Taça de Portugal 2009/2010.


Fim de ciclo?

O final do jogo trouxe também a incerteza sobre a continuidade de Meireles, Bruno Alves e Jesualdo. Bruno Alves tem sido o mais falado para sair do FCPorto, sendo que até o seu próprio pai se tem dado à liberdade de querer forçar a saída do defesa-central. Claramente no FCPorto não está ninguém contra a sua vontade e se Bruno Alves realmente quiser sair então que o faça.

Quanto a Jesualdo, o treinador irritou-se com os jornalistas e até se compreende. O treinador nunca foi consensual e, desde o seu primeiro ano no FCPorto, tem tido a sua continuidade sempre em causa, especialmente nos 2 últimos deixando no ar nuances de ingratidão. No entanto, no Dragão há saudades de um futebol vistoso e ofensivo e, nesse aspecto, Jesualdo peca bastante, mantendo-se teimosamente "agarrado" ao 4-3-3 de transições rápidas e ao teimoso gerir de resultados que tanta sonolência e assobios provocou. Não é este o tipo de futebol que cativa adeptos e leva as pessoas aos estádios.

Jesualdo conquistou 3 campeonatos, 2 Taças de Portugal e 2 Supertaças Cândido de Oliveira e a gratidão por esse palmarés não deve esmorecer. Contudo, falta alma guerreira ao FCPorto, falta aquela coragem de vencer e de encarar sem medo qualquer adversário que seja. Na retina ficam também derrotas confrangedoras na Liga dos Campeões e domesticamente contra adversários de menor monta que não foram na conversa do "4-3-3 em transições rápidas".

Uma vez que o FCPorto vai provavelmente perder novamente referências do seu plantel, seria esta a oportunidade de mudar também o comando técnico. Os adeptos amantes do bom futebol agradecem.

7 comentários:

dragao vila pouca disse...

Péssima entrada, defesa, guarda-redes incluído, a apanhar bonés e o Chaves quase a marcar. Depois, sem nada que o justificasse e aproveitando um dupla abébia - defesa e guarda-redes da equipa transmontana deram uma grande caixa -, o F.C.Porto adiantou-se no marcador e a partir daí tudo ficou mais fácil. Surgiu o dois a zero, o melhor período portista e só não houve goleada, porque Hulk de forma displicente, por três vezes, fez o mais difícil e falhou, completamente sózinho na cara de Rui Rego - curiosamente, o brasileiro foi o homem do jogo!...E pronto, não há muito mais a dizer... Já que suas excelências acharam que já tinham cumprido a sua função e da segunda-parte é melhor nem falar!...

Um abraço

Anónimo disse...

BENFICA PODE PERDER 9 PONTOS .





Alan Kardec jogou em 3 clubes numa só época!!

Esta notícia tem sido abafada por toda a comunicação social por forma
a não tirar ao "melhor benfica dos últimos 30 anos" o título de
campeão nacional.

A verdade é que Alan Kardec, jogador brasileiro de 21 anos contratado
pelo SLBenfica em Janeiro, participou ilegalmente em três jogos do
campeonato nacional da presente época e por isso o SLBenfica deverá
ser penalizado com a perda de 9 pontos.


O que se passa é simples:

O último jogo de Alan Kardec pelo Vasco da Gama foi no dia 29-08-2009;
Alan Kardec fez o seu último jogo pelo Internacional a 01-11-2009;
Alan Kardec jogou o seu primeiro jogo pelo Benfica no dia 24-01-2010.

O artigo 5º do Estatuto e Transferência de Jogadores da FPF é claro no
que diz respeito a estes casos e diz:
«(...)
III. INSCRIÇÃO DE JOGADORES

Artigo 5º Inscrição

1. Um jogador tem de estar inscrito numa Federação para poder jogar
por um clube, quer como Profissional quer como Amador, de acordo com
as disposições do Art.º 2º. Apenas os jogadores inscritos são
qualificáveis para participar no Futebol Federado. Pelo acto de se
inscrever, o jogador aceita respeitar os Estatutos e a regulamentação
da FIFA, das confederações e das Federações.

2. Um jogador só pode estar inscrito por um clube de cada vez.

3. Os jogadores podem ser inscritos por um máximo de três clubes
durante o período compreendido entre 1 de Julho e 30 de Junho do ano
seguinte. Durante este período, o jogador só é qualificável para
participar em Jogos Oficiais por dois clubes.»

Casos semelhantes como o de Meyong no Belenenses ou o tão célebre caso
Mateus, que levou o Gil Vicente a descer de divisão, tiveram grande
impacto mediático e graves consequências para os visados.

Caetano disse...

Vila Pouca, podíamos ter pedido ao Papa que para além do milagre da multiplicação dos impostos fizesse o milagre da saída do Jesualdo... Parece que andaram a praticar tiro ao alvo na autoestrada. Correu bem a viagem?

Caetano disse...

Anónimo, vamos lá deixar-nos de falsas questões. O Kardec jogou em 3 clubes mas em associações de calendários de época diferentes, o que constitui a única excepção ao regulamento. Não confundas com o Meyong, por exemplo, que andou a saltitar em clubes espanhóis antes de regressar a Portugal.

Não vamos cair no ridículo.

Sete_Luas disse...

Eu só espero estar enganada mas acho q o Jesualdo não sai....

dragao vila pouca disse...

Caetano, a viagem foi óptima e valeram as bifansa, os panadinhos, as feveras, a aletria, os bolinhos...dos doces.

Ó Luas, se frequentasse um certo blog, acho que já não dizia isso...

Ai dele, se ficar!

Beijos e abraços

Sete_Luas disse...

Dragãozito, isto tem estado complicado para bloguices.... Ando completamente "desinformada" :(